Novidades

TAP nunca mais!

abasilio

Banidos
[email protected]
Vou aqui partilhar com [email protected], mais uma experiência que vivenciei dia 1 de agosto de 2022.
Como [email protected] sabemos, após check-in, passamos à área nos aeroportos onde tudo é possível, como por exemplo, entrar no avião com uma garrafa de água...
Pois bem, no duty free do aeroporto de Cancun (onde tudo é mais barato) comprei 2 garrafas que foram devidamente embaladas e seladas num saco plástico com a devida fatura agrafada no exterior com descritivo do pagamento e do respetivo conteúdo.
Chegado a Lisboa, com essa bagagem de mão, ao efetuar o check-in para um voo doméstico (lisboa-Porto), eis que surge o problema: um colaborador de uma agência de (segurança ???) não permitiu que eu pudesse trazer comigo uma compra absolutamente legal, devidamente selada, emitida por uma autoridade de um dos maiores aeroportos do mundo...
o colaborador alegou que não podia transportar um saco porque o mesmo era opaco (preto) pelo que, ou teria de voltar para trás e proceder ao envio via mala de porão (que já estava mais do que despachada e sem acesso) ou teria de a remeter via CTT...
Sejamos claros! ou o colaborador da agência de segurança não conhece as regras internacionais ou estaria com sede de provar o teor das garrafas...
Garantidamente, NUNCA mais serei cliente da TAP e enquanto cidadão, repugna-me que um qualquer colaborador se arrogue a ser "polícia" UMA EXECRÁCEL VERGONHA!
Fica o alerta!
 
Última edição por um moderador:

Paulo Leite

Moderador Honorário
Staff
Boa noite,

Leio com algum agrado, um excesso de adjetivos próprio das pessoas cultas e que tudo sabem, contudo parece-me um pouco bacoco ou mesmo deselegante estar a culpar a TAP porque segundo diz um funcionário de uma empresa privada que trabalha no aeroporto de Lisboa ter barrado os líquidos..

Reclamar é um direito que nos assiste,
Saber do que reclamar já não é para todos,
Ofender de forma gratuita, baixando de forma atroz o nível, fica ao critério de cada um....

Desculpem o desabafo, mas sabemos que a TAP é a pior companhia do mundo, sabemos que ela tem dívidas que nós pagamos, mas agora ainda tem culpa do funcionário de uma empresa privada 👌
 

ploferreira

Administrador
Staff
@abasilio, porque acreditamos na liberdade de expressão no Portal das Viagens, o post vai permanecer disponível, no entanto foi editado para cumprir com o mínimo de boa educação.
Agradeço que re(leia) as regras do Portal e tenha a boa educação em atenção em futuros posts.


Agora, a minha opinião pessoal sobre o tema:
  1. Fiquei sem perceber o que o colaborador externo tem a ver com a Tap, se por acaso o seu voo fosse com a Ryanair também deixava de voar com eles?
  2. Tanto alarido por duas garrafas de água? Bastava solicitar o nome do colaborador, e apresentar uma reclamação no aeroporto, se estava certo da sua razão.
  3. Os adjetivos utilizados para caracterizar o colaborador da agência de segurança dizem mais sobre si do que acerca do colaborador de segurança.
  4. Qualquer "razão" que pudesse ter perdeu-a completamente com os insultos gratuitos e infundados.
  5. Para mim uma execrável vergonha são pessoas que se acham acima dos outros e se sentem no direito de dizer que uma pessoa é analfabeta só porque está a fazer um trabalho de segurança, por acaso pediu-lhe o certificado de habilitações? veja lá não se fosse surpreender e verificar que o "analfabeto" era mais qualificado que o senhor - A nível de educação sou tentado a adivinhar que lhe dava 20-0 ;)

*O texto a preto não reflete a opinião da Moderação ou do Portal das viagens e é apenas a minha opinião pessoal conforme acima mencionado.
 

ALTF4

Membro Conhecido
[email protected]
Vou aqui partilhar com [email protected], mais uma experiência que vivenciei dia 1 de agosto de 2022.
Como [email protected] sabemos, após check-in, passamos à área nos aeroportos onde tudo é possível, como por exemplo, entrar no avião com uma garrafa de água...
Pois bem, no duty free do aeroporto de Cancun (onde tudo é mais barato) comprei 2 garrafas que foram devidamente embaladas e seladas num saco plástico com a devida fatura agrafada no exterior com descritivo do pagamento e do respetivo conteúdo.
Chegado a Lisboa, com essa bagagem de mão, ao efetuar o check-in para um voo doméstico (lisboa-Porto), eis que surge o problema: um colaborador de uma agência de (segurança ???) não permitiu que eu pudesse trazer comigo uma compra absolutamente legal, devidamente selada, emitida por uma autoridade de um dos maiores aeroportos do mundo...
o colaborador alegou que não podia transportar um saco porque o mesmo era opaco (preto) pelo que, ou teria de voltar para trás e proceder ao envio via mala de porão (que já estava mais do que despachada e sem acesso) ou teria de a remeter via CTT...
Sejamos claros! ou o colaborador da agência de segurança não conhece as regras internacionais ou estaria com sede de provar o teor das garrafas...
Garantidamente, NUNCA mais serei cliente da TAP e enquanto cidadão, repugna-me que um qualquer colaborador se arrogue a ser "polícia" UMA EXECRÁCEL VERGONHA!
Fica o alerta!
Olá...
Existe alguma coisa de errado nesta informação...
Por norma, é verdade que é o pessoal da TAP que faz o check in nos seus balcões, mas normalmente não são eles que colocam entraves ao que pode ou não ser transportado na cabine, durante o check in apenas emitem bilhetes, atribuem lugares, despacham bagagem de porão entre outras coisas, mas não cabe a eles decidir se o deixam passar com um saco com duas garrafas, por norma essa verificação é feita quando passa pela segurança, e ai sim, fazem a triagem do que pode ou não passar... essa triagem é feita por empresas que nada têm a ver com o serviço da TAP, aliás, é a mesma empresa que trata da segurança de todas as companhias aereas, essa empresa é contratada pela ANA...
Para além do check in o pessoal da tap apenas trata mais do embarque, fora isso os serviços são quase sempre feitos por empresas externas à TAP...
Seria melhor apurar quem tomou a decisão de não deixar embarcar na cabine com o dito saco e então depois fazer a respectiva reclamação...
 

rmonteiro

Moderador
Staff
Bons dias.
A questão do saco ser opaco parece-me bastante importante. De acordo com o seu relato, foi esse o motivo pelo qual não permitiram que embarcasse com o mesmo.
Não sei todas as regras de segurança, quando tenho duvidas procuro obter respostas.
Não quero estar a defender a TAP, mas realmente a maneira como coloca uma cruz em cima da TAP por uma situação "provocada" pela equipa de segurança do aeroporto, parece-me errada.
Mas cada um come com a sua barriga. Se a sua convicção é deixar de voar com a TAP, tudo bem.
Todo o burro come palha, mas a alguns é preciso saber dar-lha.
 

abasilio

Banidos
Apenas mencionei a TAP porque é essa empresa que, por outsourcing, contrata empresas privadas para o efeito. (com todos nós a pagar...)
O que o colaborador me disse foi "são regras da ANA e da TAP"
No site da ANA consta a seguinte informação:
"- Se transporta líquidos acima dos 100 ml (comprados dentro das lojas duty-free do aeroporto ou a bordo dos aviões, medicamentos ou produtos dietéticos especiais), dirija-se ao ponto de segurança indicado para este tipo de artigos, e apresente-os separadamente da restante bagagem de mão. Lembre-se de que não deve abrir o saco antes de chegar ao seu destino, pois os produtos serão recusados no controlo de segurança do aeroporto."
Ora o saco que eu transportava estava devidamente fechado e selado e com a fatura agradada no exterior, com a descrição do conteúdo. Se o colaborador pretendesse, poderia abrir o saco e voltar a fechar...
 

ploferreira

Administrador
Staff
@abasilio vamos lá ser claros? Onde foi impedido de passar com os líquidos - no controlo de segurança correcto?

A segurança do aeroporto é contratada pelo entidade gestora do Aeroporto - não por qualquer companhia aérea.

Agora a questão que se impõe: apresentou reclamação junto da Ana? qual foi a resposta dada à mesma?
 

tangerina79

Membro Conhecido
1º O episódio que descreve não aconteceu certamente no Check-in, mas sim durante o controlo de segurança para acesso às portas de embarque. Até porque refere que a sua mala de porão já estava "despachada".
2º Os funcionários da empresa de segurança que fazem esse controlo não têm rigorosamente nada a ver com a TAP

Talvez procurar melhorar o seu próprio nível cultural antes de acusar os outros de analfabetismo seja um bom princípio...na minha modesta opinião
 

roller

Membro Conhecido
Quando vi o tópico pensei que fosse pelos cancelamentos dos ultimo tempos depois ao ler o primeiro post pensei que fosse por garrafas de Tequilla... 😅.

@abasilio quem lhe fez isso fez também terá passageiros de todas as companhias areas que actual no aeroporto de Lisboa, logo nunca mais vai voar de avião.

A malta da segurança não quer saber dos atrasos nem tem nada a haver com isso.

Infelizmente faz parte no dia a dia de aviões e aeroporto na alturas mais complicada do ano.

;)
 
Última edição por um moderador:

ALTF4

Membro Conhecido
Quando vi o tópico pensei que fosse pelos cancelamentos dos ultimo tempos depois ao ler o primeiro post pensei que fosse por garrafas de Tequilla... 😅.

@abasilio quem he fez isso fez também terá passageiros de todas as companhias areas que actual no aeroporto de Lisboa, log nunca mais vai voar de avião.

A malta da segurança não quer saber dos atrasos nem tem nada a haver com isso.

Infelizmente faz parte no dia a dia de aviões e aeroporto na alturas mais complicada do ano.

;)
Penso que não devam ser garrafas de água, aliás o @abasilio nunca fez referência que as garrafas seriam de água... provavelmente alguma bebida espirituosa, caso contrario não ficaria tão chateado de as perder...
 

roller

Membro Conhecido
Confere falou em garrafas a titulo de exemplo. 😆

Eu gostava era de perceber o saco opaco... pois sejamos sinceros onde é que faz sentido sacos de duty free selados serem opacos sem capacidade de ser ver o seu conteúdo?

Eu nunca fui a Cancun mas de todas as viagens que fiz nunca vi sacos opacos de dutty free que impedissem de ver com clareza o interior para ser confrontado com a fatura anexada.
 

tangerina79

Membro Conhecido
Confere falou em garrafas a titulo de exemplo. 😆

Eu gostava era de perceber o saco opaco... pois sejamos sinceros onde é que faz sentido sacos de duty free selados serem opacos sem capacidade de ser ver o seu conteúdo?

Eu nunca fui a Cancun mas de todas as viagens que fiz nunca vi sacos opacos de dutty free que impedissem de ver com clareza o interior para ser confrontado com a fatura anexada.
Têm que ser efetivamente sacos que cumpram as regras de segurança da ICAO, ou seja STEBs, que não podem ser opacos. O colaborador da agência de segurança (que recebeu formação para fazer o seu trabalho, ao contrário do sr. que aqui expôs a reclamação) seguiu as indicações em vigor. Se no México não usaram o saco adequado, o problema foi deles.

1659612429253.png


Pensarmos que sabemos mais que os outros é sempre um problema...
 
Top