Novidades

[Report] - São Miguel - Fevereiro 2020

Rodrigo Ferreira

Membro Conhecido
Há largos anos que andávamos para fazer a visita aos Açores e este ano lá nos decidimos.
A viagem foi feita entre o dia 2 e 6 de Setembro, ou seja ficámos com a primeira tarde disponível, 3 dias completos e a ultima manhã completa.

Voos: Porto - Ponta Delgada - Porto TAP 140€
Estacionamento Porto: P6 por 5 dias 22.50€
Hotel: Vintage Place – Azorean Guest House (4 noites - 154€)
Carro: Magic Islands (Ford KA+ com tarifa Plus +) 70€

Em relação à dormida ficámos agradavelmente satisfeitos. O espaço é extremamente sossegado, com estacionamento sempre à porta e o pequeno-almoço é bastante completo.
Sobre a rent-a-car também nada a dizer. Tínhamos uma pessoa à nossa espera no aeroporto que nos encaminhou até ao parque 6 onde estava a viatura à nossa espera. Processo bastante rápido e simples.

1º DIA
Na chegada fomos logo brindados com uma tarde chuvosa, ou seja demos uma pequena volta pelo centro de Ponta Delgada e visitámos o Forte de São Brás (tivemos a sorte de ter entrada gratuita).
O jantar no primeiro dia foi no Restaurante Mariserra, onde provamos as lapas e um peixe local. Não ficámos fãs deste espaço.

2º DIA
Primeiro dia para por kms no carro. A ideia era fazer o lado noroeste da Ilha.
Assim saímos em direção às Sete Cidades via Covoadas.
O percurso foi o seguinte:
  • Miradouro Pico do Carvão
  • Aqueduto do Carvão e Lagoas das Empanadas (nós deixamos o carro cá em baixo, porque havia uma placa que informava que o caminho era perigoso - subimos a pé até à lagoa no entanto se não estiver a chover o carro passa bem até lá acima)
  • Lagoa do Canário e Miradouro Grota do Inferno (o carro vai até ao Miradouro)
  • Miradouro Vista do Rei e entrada no Hotel abandonado
  • Miradouro do Cerrado das Freiras
  • Miradouro da Lagoa de Santiago (onde podemos ver um pouco da Lagoa de Santiago)
  • Jardim da Lagoa Azul (o caminho é feito em terra, por isso cuidado ao percorrê-lo se forem de carro - mas a paisagem vale a pena)
  • Sete Cidades
    • Almoço no restaurante Lagoa Azul (ligámos a reservar mesa durante a manhã - aconselho a chegar cedo para evitar filas, porque é serviço de buffet ao almoço)
    • Igreja de São Nicolau
  • Miradouro Lomba do Vasco
  • Termas e Ponta da Ferraria
  • Miradouro Ponta do Escalvado
  • Mosteiros + Piscinas Naturais Carneiros
  • Túnel das Sete Cidades
  • Miradouro do Rosário + Piscina Naturais + Tromba do Elefante (vista através do Miradouro do Rosário)
  • Miradouro do Barreiro
  • Rabo de Peixe
  • Jantar na Associação Agricola o excelente bife (vale bem a pena a visita)
Neste primeiro dia destacamos claramente as Sete Cidades, Ponta da Ferraria e Mosteiros.
Em grande parte dos miradouros (e vale o mesmo nos restantes dias), era sair do carro apreciar a paisagem tirar umas fotos e seguir até ao próximo ponto.

3º DIA
Para este dia estava planeado conhecer o centro da ilha.
O percurso foi o seguinte:
  • Caloura
  • Água de Alto
  • Vila Franca do Campo + Ermida de Nossa Senhora da Paz
  • Lagoa do Congro (das lagoas mais bonitas da Ilha - podem levar o carro até lá acima (devagarinho) e depois descem (bastante) a pé - mas vale bem a pena)
  • Parque Natural da Ribeira dos Caldeirões (sim parece que fica longe mas optámos por fazer isto hoje - a viagem é rápida)
  • Miradouro do Frade
  • Almoço no Cantinho do Cais (paragem obrigatória para comer o Caldo de Peixe)
  • Fábrica de Chá da Gorreana
  • Miradouro de Santa Iria
  • Ribeira Grande (ficámos apenas pelo parque no centro)
  • Monumento Natural da Caldeira Velha
    • Conselhos: Levem toalhas e obviamente roupa para banhos
    • Nesta altura do ano apanhámos pouca gente, ou seja tivemos a sorte de conseguir trocar de roupa facilmente e de utilizar as diferentes "piscinas" tranquilamente (nem queremos imaginar como será na época alta)
  • Miradouro da Lagoa do Fogo e Miradouro do Pico da Barrosa
    • Aqui tivemos o segundo azar das férias... Quando saímos da Caldeira Velha ao subir em direção aos miradouros apanhámos um nevoeiro terrível que só nos deixou ver metade da Lagoa por breves segundos (ainda aqui estivemos uns 15/20 minutos à espera mas o tempo não quis nada connosco)
  • Jantar no Galego em Ponta Delgada - o bife é em tudo idêntico ao da Associação Agricola... Demos um empate técnico entre ambos (convém marcar porque o restaurante é pequeno)
4º DIA
Este era o dia mais cansativo, e foi! A ideia passou por fazer as Furnas durante a manhã e o Nordeste a tarde/noite.
Percurso:
  • Furnas (entrámos pelo lado norte)
    • Miradouro das Pedras do Galego
    • Caldeiras das Furnas
    • Lagoa das Furnas
    • Poça da Dona Beija (levem toalhas e roupa de banho)
    • Almoço no Tonys (reservado na semana antes da ida para os Açores)
      • Estávamos com receio do sabor a enxofre... E sinceramente não se nota nada. Se é bom? É, mas acho que vale mais pela experiência do que por outro motivo qualquer. Se algum dia voltar não voltarei a repetir.
      • No entanto nada a apontar ao restaurante... Serviço 5 estrelas!
    • Capela de Nossa Senhora das Vitórias
Vou fazer aqui um aparte sobre as Furnas, porque cometemos alguns erros.
Por desconhecimento, ficámos com algum receio de não conseguir ver o processo de remoção das panelas na Lagoa, por isso quando chegámos às Furnas fomos primeiro à Lagoa do que à Poça da Dona Beija.
A remoção das panelas é feita a partir das 12h (tinhamos almoço marcado para as 12h30), ou seja fizemos Furnas - Lagoa - Poça da Dona Beija - Lagoa. Ou seja, o conselho é basta ir à Lagoa (caso seja só para fotos por volta das 11h45), e aproveitar a Dona Beija ao máximo (nós adorámos).
Optámos por não visitar o Parque Terra Nostra porque nesta altura do ano a vegetação não está propriamente "florida", por isso optámos por passear pelo Nordeste no resto da tarde.
Contudo, as Furnas dá para um dia completo!

Continuando o percurso e após termos passado na Capela de Nossa Senhora das Vitória
  • Miradouro do Salto do Cavalo (para mim dos melhores Miradouros)
  • Povoação e Miradouro do Ramalho
  • Miradouro do Por-do-Sol
  • Cascata Salto do Prego + Faial da Terra
  • Miradouro da Água Retorta
  • Praia do Lombo do Gordo (preparem-se para descer MUITO de carro e alguma coisa a pé)
  • Miradouro da Ponta da Madrugada
  • Miradouro da Ponta do Sossego
  • Miradouro da Vista dos Vascos
  • Farol do Arnel
  • Miradouro da Boca da Ribeira
  • Piscina Natural da Boca da Ribeira
  • Ponta Delgada (não deu para parar em mais nenhum local porque começou a chover - também já não daria para muito mais, pelo adiantar da hora)
    • Jantar na "A Tasca" - convém reservar no dia antes, ou nos dias antes consoante a quantidade de turismo.
      • Vale a pena a visita.
4º DIA
Tínhamos a manhã por nossa conta porque a viagem de vinda era depois de almoço!!
Ou sejam formos em direcção à Lagoa do Fogo, e o tempo esteve do nosso lado, porque apanhámos a manhã cheia de sol e deu para ver a Lagoa em condições!
Daqui ainda fomos à Mulher do Capote na Ribeira Grande comprar uns licores, e viemos almoçar a Ponta Delgada.


Resumindo.... A ilha de São Miguel impressionou-nos pela beleza incrível!!! Cada km percorrido foi uma surpresa!
Quando pensarem em visitar esta Ilha, esqueçam ir com menos de 4 dias completos, porque NÃO DÁ! Tem tanto para ver que se vão arrepender de não ficar mais tempo!

Tivemos pena de não conseguir ver as hortênsias em flor, porque não é altura disso, mas tivemos a sorte de apanhar a ilha com pouco turismo e bom tempo, que nos permitiu aproveitar alguns locais da melhor forma possível (Sete Cidades, Furnas e Caldeira Velha).

Espero que o report ajude a quem precise e como sempre aqui estarei para tirar as duvidas que existam!
 
Última edição por um moderador:

Paulo Leite

Coordenador
Staff
Hello,

Obrigado pelo o report e por me relembrares que tenho de voltar :D, das 3 ou 4 vezes que fui visitar a ilha, nunca consegui ver as lagoas devido ao nevoeiro :(

Parabéns pela fotos...
 

PaulaCoelho

Membro Conhecido
Adorei São Miguel e adorei rever a ilha nas tuas fotos :)
Visitei também em Setembro (2017), tive muita sorte com o tempo e concordo contigo... 4 dias inteiros não chegam para tudo... hei-de voltar!
 
Top