[Report] Tudo sobre Turquia, 2017- Istambul, Cappadocia, Antália, Oludeniz e Pamukkale

Nadia Guerreiro

Membro Ativo
Quem disse que a Turquia era só Istambul? Quem tem a ideia de conhecer Oludeniz e nadar num mar turquesa na Turquia? Pois é, desta vez a paragem foi no país que divide dois continentes, Europa e Ásia.

Turquia é um óptimo destino para uma escapadela de uns dias, para quem não aguentar esperar longos meses até a próxima grande viagem. É possível andar no meio de mercados e confusão e ao mesmo tempo poder desfrutar do belo tempo que no Sul se faz sentir.

Como não aguentava mais tempo sem viajar para um destino do qual desconhecia, e por isso depois de algum tempo de pesquisa marquei viagem de Madrid para Istambul (saia mais barato e com escalas mais pequenas saindo de Espanha ao invés de Portugal).

Voo:
Madrid- Istambul (aeroporto Sabiha Gokçen)- 145 euros, ida e volta.
Companhia: Pegasus

Moeda:
1 Euros = 3,96 TRY (Lira Turca)

Istambul

Este aeroporto fica mais longe do centro de Istambul, resumindo em kilm dá cerca de 45 , enquanto que o aeroporto internacional de Ataturk fica cerca de 24 kilm.
A melhor maneira e mais acessível para se deslocar até ao centro é através dos autocarros, Havatas , que liga Sabiha até a praça Taksim. Os veículos partem a cada 30 minutos e custam TRY 15, cada pessoa. O percurso demora cerca de 1 hora, 1 hora e meia com trânsito, e eles se encontram mesmo a saída do aerporto, na parte dos autocarros.


O bus para perto do Hotel Continental em Taskim, mesmo no sitio onde esta a imagem em baixo.

full.png


Daí apanhei um táxi, pois já era de noite, até ao hotel. Antes disso ainda comi o primeiro kebab turco na esquina onde tem um restaurante local.
A opção mais barata será andar até ao metro (Paragem Taskim) que fica a 700 metros, e ir em direcção Istambul, que fica a cerca de 50 minutos de metro.
Para quem pretende voltar para o aeroporto de Havatas Bus, apanha-se igualmente no mesmo sítio.

nnnnnnnnnnnnnnnnnmnnn
full.gif


É Bósforo, um estreito que liga o mar Negro ao mar de Mármara, que marca o limite dos continentes asiático e europeu na Turquia. Sendo um lado do rio considerado "Old Istambul" onde possui maior parte das mesquitas e da história de Istambul e "new Istambul" onde concentra a maioria dos restaurantes e vida nocturna. Obviamente que fiquei em Old Istambul, mais propriamente em Sultanahmet, onde tudo fica muito centrado. O hotel ficava a poucos metros das principais atracções de Istambul, sendo elas :

- Mesquita Azul
É o símbolo mais famoso da Turquia, aliás quando se pensa em Turquia das primeiras coisas que nos vem logo à cabeça é a mesquita azul. Fica em Sultanahmet, é a única mesquita que possui seis minaretes, o que a distingue das outras mesquitas, e pode-se visitar gratuitamente, para as meninas eles dão uma espécie de saia larga e uma coberta para por na cabeça, também não se paga por isso. Para entrar é necessário tirar o calçado. Trata-se de um lugar sagrado para os muçulmanos, onde é habitual lá irem para fazer as suas orações.


-»h «-

- Hagia Sophia (Basilica de Santa Sofia)

Significa "Sagrada Sabedoria", a Basílica foi transformada em Mesquita pelos muçulmanos e hoje, ela se transformou num museu que é possivel visitar. A entrada tem um custo de 30 TRY por pessoa, e requer cerca de 45 minutos de visita. Conhecida pelos mosaicos banhados a ouro que esta possui no seu interior. Esta situa-se mesmo em frente à Mesquita Azul.


- Cisterna da Basílica (Museu da água)

É a maior das dezenas ou centenas de cisternas construídas em Istambul no período do Império Bizantino, encontra-se a poucos passos da Hagia Sophia e a entrada custa cerca de 10 TRY por pessoa. Tem 8 metros de altura e capacidade para 30 milhões de litros. Foi utilizada até finais do século XIV como cisterna de água.
Para quem assistiu ao final recente "Inferno" irá se recordar do final do filme, que é filmado nesta cisterna.


JSJDJD

- Grand Baazar

E quem não gosta de dar um passeio pelos mercados locais e bazares? Por mais pequena que seja a volta é sempre bom explorar e ver os costumes e o que vendem de típico do país. Aqui podem tentar espremer o preço para conseguirem um melhor negócio, mas por ser mais turístico nem sempre o preço é reduzido, mas nada como tentar. Chichas, tapetes, joias, doces, tudo isto podem encontrar lá dentro, e ainda é bem grande este bazar.

- Spicy Market

Não cheguei a ir, mas há quem fale no Spicy Market, mercado das especiarias, que é o segundo maior bazar de Istambul. Se tiverem tempo não percam este bazar e aproveitam para passear junto ao rio, que é onde este se situa. Para lá chegar a maneira mais facil é ir de tram e sair na estação Eminönü.

Obrigatório:
Para quem gosta, e quem não gosta passa a gostar, experimentem os doces turcos. São óptimos e eu simplesmente fiquei viciada neles. No grande bazar é possível comprar e negociar o preço da caixa (falo dos que são feitos com mel, os que estão em exposição nas lojas). São uma mistura de mel com frutos secos, há com frutas e até de chocolate. Experimentem! Para oferecer a alguém existem os que são feitos de açúcar que são os que estão nas caixas embaladas.
P.S. É possível escolher qualquer doce e quantidade, depois a caixa é selada e tirada o vácuo para que a possam transportar para o país de volta e deliciarem-se com eles no vosso sofá.

#Comida Turca

Portanto se estão na Turquia, obviamente que teem obrigação de comer um Kebab turco. Não que o sabor mude muito em relação ao nosso, ou que já não o conhecemos, mas é super típico da Turquia.
Depois disso não há como não comer a comida da Turquia. Toda ela é muito boa, saborosa, e nada de muito diferente dos nossos ingredientes que usamos em Portugal.


2 dias em Istambul foi suficiente, agora está na hora de mover para outra cidade. A caminho da Cappadócia!

Cappadócia

Uma das maneiras fáceis de se mover na Turquia é de avião, e os preços são muito acessíveis que nem compensa as horas perdidas de autocarro. Marcado com antecedência pela companhia Pegasus Airline, os preços são muito baratos e muito compensatórios.

Istambul Sabiha Gokçen- Kayseri : 25 lt por pessoa.

Existem dois aeroportos que ficam próximos de Goreme (Capadócia) sendo eles Kayseri e Nevsehir, este último fica mais perto da cidade em questão, mas em contrapartida os voos são mais caros. A minha opção foi aterrar no aeroporto kayseri e combinado com o hotel onde fiquei hospedada, uma companhia nos foi buscar e deixar-nos a porta do hotel, este serviço ficou a 25 TRY cada pessoa e levou cerca de 1 hora e meia, porque foi sempre deixando outros turistas ao longo do caminho nos receptivos hotéis. Sinceramente esta é a maneira mais fácil de chegar a cidade. Táxi seria caríssimo e que me tenha apercebido não havia autocarros que nos deixasse em Goreme.

Infelizmente não tivemos sorte com o tempo. 90% de precipitação era a percentagem que dava a aplicação do tempo no meu telefone e a realidade é que no dia seguinte nenhum balão subiria e seria impossível ter a deslumbrante paisagem da Cappadócia com os balões de ar no ar. Não sobem quando o vento ultrapassa os 10 kilm/h, muito menos quando chove.


Mas não deixem de visitar a cidade. É um cenário lindo para se passear, no meio das casas e dos vales.

xxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxx
 
Última edição:

Nadia Guerreiro

Membro Ativo
Antalya

Capadocia- Antalya - Partida as 23:00h 60 lt (Metro Bus)
9 horas de viagem


O hotel da Cappadócia ficava a poucos passos da rodoviária, por isso deu para ainda antes ir fazer uma compras ao supermercado, para o sustento da viagem nocturna até Antalya e depois ir apanhar o autocarro. O autocarro que andámos foi o Metro Bus, e a viagem custou a cada um 60 lt.

23:10h chega o autocarro, e poucos minutos depois já nos encontrávamos confortáveis sentados nossos repectivos lugares. Cada assento tem um televisor individual, e por isso dá para durante algum tempo ficar entretido a ver um filme, ou serie, ou o que passar na hora no televisor. Não fazia frio no autocarro, mas para quem preferir e ficar mais confortável é melhor levar uma mantinha ou toalha para se cobrirem.

9 Horas foi o tempo de viagem até chegar a rodoviária de Antalya. Para se dirigirem para o centro ainda é preciso apanhar outro autocarro local. É preciso comprar um passe com bilhetes para andarem no autocarro (compram lá na rodoviária) apesar de não os termos utilizado nessa viagem para o centro, não sei se foi descuido do motorista, ou nós mesmo nos esquecermos de passar o passe na máquina.

Alguns 40 minutos depois já estávamos no centro, ainda as lojas todas estavam fechadas, talvez por ser domingo. E o que soube bem? O calor que se fazia sentir. Agora sim como eu gosto, manga curta, calções e a pinguinha de suor que se começa a criar na testa.

Ficamos bem no centro de Kaleici, o hotel era Bacchu Pension, e o staff foi muito simpático para além dos quartos estarem todos limpos e impecáveis.


#Quais os pontos de interesse que fizemos em Antalya?

P.s- O meio de transporte usado aqui foi uma sccoter que alugámos no hotel. Ficou cerca de 70 Liras Turcas por 24h.

Ora bem, em Antalya andámos pelas ruas típicas e muito giras bem no centro, onde é possível passar algumas tardes em esplanadas, ou pagar para aceder a zonas com espreguiçadeiras e chapéus de sol junto ao mar (mas não há é areia, ou quando há é areia mais grossa, aliás pedras pequeninas). Á noite o centro é bem movimentado à sexta e sábado.
Para quem quiser fazer praia, pode ir até á Lara Beach que é das mais conhecidas e já é mais parecido com praia.




Existem as cascatas Duden, e onde o rio desagua no mar, é possível ver e visitar a massa de água toda a cair sobre o mar, é sempre algo giro de ver, tirar umas fotos e passear na marginal.

Depois disso, o segundo ponto foi visitar essas cascatas. Ainda fica longe do primeiro ponto (onde desaguam) e sei que há autocarros que fazem o caminho para lá. Já no nosso caso, foi uma das razões para alugar mota, que assim andamos por onde queremos sem depender de nada. A viagem ainda demorou cerca de 1 hora.


mmmmmmmmmmmmmmm


O próximo destino foi Fethiye.

Fethyie

Antalya- Fethyie- Partida as 13:00h 28 Lt
4 horas de viagem


Como ir para Fethyie? Ora bem, primeiramente terão de voltar para a estação de autocarros, da qual chegámos. Basta do centro ir para a rua principal e de lá, numa estação de autocarros, apanhar o mesmo autocarro que nos trouxe de lá para a cidade. É preciso picar o cartão para validar a viagem, e foi aí que usámos o tal que esquecemos de validar na vinda.
Quando chegarem lá a estação , apenas tem de procurar a companhia que faz a viagem para Fethyie e comprar o bilhete.
Partimos ás 13:00h e a viagem durou umas 4 horas. E qual o interesse de ir para Fethiye? Pois lá era o ponto de referência para depois seguir para Oludeniz.
Se o vosso interesse é o mesmo só tem então de sair da estação de Fethiye, andar uns metros até a rua principal e aí apanham uma van que lá pára para apanhar os turistas e locais e em 20-30 mins chegam a Oludeniz. O preço da viagem é de 5.50 Lt por pessoa.

Oludeniz



Pamukkale

Depois de chegar ao centro de Fethiye, a estação ferroviária, apanhamos um autocarro, as 11h da manhã que nos levou até Pamukkale. O bilhete custou 30 Lt e a viagem durou 4 horas, mais coisa menos coisa.

Aqui estamos, a trocar de autocarro para uma van (incluída no preço do autocarro), que nos levou para perto da entrada do famoso castelo de Algodão. E foi para isso que cá viemos, visitar as incríveis piscinas termais de origem calcária e a linda paisagem em que elas se encontram, e vale muito a pena incluírem isso no vosso roteiro.



Após chegarmos, deixamos as mochilas na casa onde pedimos informações sobre o tal “castelo” e onde aproveitamos e compramos logo os bilhetes de van para o aeroporto, pois teríamos voo nesse dia de volta para Madrid.

Ficou cerca de 20 Lt (achei um pouco caro) mas facilitou-nos o trabalho de ter que apanhar 2 autocarros para o aeroporto, se tiverem mais tempo conseguem pagar menos pelo transporte indo por autocarros locais. Mas foi da maneira que deixamos onde ficar as malas.

Despachado isto, esta na hora de visitar as tais piscinas.

20 Lt a entrada, e podem visitar as piscinas e se banharem nelas (levem bikini/fato de banho) mais a visita a hierapolis, que é uma antiga cidade, e que tem como interesse o teatro romano que ainda se mantem bem intacto.


É uma tarde bem passada, passeando por lá, tirando umas boas fotos e refrescarem-se nas piscinas termais, enquanto aproveitam e desfrutam da paisagem que rodeia.

Na minha opinião nem precisam de gastar dinheiro para lá dormirem, porque basicamente é isto que Pamukkale vos oferece. Vê-se perfeitamente em uma manhã ou uma tarde, como foi o meu caso. Após isto e encher a barriguinha com um kebab, chegou a hora de partir de voltar para Istambul e da lá regressar para Madrid.

Turquia vale muito a pena!
 
Última edição por um moderador:

Ricardo_7

Membro Conhecido
Olá,

Muito obrigado pela partilha :D Pessoalmente tenho muita curiosidade em conhecer a Turquia, e um dia realizarei essa vontade :D
Existem locais bem interessantes :) Boas viagens
 

PaulaCoelho

Membro Conhecido
Espectacular report, é um país onde quero voltar principalmente para ir a Pamukkale e ao Éfeso :)
Fiz um circuito em 2014 e gostei muito. Também estive 2 dias em Istambul e soube a pouco pois ficou muito por ver.
Foi pena não terem conseguido fazer o passeio de balão na Capadócia... é caro mas vale cada tostão! :D
 

Deni

Membro Conhecido
Olá @Nadia Guerreiro
Gostei imenso desta viagem e era um roteiro assim que tinha em mente fazer na Turquia. Posso só questionar quanto tempo é que durou a viagem? Uma semana será suficiente para fazer um roteiro do genero? Obrigada :)
 
Top