[Report] - Transiberiano 2019

PaulaCoelho

Membro Conhecido
ROTA TRANSIBERIANA 2019

RÚSSIA: Moscovo e Ecaterimburgo
Este foi o ano de concretizar uma viagem bastante desejada à Rússia! O plano original era visitar as duas principais cidades mas depois de várias voltas terminou na ferrovia com parte da mítica rota transiberiana e transmongol, numa viagem que decorreu de 8 a 31 de Maio, atravessando vários fusos horários, tendo feito eu o planeamento e reservas e ido com uma amiga. Optamos por atravessar a Rússia até à Mongólia, com saídas em Ecaterimburgo e Irkutsk e regressando a Moscovo em vez de seguir até Pequim pelo facto de ficar mais barato e de ter visitado a China há dois anos. O report desta aventura será dividido em três partes (Rússia, Sibéria e Mongólia).

Trajecto Programado
Dia 0» Voo Lisboa-Moscovo às 23h
Dia 1-3» Moscovo e comboio até Ecaterimburgo
Dia 4-5» Ecaterimburgo e comboio até Irkutsk
Dia 6-7» Comboio
Dia 8-11» Irkutsk e Lago Baikal
Dia 12» Comboio até Ulan Bator
Dia 13-18» Mongólia e bus nocturno até Ulan-Ude
Dia 19-20» Ulan-Ude
Dia 21-23» voo para Moscovo e ao 3º dia voo para Lisboa às 19h30

Principais custos por pessoa
* Voos: 364€ (internacional) + 155€ (interno)
* Alojamento: 144€ para 12 noites em hostel em quarto twin com 5PA (+ 4N incluídas na tour e 7N em transportes)
* Comboios + autocarro: 289€ comboios + 25€ autocarro
* Seguro de viagem: 73€
* Carta convite: 17€ a da Rússia e grátis a da Mongólia pedidas ao respectivo hostel em formato pdf
* Vistos: 35€ o da Rússia e 70 dólares o da Mongólia
* Tour na Mongólia: 350€ para 5 dias com refeições, transportes, estadias e actividades
* Outros: cerca de 600€ para visitas e passeios, bailado, comida, transportes nas cidades, souvenirs…



Alguns dados da preparação da viagem e outras dicas

* Voos: comprados nos sites das companhias aéreas, paguei 364€ com mala de porão pelo voo directo com ida nocturna TAP e regresso ao final do dia com a Aeroflot, o que permitiu aproveitar ambos os dias. Comprei os voos no final de Fevereiro e vi valores mais baratos comprando com maior antecedência mas não tinha o plano de férias aprovado no trabalho.
O voo interno Baikal-Moscovo comprei no site da Pobeda no final de Abril por 155€ com escolha de assento e mala pagos.

* Comboios: 289€ para três viagens de comboio compradas no site oficial da RZA: os bilhetes são colocados à venda cerca de 3 meses antes para passagens no território russo e cerca de 45/60 dias para o trecho Irkutsk» Ulan-Bator. O site actualmente tem página em inglês e é bastante simples de pesquisar mas para comprar os bilhetes é necessário estarmos registados: Russian Railways
Fiz Moscovo» Ecaterimburgo por 42€ em 3ª classe, Ecaterimburgo» Irkutsk por 150€ em 2ª classe e Irkutsk» Ulan-Bator por 97€ em 2ª classe. Comprei pouco tempo depois de serem colocados à venda para garantir o horário que pretendíamos e ficar na mesma cabine/carruagem mas é possível comprar mais perto da data e muitas vezes por valores mais baixos mas se forem várias pessoas arriscam a não conseguir a mesma carruagem ou o horário pretendido, especialmente na época de verão.
As viagens de Moscovo a Ecaterimburgo e Irkutsk a Ulan-Bator têm apenas uma noite de comboio pelo que decidi comprar em terceira classe, no entanto para a última só existe opção de 1ª e 2ª, pelo menos nos comboios pesquisados. A viagem de Ecaterimburgo a Irkutsk fiz em 2ª classe por serem três noites. A maior diferença entre a 2ª e a 3ª classe é o facto de na segunda termos porta na cabine de 4 camas e alcatifa no chão ao passo que na 3ª classe o espaço é aberto e tem um tapete. Na viagem que fiz em 3ª classe mudei várias vezes de companheiros, todos russos e por alguns períodos existiram lugares vagos. Nas duas viagens de 2ª classe já apanhei maioritariamente turistas, pelo que a conversação em inglês era fácil e as carruagens iam cheias ou quase cheias. Tanto eu como a minha amiga quando entramos na 2ª classe comentamos logo que a 3ª teria servido muito bem e seria muito mais divertido pois vamos mais distraídas com o entra e sai e a barreira linguística. Quanto ao descanso, para mim vai dar no mesmo e se necessário colocam-se os tampões nos ouvidos e a venda nos olhos! Em todos os comboios existia uma casa de banho em cada uma das extremidades e várias tomadas nas cabines (no primeiro comboio em 3ª classe além das tomadas havia entradas USB). A roupa de cama está incluída na 2ª classe e paga-se à parte na 3ª classe quando se compra o bilhete. Actualmente os relógios das estações actualmente estão com a hora local e não a hora de Moscovo como antigamente.

Os transferes dos 3 voos fiz no comboio directo Aeroexpress mas também há a hipótese de fazer no comboio normal (mais barato mas mais lento). Comprei bilhete para as 3 viagens na net e como éramos duas a opção mais barata foi comprar um bilhete duo ida e volta e um bilhete duo de ida, ficando a cerca de 17€ por pessoa para 3 viagens e podendo ser usado em qualquer dos aeroportos, Domodedovo, Vnukovo e Sheremetyevo: Аэроэкспресс

* Seguro: 73€ feito com a IATI para 24 dias. Habitualmente fazia o Intermundial Plus que cobria até 18.000€ mas li em vários blogs que seria necessário uma cobertura de 30.000€ pelo que optei pela IATI. Não consegui encontrar a informação relativa a este valor no site da Embaixada da Rússia mas preferi não arriscar.

* Visto para a Rússia: 35€ tratado directamente na Secção Consular da Embaixada da Rússia em Lisboa após preenchimento do questionário online e marcação pela internet.
O horário de atendimento é à 2ª e 5ª das 9h30-11h30 e os documentos necessários são: passaporte, formulário preenchido e com fotografia, carta de recebimento de turista estrangeira e seguro de viagem. Pedi um visto de 2 entradas e o valor é o mesmo mas no itinerário da carta convite deve referir a estadia na Mongólia a meio da viagem para justificar as 2 entradas. Já na Rússia, é necessário fazer o registo obrigatório de turista em cada cidade até ao sétimo dia de estadia. Basta pedir no hostel que eles fazem-no gratuitamente e entregam um comprovativo. Secção Consular da Embaixada da Federação da Rússia e Заполнение электронных форм визовых анкет

* Visto para a Mongólia: 70 dólares tratado no Consulado da Mongólia em Moscovo na Rua Spasopeskovskiy Per 7/1 numa transversal à Old Arbat Street.
Na Rússia este visto pode ser pedido em Moscovo, Ecaterimburgo, Irkutsk e Ulan-Ude ou podemos pedir no Aeroporto de Ulan-Bator caso entremos por voo. Nós levamos um formulário tirado da net já preenchido, a carta convite, cópia do seguro e 1 foto: chegadas ao consulado na 6ªf de manhã cedo a administrativa disse que só seria possível obter o visto na 2ªf, dissemos que precisávamos muito pois tínhamos comboio no sábado, tendo ela pedido comprovativos das viagens de comboio em papel ou envio para o email da embaixada e 70 dólares e talvez estivesse pronto às 14/15h… não tínhamos os bilhetes de comboio nem dólares! Procuramos uma net aberta na rua para enviar os bilhetes por email e depois a casa de câmbio, o que se revelou uma tarefa complicada pois fizemos meia Rua New Arbat e a Old Arbat toda sem encontrar uma única aberta. Quase a desistir regressamos por outra rua e finalmente encontramos onde trocar euros por dólares… com estas voltas passaram quase duas horas e o que estava a parecer um filme terminou muito bem pois a administrativa recebeu o dinheiro, mandou-nos esperar e passados 15 minutos regressou com os passaportes já com o visto (sem fotografia) :)

* Dinheiro: na Rússia utiliza-se o Rublo (R ou ₽). Fiz levantamento no multibanco e pagamentos com cartão de débito.
Na Mongólia utiliza-se o Tugrik (MNT ou ₮) e troquei pelos euros no banco em Ulan Bator.

* Língua: Russo na Rússia e kazakh na Mongólia. Comprei um pequeno dicionário para aprender algumas palavras e ficar familiarizada com o cirílico e sem dúvida que foi útil especialmente fora de Moscovo pois na capital já existem muitas indicações em inglês certamente graças às Olimpíadas e ao Mundial… encontrar quem fale inglês já é mais difícil!

* Aplicações úteis: Yandex para o metro (também é o Uber de lá), Aeroexpress para o transfer do aeroporto, tradutor offline, Maps.me ou similar com trajectos descarregados para uso offline, XE Currency ou outro conversor. Instalei o teclado Swiftkey para alterar com o teclado russo e foi útil. Quanto ao custo de Cartão SIM não faço ideia pois apenas utilizei a net dos hostels.

* Fuso horário de Verão (no Inverno somar 1h): Moscovo +2, Ecaterimburgo +4, Irkutsk/Ulan-Ude/Ulan Bator +7

* Saúde: não fiz nenhuma vacina específica mas li na net: se visitar Ecaterimburgo entre Maio e Agosto recomenda-se a imunização contra a encefalite provocada por picada de carraça. Levei o cocktail habitual de viagem: Paracetamol, Omeprazol, Aerius, Imodium, um antibiótico e Fenistil muito útil para aliviar a picada de vespa!

* Imprescindível: Toalhitas húmidas… são o nosso melhor amigo nas viagens de comboio e na Mongólia 😁
Para as viagens de comboio roupa prática e fresca pois a temperatura ronda os 23º, saquetas de café/chá, tampões de ouvidos caso necessitem. Uma lanterna de cabeça, toalha microfibras e uma fronha para o saco-cama também poderá ser útil na Mongólia. As tomadas são iguais às nossas mas uma tripla ou powerbank pode ser útil na Mongólia.



MOSCOVO

* Partimos de Lisboa por volta das 23h em voo TAP, tendo chegado ao Aeroporto Domodedovo às 6h30 e seguido para o transfer Aeroexpress que demora cerca de 45 minutos a chegar à Estação Paveletsky, onde compramos um bilhete de transportes para 3 dias (438 rublos = 6.15€) e seguimos de metro para a estação mais próxima ao hotel para largar as malas e começar a explorar: quanto à locomoção em Moscovo, o report da @Nika tem uma excelente explicação sobre o aeroexpress e o metro [Report] Moscovo / Москва

* Ficamos 4 noites no Winterfell Hotel at Chistye Prudy (2 no início e 2 no final da viagem) em quarto com 2 camas e WC partilhado, sem PA: ★★ Винтерфелл на Чистых прудах, Moscovo, Rússia. O pessoal do hotel é muito simpático, o hotel simples, limpo e barato mas os quartos são mesmo minúsculos! A decoração como se imagina pelo nome é dedicada ao Game of Thrones e a localização é central e servida por 3 linhas de metro.
Na praça perto havia um palco e arvores enfeitadas para um festival que estava a decorrer em vários pontos da cidade, o Spring A Capella Festival.




Roteiro 1º dia em Moscovo: Convento Novodevichy» Parque Luzhniki» Colina dos Pardais» Gorky Park» Parque dos Artistas

* Chegamos em pleno feriado do Dia da Vitória da União Soviética conta a Alemanha Nazista em 1945 e tentamos aproximar-nos da Praça Vermelha para ver à distância os festejos mas após dar com as 3 estação de metro próximas com saída fechada ao público e muito policiamento desistimos e fomos de metro até ao Convento Novodevichy (9-19h, 300 rublos, o edifício principal infelizmente estava em obras).


* Atravessamos o Parque Luzhniki, por espaços verdes e estátuas alusivas a vários desportos até ao estádio olímpico, perto do qual almoçamos, após o que apanhamos o teleférico até à Colina dos Pardais na outra margem do Rio Moskva para admirar a vista. Nesta zona fica a Universidade Estatal numa das “Sete Irmãs de Stalin”, sete prédios enormes e bonitos construídos nos anos 40 e 50 e fáceis de avistar espalhados pela cidade.


* Descemos a colina pela mata e jardim na direcção do rio até ao Parque Gorky. Pelo caminho vê-se pessoas a tocar, cantar e a treinar danças de salão e muitas, muitas túlipas. A ideia era fazer um cruzeiro no rio por volta das 18h mas começou a chover torrencialmente e por falta de abrigo, quase toda a gente ficou tipo pintainho pelo que fomos directo para o metro e hotel. Mal dormidas e depois de tantos quilómetros a andar, compramos algo para jantar no café ao lado do hostel pertencente à cadeia Prime que tem bons pequenos-almoços e refeições simples e saudáveis para comer lá ou take-away.

 
Última edição:

PaulaCoelho

Membro Conhecido
Roteiro 2º dia em Moscovo: Old e New Arbat» Jardim Alexandre» Praça Vermelha, Catedrais e Parque Zaryadye

* O dia começou com a aventura de tratar do visto para a Mongólia e aproveitamos para ir fotografando a turística Arbat, onde assistimos a mais um concorrente do Spring A Capella Festival. Perto da saída do metro localiza-se outra das Sete Irmãs de Stalin, o edifício do Ministério das Relações Exteriores.


* Seguimos de metro até aos Jardins Alexandre na ideia de comprar bilhetes para o Kremlin se a fila fosse pequena… não era, pelo que passeamos na zona e percorremos a muralha até à Praça Vermelha, onde estavam a desmontar as bancadas das festividades do dia anterior. Almoçamos pizza no Shopping GUM (mercado centenário aberto 10-22h), visitamos a belíssima Catedral de São Basílio (11-18h, 700R) e passeamos pelo Parque Zaryadye de onde se avista mais uma das “Sete Irmãs”, o Edifício Residencial do Terrapleno Kotelnitcheskaya. Este parque foi inaugurado há apenas 2 anos e tem vários espaços temáticos ajardinados, ponte suspensa sobre o rio, anfiteatro onde assistimos a mais um grupo do Spring A Capella, Cave de Gelo, sala de espectáculos, centro de conferências e museu interactivo.


* Regressamos à Praça por outra rua, visitamos a Catedral de Kazan (grátis) e o Museu de História do Estado (10-18h e à 6ªf até 21h, 500R), cujo interior é muito bonito.
Ao lado do museu, atravessando a Porta da Ressurreição, temos o quilómetro zero, a Manege Square onde existem outros museus, o Hotel Four Seasons, a fonte do relógio, jardins Alexandre e mais que não vimos pois começou a chover bem, pelo que colocamos novamente o cruzeiro no rio de parte.
Ao chegar ao metro perto do hotel já não chovia, assistimos a mais um grupo do Spring A Capella e jantamos num restaurante ao lado.


 
Última edição:

PaulaCoelho

Membro Conhecido
Roteiro 3º dia em Moscovo: Passeio de Clean Ponds a Kitay Gorod e comboio para Ecaterimburgo

* O comboio para Ecaterimburgo partia às 13h10 pelo que decidimos passear pela zona do hotel, atravessando o jardim desde Clean Ponds até Kitay Gorod, visitando algumas igrejas pelo caminho… fomos andando calmamente mas quando demos por isso já estávamos no Parque Zaryadye com vista para a Praça Vermelha.


* Compramos abastecimentos para a viagem, levantamos as mochilas no hostel e fomos de metro até à estação Kazansky de onde partem os comboios para Ecaterimburgo.
 
Última edição:

PaulaCoelho

Membro Conhecido
Roteiro 4º dia em Moscovo: Kremlin e Praça Vermelha» Passeio de barco

* Regressámos a Moscovo de avião desde Ulan-Ude depois de vários dias de comboio até Irkutsk e alguns dias na Mongólia.
Devido ao fuso horário saímos de UU às 8h e chegámos a Moscovo às 9h30, pelo que deu para aproveitar bem o dia.
Deixamos as mochilas no hostel e seguimos para o Kremlin, tendo almoçado no típico restaurante ucraniano Taras Bulba perto do imponente edifício da Biblioteca.



* Kremlin de Moscovo: aberto das 9h30-18h, fecha 4ªF, os bilhetes estão à venda cerca de 14 dias antes no site oficial, Tickets and admission.
O bilhete para os Museus (Catedrais Anunciação/Assunção/Arcanjo, Patriarcado e igrejas) custa 700R e para o Armoury Chamber/Arsenal custa 1100R, tendo esta visita hora marcada e a meu ver vale bem o dinheiro pois o tesouro conta com milhares de peças bonitas, desde ovos Fabergé a livros religiosos cheios de pedras preciosas, louças, vestes antigas, armaduras, coches e muito mais.



* Saímos do Kremlin directamente na Praça Vermelha pensando eu a conseguiríamos fotografar sem andaimes mas já estavam a preparar outra festividade!


* O tempo hoje resolveu ser nosso amigo e não choveu ao final do dia pelo que compramos pic-nic para jantar e aproveitamos para fazer o cruzeiro no rio.
 
Última edição:

PaulaCoelho

Membro Conhecido
Roteiro 5º dia em Moscovo: Catedral de Cristo Salvador» Kremlin Izmaylovo» Museu dos Cosmonautas» Teatro

* Pensei aproveitar este dia para fazer um bate-volta até Sergiev Posad para ver um dos mais famosos complexos da Igreja Ortodoxa, mas a verdade é que Moscovo me cativou muito e preferi explorar mais um pouco da cidade e assim começamos o dia com a visita à Catedral de Cristo Salvador: aberto das 10-18h, o interior é lindo mas não se pode fotografar e a vista dos terraços é espectacular (249 degraus, custa 400R), uma das fachadas estava em obras.


* Seguimos para uma visita ao Kremlin Izmaylovo, um complexo cultural cheio de cor e com ar de “conto de fadas” que engloba vários museus (Brinquedos, Pão, História da Vodka, Costumes Russos e mais), feira de artesanato, muitas bancas com souvenirs e alguns restaurantes. Está aberto das 10-20h e a entrada no complexo é grátis só se pagando os museu e actividades.


* À tarde visitamos o Museu dos Cosmonautas no Parque VDNKh: aberto das 10-19h (5ª e sábado até 21h), custa 250R, é um espaço interessante dedicado à exploração espacial situado na base do Monumento aos Conquistadores do Espaço. Depois da visita tentamos passear no parque mas a chuva de final de tarde apareceu e estragou o plano!

* Regressamos ao centro, compramos algo de comer nas barraquinhas da feira perto da Praça Vermelha e fomos até ao Teatro Operetta para assistir ao musical Anna Karenina para o qual compramos bilhetes online ainda em Portugal.

 
Última edição:

PaulaCoelho

Membro Conhecido
Roteiro 6º dia em Moscovo: Estações de Metro» Teatro Bolshoi» Hard Rock e voo de regresso

* No último dia de viagem visitamos algumas estações de metro em falta e o histórico Teatro Bolshoi: visitas em inglês às 3ª-4ª-6ª às 11h30 limitada a 20 pessoas e à 5ª com marcação online, custa 2000R. Chegamos com mais de uma hora de antecedência e já havia fila pelo que a nossa entrada ficou condicional à formação de um segundo grupo, o que felizmente aconteceu pois o teatro é lindíssimo e merecedor de uma visita. A minha ideia era assistir a um espectáculo mas quando finalmente comprei os voos e alinhei o roteiro já havia poucos lugares disponíveis para os dias em que estaria em Moscovo e o preço era um pouco carote! Plan Your Visit


* Entre as Praças da Revolução e Vermelha estava a ocorrer um Festival do Peixe pelo que almoçamos por lá, regressamos à Old Arbat para comprar os últimos souvenirs e a t-shirt da praxe no Hard Rock e depois fomos ao hotel buscar as mochilas pois estava na hora de nos despedirmos desta magnífica cidade :)

 
Última edição:

PaulaCoelho

Membro Conhecido
As estações do metro

* O metro em Moscovo é muito mais do que um simples meio de transporte… tem uma das maiores redes do mundo e a mais movimentada da Europa, sendo também uma atracção turística muitas vezes chamada de Palácio do Povo e é provavelmente um dos sistemas de metro mais bonitos do mundo pois muitas das suas estações parecem autênticas Galerias de Arte. Durante a Segunda Guerra Mundial o metro serviu de abrigo antiaéreo e a maioria das estações situa-se a alguma profundidade, sendo Park Pobedy a mais profunda a 84 metros. Apesar de contar com 13 linhas e mais de 200 estações, é bastante simples e fácil de utilizar pois várias linhas cruzam entre si e existe uma linha circular castanha muito útil que atravessa as outras… conta a lenda que esta linha não fazia parte do planeamento inicial e que se deve ao facto de Stalin ter colocado a chávena de café em cima do projecto do metro criando uma mancha circular castanha.

* Algumas das estações mais bonitas (algumas cruzam 2 ou 3 linhas):
Linha 1 Vermelha: Komsomolskaya» Krasnye Vorota» Kropotkinskaya» Vorobyevy Gory
Linha 2 Verde: Mayakovskaya» Teatralnaya» Novokuznetskaya» Avtozavodskaya
Linha 3 Azul: Slavyansky Bulvar» Park Pobedy» Kievskaya» Smolenskaya» Arbatskaya» Ploshchad Revolyutsii» Elektrozavodskaya
Linha 5 Castanha: Park Kultury» Belorusskaya» Novoslobodskaya» Prospekt Mira» Komsomolskaya» Taganskaya
Linha 7 Roxa: Pushkinskaya» Kuznetskiy Most
Linha 9 Cinza: Nagatinskaya
Linha 10 Verde-claro: Dostoevskaya


 

PaulaCoelho

Membro Conhecido
ECATERIMBURGO

* Ao terceiro dia em Moscovo apanhamos o comboio 76Э para Ecaterimburgo na estação Kazansky: no ecrã da estação aparecem as indicações em russo e depois em inglês, passamos o controlo de Rx e dirigimos-nos à nossa linha e quando aparece o Provodnik (assistente/revisor) mostramos passaporte e bilhete, entramos, instalamos-nos e partimos para uma viagem de 27 horas em 3ª classe até à capital dos Urais, escolha para uma paragem na rota principalmente para visitar a Igreja do Sangue e um dos marcos de fronteira entre os dois continentes… era o até já a Moscovo pois voltaria no final da viagem.

* No comboio está afixado o itinerário e tempo das paragens para sabermos em que estação é possível sair para esticar as pernas ou comprar água e comida… nas paragens maiores é possível encontrar pessoas a vender todo o tipo de artigos, desde comida a coisas inúteis! É difícil encontrar quem fale inglês mas o nosso Provodnik era um jovem muito simpático e esforçou-se bastante para comunicar um pouco connosco. Com a Provodnista seguinte entendemos-nos razoavelmente com mímica e o tradutor.
Quanto aos muitos companheiros de cabine russos que foram entrando e saindo, cada um estava na sua vida e só diziam o “bom dia” e pouco mais.
Fomos ao café no vagão-restaurante e por lá também reinava a calma… não vi muitas garrafas de vodka nem pessoal a beber muito como esperava encontrar.
Perto da entrada existe uma caldeira de água quente que todos usam para chá/café/noodles e se necessário podemos pedir uma chávena de empréstimo à Provodnista.
Também nunca houve confusão para ir à casa de banho, repuseram sempre o papel e limparam várias vezes a WC e o corredor. De manhã estava apenas mais desarrumado ;)


* Ao longo da viagem passaram por nós muitos e enormes comboios, a maioria de mercadoria e ocupar o tempo foi fácil e dividido entre várias actividades: ler, jogar, ver filmes no telemóvel, ouvir musica, comer, passear pelo corredor, observar o entre e sai dos vizinhos, dormir, apreciar a paisagem na maioria bastante verde e com muitas aldeias e também uns quantos cemitérios afastados e no meio das árvores. Chegamos a Ecaterimburgo por volta das 18h.

 
Última edição:

PaulaCoelho

Membro Conhecido
* Saindo da estação estava imenso calor e mesmo à noite esteve mais de 20º!
A caminho do metro passamos pelo belíssimo edifício da antiga estação convertido em Museu da Ferrovia.
O metro da cidade tem apenas uma linha com 9 paragens, cada bilhete custa 28R comprado na máquina recebendo-se em troca um Token (bilhete-moeda). Fizemos apenas uma estação, da Uralskaya à Dinamo onde se situava o Hostel R.E.D, muito central, organizado, com quartos espaçosos, várias WC e duches partilhados e pessoal simpático que se esforçava para comunicar em inglês. Foi pousar a mochila, tomar duche e partir para uma caminhada pela cidade… Hostel R.E.D., Ecaterimburgo, Rússia



* Começamos o segundo dia com a visita à “Igreja dos Romanov” cujo nome oficial é Igreja do Sangue em Honra de Todos os Santos Resplandecente na Terra Russa e que foi construída no local da Casa Ipatiev onde o Czar Nicolau II, o último imperador da Rússia, e a sua família foram executados pelos bolcheviques durante a Guerra civil russa em 1917 (visitas das 10-19h, grátis). Na cave existe um museu.


* Depois desta visita fomos seguindo uma linha vermelha no chão cujo percurso passa pelos principais pontos turísticos: algumas igrejas e museus, praças e esculturas (algumas aparentemente meio desenquadradas), casas antigas de madeira... o centro da cidade é pequeno pelo que se faz facilmente a pé.
Os transportes públicos aqui são bastante mais velhos que em Moscovo.


* Os dois restaurantes em que comemos ficaram sem dúvida aprovados: Pelmeni Club e Nigora.

* Depois do passeio negociamos com um taxista a viagem ida e volta por 700R até ao marco que assinala a fronteira entre Europa e Ásia situada a cerca de 17km da cidade (existe um marco mais antigo a cerca de 40km). Regressamos à cidade e demos uma volta pelo parque onde consegui ser picada por uma vespa!


* Estava na hora da etapa seguinte da qual falarei noutro report... compramos abastecimentos para a viagem, jantamos no hostel e ao início da noite seguimos para o próximo destino, Irkutsk na Sibéria, a três noites e dois dias de viagem de comboio 😀
 
Última edição:

rum

Moderador
Staff
Que maravilha.

Gostei de rever ao que já fiz, e espero pelo resto do report. Também achei Moscovo imponente, o metro tem estações lindíssimas e a rede é brutal. Pelo que sei o mais eficaz do mundo em hora de ponta. Eu no transiberiano optei pela segunda classe em todos os trajectos, em todos eles só apanhei locais e só no percurso de Ulanbator para Pequim apanhei ocidentais. No comboio também não vi muita gente a beber vodka e eu passei muito tempo no vagão restaurante... horas a fio. Mas a beber cerveja havia algumas pessoas, e como deves ter percebido a bebida "oficial" era o chá. Lembro-me num dos percursos o vagão restaurante cheio até altas horas da noite... ambiente muito giro.

O percurso entre Irkutsk e Ulambator foi, para mim, cheio de peripécias a bordo. Não pelo me aconteceu, porque não aconteceu nada mas pela confusão que tive a possibilidade de assistir provocada pelos Mongóis. E digo confusão mas não é nada de grave ou assustador, mas sim o motivo os que leva à Rússia que são as compras e contrabandeiam tudo... um pagode...

Já agora só um pormenor, o marco da fronteira onde foste é um dos vários que existem ali na região, acho que há 4, e o mais antigo que referes deve ser o que eu fui e é muito maior e não fica, digo eu a esses 40 km... Fica mais perto. Fui lá de autocarro, desces do autocarro em plena auto estrada, lá é normal, e apanhas um atalho pelo meio de um bosque e a ideia que tenho é que fica perto deste onde tu foste.
 
Última edição:

PaulaCoelho

Membro Conhecido
@Leonorb, @Mel C e @Ricardo_7 , obrigada :)


@rum , o teu report foi uma verdadeira inspiração para esta aventura! 🤩

O metro é realmente fabuloso e eficaz e está sempre a passar. A primeira etapa de comboio fiz em 3ª classe e as restantes em 2ª mas se voltar à Rússia acho que opto pela 3ª pois é mais barato, cómodo e descansei bem. Provavelmente tiveste a sorte de apanhar mais locais por ser inverno... pensei que em Maio escapava "aos turistas" mas nas duas viagens em 2ª vi mais estrangeiros que locais e apanhei o vagão restaurante sempre calmo... se calhar escolhi mal as horas para lá ir!

Entre Irkutsk e Ulanbator a minha carruagem ia cheia de holandeses e além do tempo de espera, a maior peripécia foi eu ter sido a única pessoa a quem levaram o passaporte para a estação!
Não sei porquê mas voltou com o carimbo 😊

Não sabia que existiam 4 marcos... aqui falava em 2 Europe-Asia border. Is it worth it? e este que eu fui é a 17km, a viagem foi super rápida... a parte complicada foi explicar ao taxista onde queria ir mas com o tradutor lá nos entendemos embora ele chamasse Meridiano ao marco de fronteira. Não fui ao mesmo que tu pois li a história de sair na autoestrada e da polícia vos ter pedido o passaporte e fiquei a pensar que ainda me perdia por lá :p
 

Antonia.M.S.

Membro Conhecido
Olá @PaulaCoelho 😊
Que viagem!! Tinha alguma noção da grandiosidade da rota e da beleza de Moscovo, mas uma viagem assim é quase inimaginável, só vivida.

Da Rússia só conheço S. Petersburgo, que adorei, gostava muito de conhecer outros locais e em particular Moscovo.

Obrigada pela partilha, as fotos estão belíssimas, o report 5*, como sempre, e aguardamos com muito entusiasmado o episódio seguinte!! 😊😉
Beijinho.
 

David sf

Membro Conhecido
Gostei muito de rever Moscovo e Ekaterinburgo, e aguardo ansiosamente pelo report do resto da viagem.

Moscovo é de facto grandiosa e imponente. Não apanhei o feriado da vitória da URSS na "grande guerra patriótica", mas estive lá uma semana antes e já estava tudo engalanado, desde canteiros de amores perfeitos com as cores da bandeira russa até a grandes desfiles militares com tanques e aviação pesada. Pena que por causa disso não tenha sido possível visitar o "sarcófago" do Lenin, uma vez que parte da Praça Vermelha estava interditada.

Apanhei Ekaterinburgo num 1º de Maio, e portanto também estava toda engalanada. Estava ainda bastante frio, o lago estava parcialmente congelado. É uma cidade com muita história e onde o moderno e o antigo estão quase sempre em harmonia.

Não fiz a viagem de comboio pois só tinha uma semana de férias e os voos até acabaram por ser mais baratos que a viagem de comboio seria. Na altura tinha planeado ir em 3 semanas até Vladivostok, mas por motivos de trabalho só consegui tirar 1 semana de férias nessa altura. Mas ainda tenho nos planos recomeçar a viagem em Irkutsk e seguir até ao Pacífico. Fica para a próxima vez que consiga tirar 2 semanas no início da Primavera (sim, quero ver o lago Baikal totalmente congelado!!!).
 

PaulaCoelho

Membro Conhecido
@Antonia.M.S. , obrigada :) Foi uma daquelas viagens que passou do sonho à realidade... adorei cada minuto desta aventura.
Infelizmente tive de cortar S. Petersburgo mas estou certa de que hei-de regressar à Rússia pois voltei com uma paixonite pelo país!


@David sf , antes de qualquer outro comentário quero agradecer todos os reports que tens colocado pois estão espectaculares (já vi que há 2 novos para me entreter hoje :D), alguns são destinos não tão turísticos mas com muita beleza natural e história e sem dúvida o tipo de viagem que me atrai mais. O meu grande obrigada!

Quanto a Moscovo, quando marquei voo só me preocupei em fugir a Junho-Setembro pois nessa altura só posso tirar 10 dias úteis e nem me apercebi que ia no feriado ou teria evitado... não consegui chegar perto da Praça e no outro dia apanhei o Mausoléu do Lenin "soterrado" debaixo de uma bancada e uma confusão a desmontarem tudo.
Em Ekaterinburgo apanhei o tempo mais quente da viagem, abafado mesmo.

Os voos internos saem realmente mais baratos que o comboio... os transportes até Ulan-Ude ficaram pelo dobro do voo de regresso a Moscovo mas no meu caso a ideia era mesmo fazer parte da rota transiberiana. Estive indecisa entre fazer tudo até Vladivostok ou seguir para a Mongólia mas esta ganhou! Também quero voltar com o Baikal congelado... deve ser o máximo :):D
 

albertoguedes

Membro Conhecido
Uau, uma viagem que adoraria fazer. Não sei se algum dia irei conseguir, mas é certo que gostava.

Gostei muito do que li e das fotos que vi.

Aguardo pelo resto :)
 

PauloNev

Moderador Sénior
Staff
Muito obrigado pela partilha.
Moscovo é uma cidade que está no meu imaginário de criança, não sei bem porque mas sempre quis visitar.
Um dia será dia.
Boas viagens ;)
 

PaulaCoelho

Membro Conhecido
@albertoguedes, obrigada! Espero que um dia a faças... terás de trocar um pouco os aviões por comboios mas será certamente uma experiência inesquecível! :D

@PauloNev, Moscovo e a Praça Vermelha/Kremlin também andavam no meu imaginário há muito tempo e voltei encantada com a cidade.
Espero que a concretização do sonho esteja para breve. :)
 
Top