Novidades

[Report] O que há a saber sobre a India

basapistas

Membro Conhecido
INDIA

1 - A India não é o pais que nos dão a ver nos filmes de Hollywood, a India é muito mais e melhor!

Para se realmente viajar, temos que ir à India, pois só aqui é que verdadeiramente viajamos para outro planeta, que por vezes nos questionamos se é o nosso e só tive tempo de sentir um pouco da India, que é espantosa pela sua diversidade cultural e modo de vida.

2 – Voos desde 469 Euros pessoa ida e volta.
- Diferença Horária - + 4h30
- Moeda - Rupia Indiana - 1 Euro - 80 Rupias


3 - Visto
Necessário visto que pode e deve ser retirado online (e-visa) neste site que pertence ao Estado Indiano:
Indian e-Visa

Atenção que existem outros sites que cobram mais e funcionam como intermediários, sendo o link anterior o site correcto.

O Visto custava cerca de 50 euros pessoas mas aumentou para 70 euros (o que considero excessivo para um pais onde um
salário médio ronda os 250 euros) e quase que é preciso um curso para preencher o formulário, demorando no máximo 72 horas a ser emitido. Desde perguntar os nomes dos vossos pais, contactos em Portugal, na India, enviar foto em formato .jpeg mas até x tamanho, digitalizar o passaporte mas o ficheiro não pode ter mais que x megas, etc, etc.. Além de algumas perguntas que não se sabe o que se há-de responder! Alguma dúvida, podem me perguntar! Tem direito a permanência durante 90 dias e a 2 entradas, o que vos permite conhecer outros países na periferia.

Devem imprimir a autorização e o formulário que preencheram e levar convosco na viagem. Muito atenção a erros no nome ou nos dados do passaporte! O visto só é começa a ser emitido após o pagamento.


4 – Consulta de Viajante
Esta viagem requer uma consulta de viajante, no mínimo para a vacina da Hepatite A e outras consideradas adequadas pelo médico. Existem várias formas de obter consultas de viajante, através do público, privado (50 euros) ou se tiveram algum seguro de saúde ou subsistema de saúde através de médico que também seja especialista em consultas de viajante (pagam consulta normal). A Vacina fica sempre entre 20 a 27 euros toma, se forma tomada no público ou privado, não incluída no preço inicial. Deve ser realizada entre 1 a 2 meses antes da viagem.

https://www.dgs.pt/delegado-de-saude-regional-de-lisboa-e-vale-do-tejo/consulta-do-viajante-e-vacinacao-internacional.aspx


5 - Deslocações na India
Comboio: Não andei, mas adorava!

Avião:
Comprei voo na Air India, embora eles têm montes de companhias de low cost, sendo que a melhor é a Vistara. Os preços de avião são relativamente acessíveis, sedo que existem destinos que só de avião se consegue lá chegar, as distâncias são enormes. Só recomendo a Air india por o preço do bilhete normal permitir levar malas de porão, pois os seus serviços não estão ao nível das outras companhias Star Alliance.

Atenção que nos Aeroportos Indianos, para entrar no aeroporto necessitam de identificação e cópia dos bilhetes ou da confirmação dado voo, sendo estes dados minuciosamente verificados.

Carro
Contratei uma empresa (através do tripadvisor) de táxis para fazer o circuito Delhi/Agra/Jaipur, tendo 5 noites/6 dias ficado por 250 euros (preço lowcost), o que inclui todas as despesas com o veiculo portagens, alimentação e alojamento do motorista (excepto guias, entrada em monumentos, etc), sendo uma enorme ajuda na integração à India andarmos acompanhados inicialmente, ganhado tempo e qualidade da viagem. Existem preços para todos os gostos!

Além disso a viagem poderá realizada de acordo com as nossas pretensões, desde locais a visitar, escolha de restaurantes, etc, tudo ao nosso critério-

Um aspecto a ter em consideração é o inglês e o conhecimentos do motorista, pois ele irá vos acompanhar a maior parte do dia, indicar sugestões, cuidados a ter, locais a visitar, onde almoçar, etc, etc, logo mais do que a empresa, o importante é o motorista, é quase como
família. A condução e qualidade do carro, igualmente.

Neste sentido, e utilizando esta opção, não há que ter receio nenhum, pois se quiserem eles acompanham-vos a viagem toda, desde que chegam ao aeroporto e regressam e tratam de tudo, até de hotéis ou voos internos.

Tivemos sorte, utilizamos os serviços do Kapil Yadav e fiquei muito satisfeito, tendo o lema “que os meus clientes são a minha família”.

Ele tem uma empresa própria que podem consultar através do seguinte link: Kapil India Tours ou remeter email kapilindiatours@gmail.com .

Ele consegue organizar a vossa viagem na India, desde itinerários, hotéis, aviões, comboio, etc, sendo uma método muito mais simples de viajar, pois na prática só temos que comprar a viagem de avião e o resto fica nas mãos dele, sendo que nestas viagens o cliente pode decidir tudo, onde ir, mudar itinerários, tudo e muito mais baratas do que as excursões das agências de viagem.

Há muitas outras agências é uma questão de procurar, mas confio perfeitamente no Kapil, passamos 6 dias juntos e podem contacta-lo via email ou através do whatsup +91-99117 44343 e digam que vêm da parte da (Ricardo e Diana de Portugal), é só pedir e ele trata de tudo.


6 – Pagamentos:
Abençoado cartão Revolut, realmente eficaz, dinâmico e muito prático.
As taxas de câmbio em Portugal e na India são muito más, por exemplo em cada 100 euros trocados perdia quase 10 euros, na taxa no câmbio, tanto em Portugal como em Nova Delhi. Tive que fazer um levantamento de 125 euros (máximo autorizado por cartão por dia) com o meu cartão de crédito do meu banco e cobraram mais de 10 euros em taxas e taxinhas.

Com o Revolut além de me poupar levantamento de dinheiro sempre que podia pagava a cartão, ficando logo a saber a quantia despendida, o que evitava que tivesse que andar com muito dinheiro. Utilizei-o em restaurantes, Hoteis, etc, sempre que pudesse, sem nunca ter qualquer problema e inclusive levantei dinheiro.

Outra vantagem é antes da viagem realizar pagamentos na India antecipados, o que poupa-se muito em taxas.

- Levar algumas rupias desde Portugal, especialmente ter sempre rupias de baixo valor (10, 20, 50 rupias), entre 12 a 70 cêntimos, para pagamento de gorjetas e pequenos valores, pois por vezes não tem troco para notas de 100 rupias!


7 – Alimentação:
Eles não comem porco e vaca, logo nos menus indianos muita comida vegetariana e frango.

Picante, Picante, Picante…. Este é o lema! Mesmo quando pedem por algo sem picante… esqueçam é sempre algo picante, ou digamos condimentado. Pois a questão é que a comida apesar de muito saborosa é condimentada, acabado sempre por ser picante, mesmo que eles digam que não é.

Comi excelente comida indiana mais ou menos picante. Tentem pedir frango grelhado ou assado sem molhos, por vezes tinha-se que fazer um intervalo para comida continental, mas nem assim nos livramos de comida condimentada

Solução: Intervalar com alimentação em restaurantes que serviam comida continental (mesmo assim nada é garantido lol). Exemplos: MacDonalds’s: só o Mcchicken é igual ao nosso, o resto mesmo que digam que não é picante… é sempre algo picante! Pizza Hut: Só mesmo a Pizza é que nao era picante, pão de alho picante, tudo o resto picante. Chegamos a comer risoto e pasta num restaurante de muita qualidade em que eram ambos picantes lol. Após alguns dias e se comerem em bons hotéis ou restaurantes, facilmente encontram comida meditterranea.

Recorrer a restaurantes de qualidade ou com muito movimento.


8 - Segurança:
Apesar dos becos, das ruas de terra batida, dos olhares perseguidores e constantes por sermos diferentes e turistas, sempre me senti seguro mesmo quando nos aventuramos sozinhos pelas ruas de Old Delhi, Agra, Jaipur ou Goa. A pobreza não é sinónimo de violência/roubos e de apesar de termos muito comparado com o pouco que eles têm, nunca fomos incomodados de forma alguma, excepto para tirar fotografias lol, o que explicarei mais à frente!

Na rua andava sempre com cópia do meu passaporte e outros documentos, ficando os originais guardados no Hotel, por uma questão de precaução.


9 – Descolar-se nas Cidades:
Em Delhi, Agra, Jaipur, tudo um caos, conduzir nestas cidades nem pensar, só para pessoas experimentadas e loucas. Conduzi mota em Goa, mas Goa não é India, Goa é outra história totalmente diferente.

Em Delhi. mesmo no lugar de passageiro aquilo é uma aventura, desde andar em sentido contrário, um tuck tuck levar 3 malas de viagem grandes e 2 passageiros, sempre a buzinarem a toda a hora, todos a tentarem passar à frente… filas, filas e mais filas. Não notei a poluição devido à época do ano em que lá estive.

Delhi Metro – excelente opção entre o Aeroporto e a Cidade de New Delhi (muito mais rápido do que o trânsito normal) ficando a cerca de 50 rupias pessoa viagem (cerca de 75 cêntimos).

No restantes percursos não recomendo o metro, pois não vos leva a todo o lado, isto é, podem ir de metro e depois têm que andar a negociar táxi ou tuck tuck para vos levar ao destino final, tendo na minha opinião duas opções:

- Alugar carro por um ou mais dias, que penso que poderá ficar no máximo por 15 a 30 euros dia (negociado fica muito barato).

- Uber, que utilizei é extremamente barato mas com o inconveniente que temos que ter internet. Lá da para paga através de cartão ou dinheiro, e como tive problemas em a Uber aceitar-me o Revolut paguei sempre a dinheiro. Na india é uma vantagem a Uber pois não temos que negociar nada (ficamos sempre a perder m negociações) e as viagens ficam muito mais económicas. As minhas viagens, mesmo as mais longas, nunca paguei mais do que 2 euros, ficando normalmente entre 50 cêntimo e 1 euro. Experimentar o Pool Uber, onde andamos com vários outros passageiros e foi uma experiencia engraçada e barata.

- Em qualquer lado apanha-se um Tuck Tuck, se tiverem preços de referência (podem perguntar no hotel ou restaurante) será mais fácil negociar, mas por vezes é cansativo negociar alguns cêntimos, pois os valores que nos podem já de si são baratos para o nosso nível de vida.

- Alugar Tuck Tuck por um dia, mas têm que garantir que não vos andam a passear por lojinhas e comércio que não vos interessa.


10 - Hotéis:
Regra de Ouro na escolha de Hotéis na India: Esqueçam as imagens dos hotéis, pois apesar de serem verdadeiras e de parecem espantosas (excelentes quartos com TV LCD enorme + quarto cama kingsize, mini-bar, ar condicionado, excelente decoração, wi-fi gratuito, pequeno almoço incluído, etc, etc,etc), o problema da falta de qualidade de Hotéis reside em três pontos:

Localização dos Hotéis, a área envolvente poderá ser para padrões europeus um autêntico gueto ou favela, metida num emaranhado de ruas sem ou com pouca iluminação, fios por tudo o lado e em terra batida… mas apesar de tudo totalmente seguras;

A higiene, ou a falta dela e os fracos acabamentos, por exemplo: Toalhas supostamente de cor branca, que não o são, hotéis inacabados, higiene da roupa da cama e das casas de banho questionável, etc, etc, estando muito dependente de cada Hotel e da própria opinião de cada um.

Refeições: O pequeno Almoço, pois os padrões de higiene europeus não são os mesmos que os Indianos, mas em alguns hotéis ou não comi ou simplesmente era um pão de forma com mel e manteiga, se fossem empacotadas e bebida de café de maquina, noutros tinham muita qualidade e higiene os produtor fornecidos.

Tal como na sociedade Indiana, também nos Hotéis não parece existir uma classe média, ou são muito bons e extremamente caros e zonas que nada têm a ver com realidade Indiana, ou são relativamente acessíveis e com baixa qualidade, dependendo de cidade para cidade ou de zona para zona.

Em Hoteis na gama dos 30/40 euros (que são preços elevados para a India) não temos a mesma qualidade de um hotel europeu, especialmente ao nível da limpeza/higiene e refeições.

Por exemplo:
Em Jaipur, como era época baixa, ficamos no Hotel mais barato da India e igualmente o melhor, tratando-se de um 4 estrelas com imensa qualidade por 22 euros noite em APA – Shapura House. Um hotel fantástico a todos os níveis, desde o quarto, higiene, decoração, serviço, um dos melhores hotéis que já estive, mas pagamos este preço por ser época baixa!

Em Delhi, experimentei dois Hotéis junto ao aeroporto. Mesmo junto ao aeroporto existe o Airport City que é um quarteirão só com Hoteis internacionais ou Empresas, a preço proibitivos mesmo tendo em comparação valores europeus, tal como a Cadeia Ibis com preço a 70 euros noite só em Alojamento. Do outro lao da rua, na verdadeira India, Hotéis 3 a 4 estrelas a 20/25 euros noite, mas o espaço envolvente e as condições de higiene não estão ao nível europeu.

Os Hoteis de Luxo em Nova Delhi, são para preços a partir dos 100 a 150 euros noite.

É tudo uma questão de preço!

11 - Visitar/Monumentos:
A India tem uma imensidão de locais a visitar, há que saber escolhe-los bem, país com imensa diversidade. Os preços que pagamos para aceder a maioria dos locais são preços para turista, pois enquanto nós pagamos 500 rupias (6,5 euros) para entrar num monumento, os indianos pagam 40 cêntimos, já que de outra forma não conseguiriam entrar nesses locais.

Considerei alguns preços exagerados e claramente não parece existir uma política de incentivo ao turista não nacional, pois imensos monumentos os preço para turista tinham subido para o dobro nos últimos anos.

Link com preços dos monumentos por cidade: Monuments of India,Monuments in India,Entrance to India Monuments,Entrance charges monuments,Monuments timings,Monuments timings India

12 - Alimentação:
Tive imensos cuidados na alimentação, não propriamente o que comi, mas principalmente onde comia.

Não beber água da torneira, nem lavar os dentes com essa água, nunca! Dependendo da época, na India faz muito calor temos que andar bem hidratados.

Em certos restaurantes oferecem água não engarrafada e bebidas com gelo, quando era de confiança bebi e não tivemos problemas de maior.

Evitar fruta descascada e comer em locais com muito movimento.

Como inicialmente andamos com o motorista, ele indicava sempre onde iriamos almoçar ou poderíamos jantar, e quando entravamos era o único sitio onde nos cruzávamos com mais turistas ocidentais, onde eles levam toda a gente, pagando refeições entre 2,5 a 10 euros por pessoa. Nestes locais ou em restaurantes com qualidade, não fiz qualquer restrição no que comia.

Cumpri e não tivemos qualquer problema intestinal significativo.

13 - Medicamentos:
Repelente é Obrigatório, embora não tivessemos nunca visto muitos insectos ou muito incomodados por isso! Mas o repelente não um qualquer, a médica aconselhou o Repelente Mosquitos 50% DEET 12h Proteção Roll On. Mas atenção tem que ser com 50%DEET, é o único à venda em Portugal.
Protector Solar: Obrigatório.
Levar um conjunto de medicamentos, desde antibiótico, pomadas para as picadas de insectos, para diarreias, dores. É importante levar medicamentos para auxiliar a digestão e regular o trânsito intestinal, pois depende como cada um reage aos condimentos da comida.


14 - Gorjetas:
São preços de referência que retirei de um site e que são importante para nos guiarmos no dia a dia na India. Os indianos não são agressivos, nem exigentes, mas ficam extremamente agradados com uma boa gorjeta, um hábito cultural.

Para um serviço ótimo podemos pagar 100 rúpias (1,25 euros) de gorjeta. Para um serviço bom o valor sugerido é de 50 rúpias . Para um serviço normal pagar 30 rúpias .
Hotel - 200 rupias por noite (2,5 euros)
Restaurante – 10% do valor
Bagagem- 10 a 20 rupias (12 a 24 cêntimos).
Transfers - 50 a 100 rupias.
Dia de carro - 100 a 400 rupias
Guia – 300 a 1000 rupias
Taxis e ricksaw – sem gorjeta

15 - Valores Produtos:
O nível de vida na India é muito barato para os níveis Portugueses, exceptos em Hotéis e Restaurantes de Luxo onde os preço podem ser iguais ou um pouco mais elevados.

Água 1,5LT – 50 INR (0,60€)
Água 0,5LT – 20/30 INR (0,25-0.35€)
Coca-Cola – entre 30 e 80 INR (0,37€ a 0,70€)

Média Refeições (2 Pessoas, prato, bebida, pão e sobremesa):
- Locais Simples – 500 INR (6,2€)
- Locais Normais – 1000 INR (12€)
- Locais de Luxo – 2000 INR (25 Euros)
- Macdonalds – Menu por pessoa 250 INR (3,2 euros)
- Uber – 5 km – 100INR – 1,25 euros.
- Tuk Tuk - 5 km – 200INR – 2,50 euros.
- Hotel - desde 7 euros a 300 euros noite.


16 – Época para Visitar India
A melhor época é de Novembro a Abril, mas melhor época esta dependente muito do destino na India e gostos pessoais, pois a India tanto apresenta temperaturas muito elevadas como baixas , mas por exemplo Delhi apresenta em tezembro- Janeiro – fevereiro temperaturas de 10ºc. A época das monções afecta mais cidade de Mumbai, Calcutá, Goa, entre os meses de Junho e Agosto, mas sempre com temperaturas por volta dos 30ºc.


17 – Comportamentos a evitar:
- Na India tudo tem que ser negociados ao nível de compras e transportes e os preços são muito baratos para o nível de vida Português e quando se negocia tem que se pedir muito mais barato, mas eles é que são os peritos.

- Afectos mal vistos e não vão ver ninguém de mão dada (só alguns homens lol) ou a trocar carinhos da rua. Os namoros são realizados sempre com alguma distância, em jardins ou parques públicos.

- Aconselham às mulheres não devem mostrar as pernas e ombros, excepto em zonas balneares, embora muitas indianas de classes mais abastadas o façam naturalmente e não vi grandes problemas com isso, embora fossem situações raras. Devemos ser comedidos.

- Na Í
ndia há lugares só para mulheres nos autocarros, nos metros, nos aviões, filas separadas, etc! Não me recordo de ver uma mulher a trabalhar num restaurante, hotel, estabelecimento na India, só mesmo em locais de luxo para turistas.

- Os indianos não sabem o que é fazer praia, por isso quem pensar ir a Goa fazer praia tem que ter em consideração dois factores: As mulheres não se
sentirem confortáveis na praia de biquíni e se for época alta, as praias estão cheia de indianos vestidos a tirar fotos junto a água.


18 – Obrigatório
- Seguro de Viagem e de assistência hospitalar.
- Consulta de Viajante.
- APP de cambio e instalação do maps.me para terem gps (dá sempre jeito).
- Passaporte com validade de 6 meses e visto.
- Repelente e Protector Solar.

19 - Orçamento:
Depende do tipo de viagem, mochileiro, econômico, luxo, a nossa viagem 14 dias ficou no total por 2600 euros para 2 pessoas considerando ser um nivel de viagem econômico, já que procuramos uma boa relação qualidade/preço, incluindo tudo, desde vistos, refeições, viagens, gorjetas, etc. No entanto pode ficar mais barato ou mais caro, dependente da época, tipo de hotéis, entre outros factores pessoais.

20 - Curiosidades:
- Fomos abordados dezenas e dezenas de vezes por famílias indianas, homens e mulheres que desejavam tirar fotografias connosco, especialmente com a minha mulher que tem côr de pele muito clara. Estas abordagens são realizadas em locais turísticos, por turistas indianos, já que muitos nunca viram ninguém com pele branca. Além daqueles que pedem, outras centenas tiram-vos fotografias de uma forma ou menos discreta. Acedemos sempre, excepto quando eram grandes grupos de homens e nunca tivemos qualquer tipo de problema.

- Vacas, cães e até macacos, por todo o lado. Vacas no meio da estrada é usual.

- Raramente se via um ocidental, seja onde fosse, realmente pareciam marcianos e
éramos olhados como tal, como sendo de outro mundo.

- Os indianos não se metem na vida dos outros, nem falam muito, só em hotéis e restaurantes caros há realmente alguma interação.

- Em quase todos os locais em que se entra, têm que ser realizadas revistadas as bagagens a revista corporal igualmente, desde alguns Hoteis, metro, monumentos,etc.

- Os indianos passam sempre à frente de toda a gente, estão sempre com pressa.

- Atravessar a rua em Old Delhi é para pessoal com seguro de vida lol, o segredo é não correram e atravessarem devagar, seja por cms ou milímetros, vocês conseguem atravessar em segurança.

- Nunca vi um acidente rodoviário nos milhares de kms de fizemos de carro. A maioria dos indianos andam de mota sem capacete, e uma mota tem capacidade até 5/6 passageiros sem capacete.

- Temos que saber respeitar o seu modo de vida, só Delhi tem quase 20 milhões de habitantes e poucos sabem onde fica Portugal e só alguns conhecem o Cristiano Ronaldo.

India é a verdadeira viagem... imperdível e única!

 
Última edição por um moderador:

yara

Membro Conhecido
Índia está mesmo nos meus planos.
Gosto de viagens onde possa conjugar cultura com praia e esta é uma delas!
Obrigada pelas dicas, serão uma mais valia... :rolleyes:;)
 

Copas

Membro Ativo
Muito bom tópico @basapistas , muito útil para quem planeia uma viagem pela Índia!

Realmente é um país diferente de todos os outros, não nos deixa indiferentes. Eu, pessoalmente não fiquei fascinada, dos vários países da Ásia onde já estive é aquele que me deixou menos vontade de voltar (não se deve comparar mas é impossível não o fazer). E estava bem ciente dos vários "contras" ... para além dos que enumeras neste tópico, por exemplo, os monumentos/palácios (tirando o Taj Mahal, que é mesmo impactante!) não me surpreenderam muito pela positiva, são bonitos e imponentes, sem dúvida mas na sua maioria estão vazios, são "apenas" paredes, belas paredes mas falta qualquer coisa... além de como dizes, algumas entradas são caras.

De qualquer forma é sempre uma experiência e cada um vive-a á sua maneira.

Aproveito para deixar mais umas dicas:
- comprei um cartão (acho que cerca de 10€) para o telemóvel no aeroporto o que me facilitou ter net sempre quando precisava (para a Uber na rua, para comunicar com o motorista, por exemplo). É necessária uma foto para comprar o cartão mas eles tiraram-me uma mesmo antes de eu ter tempo de dizer que tinha! :p Demora cerca de 24h a ficar ativo, tem de se ligar para um número específico e quando se muda de Estado há que ativar o roaming deste cartão, não se paga mas tem de estar ativo para se poder continuar a utilizar;
- ainda em relação a apanhar Uber (que recomendo também muito e que é pena não haver em Goa), em alguns locais não se consegue colocar a morada exacta (tipo rua xxx, nºy) mas sim escolhe-se um local preferencial, tipo praça de táxis (aconteceu-me isso no centro de Jaipur);
- foi a 1ª vez que no check-in (para voos domésticos) me pediram para ver o cartão de crédito com o qual tinha efetuado o pagamento. Questões de segurança mas importante ter em atenção e levar o respetivo CC;
- em Goa existem alguns hotéis que têm praia privativa ou semi, o que permite fazer praia sem problema. Fiquei no hotel Prainha, Prainha - Resort by the Sea (marquei directamento com o hotel conseguindo um melhor preço que por outros sites) e aí até havia senhoras indianas em fato de banho :). E sim, Goa é outra Índia.

Em Jaipur, coincidentemente, também fiquei no Shapura House, muito bom mesmo! Ainda sinto o cheiro a jasmim que emanava por todo o hotel. E o preço, em abril, foi semelhante ;).
Em Mumbai fiquei também num excelente 3* que recomendo (+/- 50€ nt), Fort Residency Hotel, Residency Fort Mumbai. Acho que podia comer no chão do quarto de tão limpo que estava :rolleyes:.

Continuação de boas viagens!
 
Última edição:

NunoCorreia

Membro Conhecido
@basapistas uma vénia a si por este excelente report.

Fiquei com uma vontade muito grande de ir à Índia, e fartei-me de rir com o ponto 7 da alimentação. Aconteceu-me isso na Indonésia, eu dizia "nooooo spicy" por causa da miúda, e lá vinha um sabor picante meio subtil :D:D
 

basapistas

Membro Conhecido
@Copas ,
A verdadeira essência da India... é estar realmente afastada da realidade que conhecemos e de muitos outros destinos mais "turisticos", pois ir a India exige algum espirito de aventura e sair da nossa zona de conforto! Obviamente não é uma destino comparável com outros destino Asiáticos, a India... é a India ! :) Mas concordo essencialmente com tudo o que disseste!

- Na Air India não me exigiram o cartão de crédito de reserva, nem assisti a esse procedimento.
- Quanto ao cartão de telemóvel, não sabia que era assim tão "facil", pois o que tinha lido é que era complicado comprar um cartão e cada região tinha uma diferente operadora, mas estamos sempre aprender!
 

yara

Membro Conhecido
A Índia é um país que por um lado me fascina mas por outro lado ainda tenho receio...
Quem sabe não vou lá brevemente...:rolleyes::D
 

Mel C

Moderador
Staff
@yara quando vi o vídeo pensei exactamente o mesmo... conheço algumas pessoas que já fizeram esta viagem e quando me falam da sujidade, do caos, da pobreza, até me arrepio... ainda assim todas as pessoas que me contam estas coisas adoraram a Índia por isso se calhar é melhor deixar de ser esquisitinha :rolleyes:
 
Última edição por um moderador:

yara

Membro Conhecido
@yara quando vi o vídeo pensei exactamente o mesmo... conheço algumas pessoas que já fizeram esta viagem e quando me falam da sujidade, do caos, da pobreza, até me arrepio... ainda assim todas as pessoas que me contam estas coisas adoraram a Índia por isso se calhar é melhor deixar de ser esquisitinha :rolleyes:
Tenho curiosidade por isso para mim é um destino "em cima da mesa"...
 

basapistas

Membro Conhecido
Tenho curiosidade por isso para mim é um destino "em cima da mesa"...
A India não é aquilo que vemos nos filmes... a maioria dos Indianos vivem com muito menos do que nós e não se vê muitos pedintes, nem roubos, nem somos incomodados;
A India é realmente um caos nalgumas cidades... mas organizada à sua maneira;
Na India não somos importunados por termos dinheiro ou em vendas agressivas, mas sim olhados com curiosidade;
A India é suja e pouco higiénica... sim, para os padrões europeus, mas provavelmente somo nós que estamos mal!

A India é a verdadeira viagem... não saímos de lá indiferentes, saímos desconfortáveis e intrigados, com o simples facto da vasta população viver com tão pouco sorrindo e nós vivemos arrogantemente na nossa suposta superioridade com tanto e provavelmente não somos sequer tão felizes!

É um país de desafios... que nos leva a reflectir e a valorizar o muito que temos e percebermos que com tão pouco, podemos fazer tanto!
 
Última edição:

yara

Membro Conhecido
A India não é aquilo que vemos nos filmes... a maioria dos Indianos vivem com muito menos do que nós e não se vê muitos pedintes, nem roubos, nem somos incomodados;
A India é realmente um caos nalgumas cidades... mas organizada à sua maneira;
Na India não somos importunados por termos dinheiro ou em vendas agressivas, mas sim olhados com curiosidade;
A India é suja e pouco higiénica... sim, para os padrões europeus, mas provavelmente somo nós que estamos mal!

A India é a verdadeira viagem... não saímos de lá indiferentes, saímos desconfortáveis e intrigados, com o simples facto da vasta população viver com tão pouco sorrindo e nós vivemos arrogantemente na nossa suposta superioridade com tanto e provavelmente não somos sequer tão felizes!

É um país de desafios... que nos leva a reflectir e a valorizar o muito que temos e percebermos que com tão pouco, podemos fazer tanto!
Esta definição agrada-me!
 

rmonteiro

Membro Conhecido
Excelente ainda não tinha visto este report !
Muito boa informação. Este ano vou lá dar um salto !
 

Mel C

Moderador
Staff
@rmonteiro depois queremos report disso!! Tenho andado a pensar em ir à Índia sozinha mas já tenho as viagens todas mais ou menos planeadas para este ano, acho que só para o próximo:D
 

euzinha

Membro Ativo
Excelente ainda não tinha visto este report !
Muito boa informação. Este ano vou lá dar um salto !

Eu também, mas ainda estou muito no inicio do planeamento… Tu vais em que altura? E vais por agência ou estás a organizar de forma independente?
 

rmonteiro

Membro Conhecido
@euzinha vou daqui a duas semanas. Vou de forma independente. Marquei o voo há 3 semanas. por enquanto é o que tenho marcado.
Ontem pedi o e-visa e fiz a consulta do viajante.
 
Última edição por um moderador:

basapistas

Membro Conhecido
@euzinha vou daqui a duas semanas. Vou de forma independente. Marquei o voo há 3 semanas. por enquanto é o que tenho marcado.
Ontem pedi o e-visa e fiz a consulta do viajante.
@rmonteiro se precisares de alguma coisa na Índia, podes utilizar o contacto do Kapil, que tenho no meu report!
E se tiveres alguma duvida, dispõe!
 
Última edição por um moderador:
Top