Novidades

[Informação] Informações uteis sobre a Rep. Dominicana

Estado
Não está aberto para novas respostas.

Paulo Leite

Coordenador
Staff
Informações uteis sobre a Rep. Dominicana

CLIMA
O clima da República Dominicana é tropical, quente e húmido, com temperaturas médias anuais de 25ºC, na costa, e fresco na montanha, como uma eterna primavera. A época das chuvas vai de Junho a Outubro e neste período, por vezes, podem ocorrer tempestades tropicais que desaparecem com a rapidez com que aparecem. Com o seu sentido de humor os dominicanos dizem que só têm duas estações: Verão e uma velha estação de caminho de ferro, hoje em vias de voltar ao serviço.

SISTEMA MONETÁRIO

A unidade monetária da República Dominicana é o Peso Dominicano que se divide em 100 centavos. O Peso Dominicano apresenta-se em moedas de 1, 5, 10, 25 e 50 centavos e 1 peso; as notas de banco são de 1, 5, 10, 20, 50, 100, 500 e 1000 pesos. Podem-se trocar as principais moedas nos bancos comerciais. Em geral é mais vantajoso levar dólares pois tem melhor cotação. Os bancos funcionam das 08h00 às 15h00 de Segunda a Sexta Feira.

CARTÕES DE CRÉDITO

Os cartões de crédito Access/Mastercard, American Express, Diners Club e Visa são geralmente aceites nos hotéis, restaurantes e comércio em geral. Aconselha-se o contacto com a entidade bancaria emissora para detalhes sobre a sua aceitabilidade e serviços disponíveis aos mesmos.

VISTOS E VACINAS

Para visitar a República Dominicana os portugueses necessitam de passaporte válido. Não necessitam de visto mas para entrar no país devem ser portadores de uma “tarjeta de turismo” que podem adquirir nos consulados dominicanos acreditados no estrangeiro, ou no aeroporto à chegada a Santo Domingo (validade até 60 dias. Não são necessárias vacinas para visitar a República Dominicana. No entanto, recomenda-se a profilaxia da malária (paludismo) para quem visite as zonas ocidentais do país.

AEROPORTO

É cobrada a todos os passageiros, embarcando em voos internacionais, uma taxa de USD 20.00, cobrados no aeroporto de partida. Recomenda-se ter o dinheiro separado com antecedência, uma vez que esta taxa não pode ser paga em pesos dominicanos, ou em qualquer outra moeda, nem tão pouco pode ser paga com cartão de crédito.

TRANSPORTE

A circulação automóvel faz-se pela direita. A República Dominicana possui uma razoável rede de estradas, no entanto, poucas são as que se podem considerar como de “para qualquer tempo” e, assim, podem mesmo ser consideradas como “picadas”. Sempre que se pretenda viajar de táxi ou táxis colectivos (carros de concho) é conveniente, para evitar problemas, acordar o preço antes de ocupar a viatura e solicitar a identificação do motorista, porque os veículos não usam taxímetro e as tarifas variam com a distância, o número de passageiros... e outras... Os transportes públicos, autocarros conhecidos por “guaguas”, são frequentes e baratos, oferecem o serviço colectivo por rotas estabelecidas. Há serviço de rent-a-car e o combustível é medido em galões americanos. Nas principais estradas e auto-estradas paga-se portagem.

ELECTRICIDADE

A corrente eléctrica na República Dominicana é de 110 volts AC, 60Hz, com tomadas para fichas de 2 bornes planos, tipo americano. É necessário um adaptador para fichas tipo europeu continental, bem como um transformador se utilizam aparelhos para corrente de 220 volts.

GRATIFICAÇÕES

As gratificações são arbitrarias e com critério pessoal mas, no entanto, na maioria dos bares e restaurantes, embora, as contas já sejam acrescidas de 10% de serviço é habitual deixar-se um pequeno extra como apreciação pessoal por um bom serviço. Em todos os outros locais e serviços segue-se a regra geral e discricionária da opinião pessoal.

VESTUÁRIO

A República Dominicana, por ser um país tropical, possui temperaturas médias relativamente altas e assim recomenda-se aos turistas roupa ligeira de fibras naturais, algodão ou linho, durante todo o ano. Em locais de culto não são permitidos calções ou blusas e camisetas de cava. Traje de praia não é, habitualmente, permitido fora das zonas de veraneio e piscinas. Em ocasiões ou locais importantes e formais é recomendável aos homens o uso de casaco, embora não obrigatoriamente, gravata. Às senhoras, nas mesmas situações, não é usual que se recomende traje comprido. Não esquecer traje de banho, protector solar, óculos de sol e boné ou chapéu.

CUMPRIMENTOS E MODOS

O aperto de mão é a forma usual de cumprimento na República Dominicana. Os visitantes devem ter em consideração o tipo de vida dominicana e regularem o seu comportamento e vestuário em conformidade, sempre que tal o exija.

SOBERANIA E SEGURANÇA
Descoberta por Cristóvão Colombo em 1492 que lhe chamou “La Espanola” (Hispaniola) mas que tinha o nome aborígene “Quisqueya” que significa em “taino” mãe de todas as terras, foi denominada em 1508, por Privilégio Real do Rei Fernando, como Ilha de Santo Domingo. Originalmente habitada por aborígenes que intitulavam “tainos” que em seu idioma significa “os bons”. Os tainos pertenciam à cultura Arauca, da região tropical do continente sul-americano, donde emigraram em canoas pelo arco formado pelas Antilhas Menores. Uma população estimada em cerca de 600 mil habitantes foi praticamente exterminada em menos de treze anos. A ilha, hoje, é compartilhada com a República do Haiti, a ocidente, que ocupa cerca de 35% da sua área. Como os outros povos da América Latina, o país viveu momentos de inquietude política, violentas mudanças de governo e guerra civil. Nas últimas três décadas, no entanto, tem-se conseguido manter o credo político na democracia representativa. O governo é dividido em três poderes: Executivo, Legislativo e Judicial. O presidente e os representantes do poder legislativo são eleitos por quatro anos, por sufrágio directo. O presidente designa os governadores das províncias, como seus representantes, e o senado elege os membros do poder judicial. O povo é amável, cordial e atencioso que compartilha com o visitante o prazer de desfrutar da música e do ritmo que imprimem ao dia-a-dia, no país.

IDIOMA
O idioma oficial da República Dominicana é o Castelhano. O inglês é falado em todos os centros turísticos e, também, por uma parte da população. Apesar da penetração do castelhano, persistem vozes de uso comum, herança da linguagem sonora e doce dos tainos, que se transformou na fala dominicana utilizada pelo campesinato.
 

Ruth

Membro Ativo
"AEROPORTO

É cobrada a todos os passageiros, embarcando em voos internacionais, uma taxa de USD 20.00, cobrados no aeroporto de partida. Recomenda-se ter o dinheiro separado com antecedência, uma vez que esta taxa não pode ser paga em pesos dominicanos, ou em qualquer outra moeda, nem tão pouco pode ser paga com cartão de crédito."


Falta a informação que à entrada tb tens de pagar USD 10, e não é obrigatório ser em dólares, pode ser em euros (ficas é prejudicado porque eles fazem o dolár igual ao euro).
Espero que não leves a mal!:)
Vou esperar pela informação do México :D
 

Paulo Leite

Coordenador
Staff
Bem pelo contrario,

Penso que isto é um ponto de partida para obter mais e melhores informaçoes sobre os paises....

Obrigado
 
ELECTRICIDADE

A corrente eléctrica na República Dominicana é de 110 volts AC, 60Hz, com tomadas para fichas de 2 bornes planos, tipo americano. É necessário um adaptador para fichas tipo europeu continental, bem como um transformador se utilizam aparelhos para corrente de 220 volts.




Em Portugal onde se podem comprar estes adaptadores?
 

Domingos

Membro Novo
Worten ou radio popular, entre muitos outros centros grandes de eletrodomésticos. Mas esses tranfformadores normalmente não fazem bem a sua função ou escolhi mal quando comprei o meu.

Nos hoteis normalmente também alugam transformadores por uma bagatela e assim escusas de andar carregado com um. Informa-te no teu caso. Os Riu em punta cana alugam.
 

LuisT_76

Membro Ativo
Pode até nem ser necessário recorrer a transformador de corrente, caso se deseje apenas carregar o telemóvel, portátil ou maquina de barbear (por exemplo) visto a maioria destes aparelhos funcionarem a 110V. Se for o caso, basta usar uma adaptador de tomada, comprei o meu na worten por 14€ e supostamente é universal.
 
"AEROPORTO

É cobrada a todos os passageiros, embarcando em voos internacionais, uma taxa de USD 20.00, cobrados no aeroporto de partida. Recomenda-se ter o dinheiro separado com antecedência, uma vez que esta taxa não pode ser paga em pesos dominicanos, ou em qualquer outra moeda, nem tão pouco pode ser paga com cartão de crédito."

Sabem se as crianças também pagam estas taxas????

Susana
 
E temos que pagar esse valor onde? No aeroporto à saida e entrada na República Dominicana? Ou cá?


Mais uma coisa, quem fez excursões na República Dominicana, quais aconselha fazer, preços das mesmas?

Aguardo resposta.

Vera
 

Ruth

Membro Ativo
Susana M D P disse:
"AEROPORTO

É cobrada a todos os passageiros, embarcando em voos internacionais, uma taxa de USD 20.00, cobrados no aeroporto de partida. Recomenda-se ter o dinheiro separado com antecedência, uma vez que esta taxa não pode ser paga em pesos dominicanos, ou em qualquer outra moeda, nem tão pouco pode ser paga com cartão de crédito."

Sabem se as crianças também pagam estas taxas????

Susana
Na primeira vez que o meu filho foi tinha um ano pagou, como nós;
o ano passado pagou à entrada, mas à saída disseram que não era necessário :D Os dólares que tinha guardado para ele foram gastos no free shop ;) é à vontade do freguês. Portanto é melhor contares com isso :D


Uma dica (acho que já foi dito, mas não custa nada relembrar) assim que chegarem guardem o dinheiro do imposto da saída junto aos passaportes, assim não se esquecem ;)
 

LuisT_76

Membro Ativo
Cá vão algumas informações disponibilizadas pela agência onde reservei a viagem, sobre excursões em Punta Cana:

ALTOS DE CHAVÓN E ILHA DE SAONA

O combinado destes dois magníficos destinos tornará esta excursão ainda mais interessante e divertida.

O itinerário inicia-se com a visita aos Altos de Chavón, famoso ponto turístico a nível internacional pelos seus requintados edifícios (réplica de uma vila medieval do século XVI).

Tem um enorme anfiteatro, de estilo grecoromano, onde artistas famosos, nacionais e internacionais actuam em concertos.
De regresso aos autocarros, para seguir até à praia de Bayahibe, onde se irá de lancha para dar inicio ao trajecto marítimo até à Ilha de Saona.

Esta ilha é um combinado perfeito de sol, areia e praia. Oferece aos seus visitantes uma bonita e, praticamente virgem, praia onde poderá desfrutar do sol, nadar e divertir-se com as actividades de lazer que se realizam na ilha: voleibol, música para dançar merengue, salsa, bachata, entre outros.

Ao meio dia será oferecido um delicioso almoço tipo buffet com bebidas nacionais (refrigerantes, rum e cerveja) durante o tempo em que estará na ilha.

O regresso a Bayahibe será feito a bordo de lanchas rápidas, com uma paragem na piscina natural e de seguida transfer em autocarro até ao hotel.


Recomendamos que leve roupa e sapatos confortáveis, fato de banho, toalha e protector solar

Horário de saída do hotel aproximadamente 07:30 hrs.
Preço incluí:
Guias durante o percurso de língua espanhola/ portuguesa
Autocarro em privado com Ar condicionado.

JEEP SAFARI


Uma aventura emocionante para quem gosta de explorar e conhecer as zonas rurais e os seus habitantes. A primeira paragem será nos canaviais, onde aprenderemos o processo de produção do açúcar de cana e conheceremos a cultura dos haitianos que moram nos campos ou bateyes.

Depois iremos à colorida povoação de La Otra Banda para continuar até às montanhas do Bonao.
Visitaremos uma casa típica camponesa onde comeremos frutas típicas da estação e veremos uma demonstração do processo de torrar e moer o café ao estilo caseiro.

Almoço no Rancho Nisibón e possibilidade de dar um passeio a cavalo, um refrescante banho ou simplesmente descansar sob a fresca brisa das palmeiras e o cálido sol.

Duração aproximada:Excursão de 1 dia



CASCATA EL LIMÓN E ILHA BACARDI

Partimos de avião bimotor de Punta Cana para Samaná para apanhar o Jeep 4x4 e subir às montanhas na direcção das plantações de caucho e frutas tropicais, até chegar ao rancho La Cascada. Depois de tomar um cocktail e presenciar uma demonstração da elaboração do café e do chocolate, subiremos a cavalo à montanha “El Limón” para observar a agricultura local. Cavalgaremos dentro do rio até à “Cascata El Limón” para desfrutar das suas águas cristalinas.

Almoço no Rancho e seguimos para a cidade de Samaná para apanhar as lanchas e atravessar até à ilha Bacardi (em Cayo Levantado) com a sua belíssima praia de areia branca. Regresso à cidade e visita à Igreja Evangélica da povoação para apanhar de novo o avião para Punta Cana.

Duração aproximada: Excursão de 1 dia.
 
Estado
Não está aberto para novas respostas.
Top