Viagem ao México - não comprem na Agência de Viagens Abreu se o representante for a Jolidey

Glória

Membro Novo
Comprei uma viagem para o México de 15 de Setembro a 22 com chegada a Lisboa a 23 e lá as viagens Abreu tinham o representante Marisa da Jolidey a vender as excursões no hotel. Fomos ao México eu e o meu marido para conhecer a Sétima Maravilha do Mundo Chichen Itza. Não íamos para fazer praia até porque na Agência Abreu onde compramos a viagem fomos obrigados a assinar um documento porque as praias estavam cheias de sargaço.
O Tour foi caro e chegamos quase à hora do fecho ao parque Chichen Itza.
Reclamei junto da Agência Abreu no dia 25 de Setembro de 2019, quando regressei do México, apresentando a cópia da reclamação efectuada no México Junto da Jolidey, entregando também o folheto das excursões e o recibo do pagamento das mesmas que a Funcionária fotocopiou e enviou para o apoio ao cliente da Abreu.

Não tivemos tempo de ver uma das Sétima Maravilha do Mundo essa foi a pura realidade, todos no autocarro estavam revoltados por isso mesmo.... o guia pôs.-se a explicar e nós não vimos sequer o observatório que já estava encerrado tal como o próprio guia informou. Não pudemos tirar fotos nem dar a volta à pirâmide porque fomos barrados pelos seguranças do parque, que inclusive foram desagradáveis e gritaram connosco nem nos deixaram aproximar do templo que se encontrava do lado esquerdo da pirâmide.

Reitero que o propósito da viagem ao México era conhecer uma das sete maravilhas do mundo e que ficou por ver porque o parque encerrou e não tive tempo de visitar nem uma parte!

Mais, como é possível a prestigiada Agência de Viagens Abreu ter como representante a Jolidey?

Se forem ao México não comprem as excursões à Jolidey.
 

TREPADOR

Membro Conhecido
A situação relatada é de facto desagradável.
A excursão era apenas a Chichen Itza, ou era um combinado?
Por norma a saída dos hotéis é de manhã bem cedo, ainda antes das 8H00, o que dá tempo de sobra.
Sei que agora já é tarde, mas pondera de uma próxima contratar um guia local, e poderás planar a visita à tua vontade e ritmo, com possibilidade de ver outras coisas.
Nas visitas que fiz ao México apenas comprei visitas ao operador da primeira vez, as restantes contratei guia local e planeei as viagens à minha medida em articulação com o guia, que conseguiu sempre chegar aos locais de maior afluência de manhã cedo, evitando confusões e as horas de maior calor.
Vamos ver o que responde o operador e a agência, mas se não cumpriram com o contratado, terão de assumir as suas responsabilidades.
 

Paulo Leite

Coordenador
Staff
Boa tarde Glória,

Será que pode fornecer mais alguns dados, pois como o trepador já escreveu, as excursões para Chichen Itza saem dos hotéis bastante cedo...
O titulo também me parece um pouco errado, pois comprar na Ag. Abreu ou na ag. da esquina é o mesmo... o problema tá na Jolidey e não na Ag. de Viagens..
 

Rodrigo Ferreira

Membro Conhecido
Realmente também me parece muito estranho esta história toda, e como diz o @Paulo Leite acho cruel estar a colocar a Ag. Abreu neste contexto.
Quando fiz "esta" excursão tivemos bastante tempo em Chinchen Itza..
Por onde andaram até chegar a Chinchen Itza?
 

Glória

Membro Novo
A situação relatada é de facto desagradável.
A excursão era apenas a Chichen Itza, ou era um combinado?
Por norma a saída dos hotéis é de manhã bem cedo, ainda antes das 8H00, o que dá tempo de sobra.
Sei que agora já é tarde, mas pondera de uma próxima contratar um guia local, e poderás planar a visita à tua vontade e ritmo, com possibilidade de ver outras coisas.
Nas visitas que fiz ao México apenas comprei visitas ao operador da primeira vez, as restantes contratei guia local e planeei as viagens à minha medida em articulação com o guia, que conseguiu sempre chegar aos locais de maior afluência de manhã cedo, evitando confusões e as horas de maior calor.
Vamos ver o que responde o operador e a agência, mas se não cumpriram com o contratado, terão de assumir as suas responsabilidades.
Olá Trepador, foi um combinado Chichen Itza . A saída foi às 8 horas.
Não vou voltar ao México porque para fazer praia está complicado com o sargaço.... são às toneladas. Alias tive de assinar uma declaração quando comprei a viagem.

Pois eu tenho viajado pelo mundo e sempre comprei a Operadores locais, mas desta vez desafiamos dois casais a viajarem connosco e um casal teve receio de comprar fora.... o que era metade do preço. Mas como eles foram para o México porque nos os convencemos não tinha jeito depois separar o grupo.
A Agencia responde o que a Jolidey diz, um chorrilho de inverdades e até dizem que eu comprei uma viajem à isla Mujeres no dia anterior a ir lá com a Jolidey, caricato nesse dia estava no parque xcaret na excursão comprada à Jolidey (comprei 3 excursões no valor de 625, 96 Dólares)

Realmente também me parece muito estranho esta história toda, e como diz o @Paulo Leite acho cruel estar a colocar a Ag. Abreu neste contexto.
Quando fiz "esta" excursão tivemos bastante tempo em Chinchen Itza..
Por onde andaram até chegar a Chinchen Itza?
Sr. Rodrigo Ferreira, Foi à Agência Abreu que comprei a viagem organizada ao México. Sendo O Turismo de Portugal e o Provedor do cliente das Agências de Viagem e Turismo que são quem têm valor Jurídico para solucionar estes problemas.
Andamos por Ek Balam no cenote quando a primeira visita era Chichen Itza.... mas no autocarro trocaram tudo.

Boa tarde Glória,

Será que pode fornecer mais alguns dados, pois como o trepador já escreveu, as excursões para Chichen Itza saem dos hotéis bastante cedo...
O titulo também me parece um pouco errado, pois comprar na Ag. Abreu ou na ag. da esquina é o mesmo... o problema tá na Jolidey e não na Ag. de Viagens..
Sr. Paulo a excursão saiu do hotel às 8 horas, mas era um combinado em que iamos primeiro a Chichen Itza, depois a um cenote e a seguir a Ek Balam, porém dentro do autocarro o guia trocou tudo, literalmente tudo dizendo que assim não iamos apanhar filas, etc, etc.

Agora Sr. Paulo vou-lhe explicitar como o titulo está correcto, em primeiro lugar eu escrevi se o REPRESENTANTE FOR A JOLIDEY, Isto porquê, porque efectivamente o incumprimento foi da Jolidey. Mas (isto aprendi da pior maneira por uma questão de saúde que estou viva por milagre) as reclamações têm de ser feitas na Agência de Viagens onde compramos a viagem de origem, para ter seguimento Juridicamente.

Não pense que sou uma garota estreante em viagens e que quer sujar o nome da Agência Abreu pois compro viagens na Abreu hà 26 anos (vinte e seis anos). Inclusive organizei uma viagem de atletas à Bélgica em que iam 68 pessoas, e compramos à Agência Abreu!
Quanto a haver na esquina, há e a metade do preço, tenho feito isso por todo o mundo desde o Egipto a Punta Cana sempre a correr tudo bem. Porque não fiz desta vez? porque desafiei mais dois casais para irem e um deles tinha receio de comprar fora do operador. Para não partir o grupo.... não visitei como devia ser a sétima maravilha do mundo do México! que foi o propósito da viagem.

Realmente também me parece muito estranho esta história toda, e como diz o @Paulo Leite acho cruel estar a colocar a Ag. Abreu neste contexto.
Quando fiz "esta" excursão tivemos bastante tempo em Chinchen Itza..
Por onde andaram até chegar a Chinchen Itza?
Andamos por Ek Balam, pelo cenote e só depois o propósito da excursão visitar o parque de Chichen Itza a sétima maravilha do Mundo do México. Se sabíamos que iria ser assim? Não o programa era precisamente ao contrário, mas assim que entramos no autocarro o guia trocou a ordem total das visitas.
 
Última edição por um moderador:

Vitor62

Membro Conhecido
Não tenho conhecimentos jurídicos sobre o assunto mas também acho que a agência Abreu se deveria responsabilizar pelo que aconteceu.
Há uns anos atrás quando cheguei ao aeroporto de Los Angeles não encontrei quem nos deveria transportar para Anaheim. Esperámos mais de 1 hora e no final tivemos que ir de táxi, o que nos custou mais de 100 USD.
Pedi o recibo ao motorista e quando regressei fiz queixa na agência ( Oásis ) onde tinha comprado a viagem.
A agência disse-nos que contactou quem nos deveria ter feito o transfer nos Estados Unidos e que de lá garantiam que eles tinham lá estado à nossa espera e que nós é que não tínhamos aparecido :) .
No final foi a agência Oásis quem se responsabilizou e nos pagou essa despesa.
O pior é que quando a boa vontade não é muita, toda a gente quer sacudir a agua do capote.
 

Paulo Leite

Coordenador
Staff
Bom dia!!!

Confesso que tenho um mau acordar e não gosto que gritem comigo,

Quanto ao assunto deste tópico, continuo a achar e a pensar que o titulo está completamente errado, (mas o burro fui eu.... adiante)

Não quero dar lições a ninguém muito menos a pessoas com mais idade do que eu e sim é na Agência Abreu que tem de fazer a reclamação..

Espero que se resolva a bem de todos...
 

Glória

Membro Novo
Não tenho conhecimentos jurídicos sobre o assunto mas também acho que a agência Abreu se deveria responsabilizar pelo que aconteceu.
Há uns anos atrás quando cheguei ao aeroporto de Los Angeles não encontrei quem nos deveria transportar para Anaheim. Esperámos mais de 1 hora e no final tivemos que ir de táxi, o que nos custou mais de 100 USD.
Pedi o recibo ao motorista e quando regressei fiz queixa na agência ( Oásis ) onde tinha comprado a viagem.
A agência disse-nos que contactou quem nos deveria ter feito o transfer nos Estados Unidos e que de lá garantiam que eles tinham lá estado à nossa espera e que nós é que não tínhamos aparecido :) .
No final foi a agência Oásis quem se responsabilizou e nos pagou essa despesa.
O pior é que quando a boa vontade não é muita, toda a gente quer sacudir a agua do capote.
Sr. Vitor é isso mesmo a vontade não é muita, é nula e da parte da Jolidey é difamatória, ainda por cima, o mais grave é que eu reclamei logo no autocarro como toda a gente e depois reclamei por escrito lá no hotel no México no livro de reclamações da Jolidey. Infelizmente tive de ter conhecimentos jurídicos e ia perdendo a vida. Porque isto é tudo bom e bonito quando corre tudo bem. Para receberem os nossos euros estão lá, mas para dar a cara e responsabilizarem-se isso já é outro assunto.
 

Dsanto

Membro Conhecido
Por acaso também tive uma má experiência com a JOLIDEY mas na Tunísia… Mas expus o caso ao provedor do cliente e tiveram que me devolver dinheiro.
 
Última edição:

Glória

Membro Novo
Boa tarde Glória,

Será que pode fornecer mais alguns dados, pois como o trepador já escreveu, as excursões para Chichen Itza saem dos hotéis bastante cedo...
O titulo também me parece um pouco errado, pois comprar na Ag. Abreu ou na ag. da esquina é o mesmo... o problema tá na Jolidey e não na Ag. de Viagens..
Pois saímos por volta das 8 horas, mas o guia dentro do autocarro trocou a excursão toda e em vez de irmos primeiro a Chichen Itza depois ao cenote e a seguir ao Ek Balam foi tudo ao contrário literalmente, alegando estar menos pessoas quando chegássemos ao parque de Chichen, claro que estavam pouquíssimas pessoas o parque estava a encerrar, os seguranças estavam a pedir às pessoas para saírem.

O problema está na Jolidey e isso ninguém o desmente nem contraria, o problema é que apesar de eu ter escrito no livro de reclamações da Jolidey lá no México no hotel estão a levantar falsas questões até certo ponto difamatórias.

Só reclamei na Agência Abreu porque foi lá que comprei a viagem organizada e para ter valor jurídico diz a lei que têm de ser reclamado no livro de reclamações onde se comprou a viagem.
 

PauloNev

Moderador Sénior
Staff
Sem querer entrar em polémicas, e resumindo um pouco do que já foi dito.
A responsabilidade é do Operador Jolidey, e são eles que devem ser responsáveis.
A agência Abreu é onde deve reclamar, assim como pode reclamar para o provedor do turismo.
O que o Paulo Leite quis dizer é que a agência Abreu é neste caso apenas intermediário, o que ocorreu não seria diferente se tivesse comprado na Abreu ou noutra agência como a Geostar ou numa agência online (por exemplo).
Tenho uma opinião formada em relação a uma boa parte destes operadores (Jolidey, Travelplan, Soltour por exemplo) quando tudo corre dentro da normalidade são 5 estrelas, quando existem contratempos ou problemas é tudo mais complicado e gera descontentamento por parte dos clientes. Mas este tipo de situações são um pouco transversais a maioria das empresas a quem compramos produtos ou serviços, quando surgem problemas tentam quase sempre "sacudir a agua do capote" e empurrar a responsabilidade para terceiros.
 

Vitor62

Membro Conhecido
Sem querer entrar em polémicas, e resumindo um pouco do que já foi dito.
A responsabilidade é do Operador Jolidey, e são eles que devem ser responsáveis.
Não concordo, Paulo.
O cliente paga a viagem à agência ( neste caso à Abreu ) e não escolhe os parceiros que trabalham com essa agência, seja para transfers, excursões, etc. Se há alguma falha nesses serviços acho que, em ultimo caso, teria que ser a agência a responsabilizar-se por isso.
E mais, caso as reclamações fossem muitas, seria obrigação da agência deixar de trabalhar com esses parceiros para que os seus clientes não fossem prejudicados.
Mas é claro que isto é apenas a minha opinião e baseio-me apenas no senso comum.
Se formos a ver as leis provavelmente ainda é o cliente que acaba por ser o culpado de tudo 😄
 
Última edição por um moderador:

ploferreira

Moderador Sénior
Staff
Olá,

Concordo com o @Vitor62, se a compra foi feita à abreu, o contrato foi estabelecido com a Abreu logo é esta empresa que tem de se responsabilizar.
Obviamente que a falha aqui foi da Joliday, mas para o cliente isso não interessa pois o contrato foi estabelecido com a Abreu.
Deve reclamar com a Abreu eles têm de se Responsabilizar (se depois transferem a responsabilidade para a Joliday é com eles e isso não interessa ao cliente)
 

Paulo Leite

Coordenador
Staff
Bom dia, @Vitor62 ,

Errado :) , escolhe sim... a agencia de viagens (seja ela qual for) trabalhar com todos os operadores. O Cliente é que escolhe... a Agência só vende o que o cliente quer, por norma todos optam pelo mais barato..

Certo :) é na agencia de viagens que temos de fazer a reclamação, ela depois é que tem de se desenrascar...

Apesar de ninguém me ter perguntado nada.. se fosse eu... iam pagar bem caro.... por eu só tinha ido ao/para México para ver Chichen Itza ( o resto para mim era insignificante ;))

Sem querer fugir ao tema do tópico, fica a minha opinião..

Todos nós procuramos primeiro preço e nunca qualidade de serviços..
Os operadores espanhóis são os melhores (€€€) e de longe os piores em assistência pós venda, têm um seguro de viagens bastante mais fraco que os portugueses.
A agencia tem de responder perante o cliente, o resto é com eles e com o operador. A Agência não serve só para ganhar dinheiro.

Para mim todas as agências que tenham RNAVT são de confiança e capazes, as boas... são aquelas que em situação de "problemas" como é o caso , conseguem resolver...
 

Vitor62

Membro Conhecido
A agencia tem de responder perante o cliente, o resto é com eles e com o operador. A Agência não serve só para ganhar dinheiro.
No final é precisamente isso que escreveste... a agência tem que responder perante o cliente.

Todos nós procuramos primeiro preço e nunca qualidade de serviços..
O cliente não é obrigado a saber quais é que são os bons e os maus operadores e qual a qualidade dos serviço de cada um. Se a agência trabalha com eles é porque são de confiança, sejam mais caros ou mais baratos.

Se há operadores que não cumprem o prometido é responsabilidade da agência resolver o problema com eles, até em defesa dos seus clientes.

O preço é claro que é decisivo na escolha... mas isso não pode nunca ser desculpa para não prestar serviços prometidos.
 
Última edição por um moderador:

Glória

Membro Novo
Bom dia, @Vitor62 ,

Errado :) , escolhe sim... a agencia de viagens (seja ela qual for) trabalhar com todos os operadores. O Cliente é que escolhe... a Agência só vende o que o cliente quer, por norma todos optam pelo mais barato..

Certo :) é na agencia de viagens que temos de fazer a reclamação, ela depois é que tem de se desenrascar...

Apesar de ninguém me ter perguntado nada.. se fosse eu... iam pagar bem caro.... por eu só tinha ido ao/para México para ver Chichen Itza ( o resto para mim era insignificante ;))

Sem querer fugir ao tema do tópico, fica a minha opinião..

Todos nós procuramos primeiro preço e nunca qualidade de serviços..
Os operadores espanhóis são os melhores (€€€) e de longe os piores em assistência pós venda, têm um seguro de viagens bastante mais fraco que os portugueses.
A agencia tem de responder perante o cliente, o resto é com eles e com o operador. A Agência não serve só para ganhar dinheiro.

Para mim todas as agências que tenham RNAVT são de confiança e capazes, as boas... são aquelas que em situação de "problemas" como é o caso , conseguem resolver...
Finalmente encontro alguém que sabe das leis! Claro que vou até ao fim e quanto a faze-los pagar bem caro só estou a reclamar o reembolso da excursão e para isso já recorri ao Turismo de Portugal em Comissão Arbital e seja lá quem for a Jolidey ou a Abreu se não a pagarem a bem então vou para o tribunal e ai vai-lhes ficar mais caro porque se tenho de por um processo em tribunal vou requerer o reembolso também dos 1540 euros que paguei pelas viagens a minha e do meu marido ao México. Esta situação nem devia ser uma questão até porque eu levei mais dois casais comigo e foi por causa de um deles que comprei as excursões ao operador. à minha custa foi um grupo de 6 pessoas ao México ver a 7 maravilha .... que ficou por ver!

No final é precisamente isso que escreveste... a agência tem que responder perante o cliente.



O cliente não é obrigado a saber quais é que são os bons e os maus operadores e qual a qualidade dos serviço de cada um. Se a agência trabalha com eles é porque são de confiança, sejam mais caros ou mais baratos.

Se há operadores que não cumprem o prometido é responsabilidade da agência resolver o problema com eles, até em defesa dos seus clientes.

O preço é claro que é decisivo na escolha... mas isso não pode nunca ser desculpa para não prestar serviços prometidos.
Por o cliente não ter que saber quais os bons e maus operadores é que eu reportei a situação a alertar para todos os que gostam de viajar.... Jolidey "NUNCA".

Olá,

Concordo com o @Vitor62, se a compra foi feita à abreu, o contrato foi estabelecido com a Abreu logo é esta empresa que tem de se responsabilizar.
Obviamente que a falha aqui foi da Joliday, mas para o cliente isso não interessa pois o contrato foi estabelecido com a Abreu.
Deve reclamar com a Abreu eles têm de se Responsabilizar (se depois transferem a responsabilidade para a Joliday é com eles e isso não interessa ao cliente)
Pois é isso mesmo.

Por acaso também tive uma má experiência com a JOLIDEY mas na Tunísia… Mas expus o caso ao provedor do cliente e tiveram que me devolver dinheiro.
Ser ao Provedor do cliente ou ao Turismo de Portugal é igual ambos têm o mesmo valor jurídico, eu também apresentei ao provedor do cliente.

è sempre bom saber que não foi só um autocarro a pagar e não visitar o que pagou... todos deviamos reportar as ocorrências e os operadores, para assim podermos escolher e não desperdiçar o nosso tempo e dinheiro.
 

Dsanto

Membro Conhecido
Ser ao Provedor do cliente ou ao Turismo de Portugal é igual ambos têm o mesmo valor jurídico, eu também apresentei ao provedor do cliente.

è sempre bom saber que não foi só um autocarro a pagar e não visitar o que pagou... todos deviamos reportar as ocorrências e os operadores, para assim podermos escolher e não desperdiçar o nosso tempo e dinheiro.
Não sabia que era igual. Se apresentou queixa ao provedor entretanto acredito que será devidamente ressarcida, de qualquer modo há sempre aquela desilusão de ter viajado com um propósito que não concretizou... Mas sim, é passar uma cruz na Joliday porque vê-se que deixa a desejar.
 

Glória

Membro Novo
Não sabia que era igual. Se apresentou queixa ao provedor entretanto acredito que será devidamente ressarcida, de qualquer modo há sempre aquela desilusão de ter viajado com um propósito que não concretizou... Mas sim, é passar uma cruz na Joliday porque vê-se que deixa a desejar.
Se não for ressarcida terei de pôr o caso em tribunal e assim já não peço só o valor da excursão mas do que paguei da viagem organizada ao México....

Boa tarde Glória,

Será que pode fornecer mais alguns dados, pois como o trepador já escreveu, as excursões para Chichen Itza saem dos hotéis bastante cedo...
O titulo também me parece um pouco errado, pois comprar na Ag. Abreu ou na ag. da esquina é o mesmo... o problema tá na Jolidey e não na Ag. de Viagens..
Continuo a aguardar resposta da Jolidey da Abreu e do Turismo de Portugal..... Entretanto dou o mesmo conselho aos viajantes se for Jolidey não comprem.


Pois nós saímos do hotel às 8 horas, porém dentro do autocarro trocaram todo o tour e começamos por Ek Balam, depois Cenote e almoço e só no final é que fomos para o parque de Chichem Itza tendo o guia nos informado que nem iríamos ter tempo de comprar artesanato porque o parque estava a fechar.
O artesanato apesar de querermos comprar até porque diziam haver muita variedade ainda era o menos. O verdadeiro problema foi que nem a volta demos à pirâmide.... apenas a vimos de frente e do lado esquerdo quando tentamos ver o edifício que se encontra do lado esquerdo, porém só o vimos ao longe.... Fomos "enxotados" pelos gritos do segurança que dizia que estava fechado para sairmos.
 
Última edição por um moderador:

Titos

Membro Conhecido
Só agora li este tópico, e apesar de já se arrastar há algum tempo e ter já muitos comentários, vou também comentar um pormenor que me parece poder ser relevante.
Pelo que entendi, o que a @Glória comprou à Abreu foi o pacote de férias (Voo, hotel e transferes). A excursão de que se queixa, pelo que entendi, comprou lá, directamente à Jolidey, sem intermediação da Abreu.
Isto não implica que a Abreu não tente ajudar a resolver o problema do cliente, mas a responsabilidade penso que é diferente.
 

Glória

Membro Novo
Só agora li este tópico, e apesar de já se arrastar há algum tempo e ter já muitos comentários, vou também comentar um pormenor que me parece poder ser relevante.
Pelo que entendi, o que a @Glória comprou à Abreu foi o pacote de férias (Voo, hotel e transferes). A excursão de que se queixa, pelo que entendi, comprou lá, directamente à Jolidey, sem intermediação da Abreu.
Isto não implica que a Abreu não tente ajudar a resolver o problema do cliente, mas a responsabilidade penso que é diferente.
Sr. Titos, eu reclamei logo no hotel junto da Jolidey por escrito. Informo que a Jolidey era o operador que comercializava esta viagem pela Abreu.... e eram eles a Jolidey que estava no México a vender as excursões da Abreu, logo tive de reclamar também no livro de reclamações da Agência Abreu de Alverca onde comprei a viagem, ou melhor, a "Viagem organizada", o que dá direitos diferentes de uma simples compra só de viagem por exemplo.

Lamentavelmente e apesar de já ter pago ao Centro da Comissão Arbitral , já passaram largos meses e ainda não fui ressarcida do prejuízo e só estou a reclamar o valor da excursões!
Por enquanto, porque se tiver de pôr uma acção judicial claro que vou pedir o reembolso de todo o pacote incluindo o avião e hotel. Foi para ver a sétima maravilha que fui ao México até porque as praias estavam cheias de sargaço.
 
Última edição por um moderador:
Top