Novidades

[Report] Lyon & Fête des Lumières

Cristina Sousa

Membro Conhecido
O último evento do ano 2018 do grupo de fotografia a que pertenço foi a visita a Lyon, com o objectivo de conhecer a cidade e fotografar o Festival das Luzes.
Mas, porquê Lyon?:eek:
Pela proximidade, pela possibilidade de conhecer a 3ª maior cidade de França e ver de perto a Fête des Lumières, a principal festa da cidade.
Conhecida pelo festival das luzes, Lyon é também a sede da Interpol e da Euronews. E é também capital gastronómica e aparenta ser uma cidade com boa qualidade de vida, ideal para se viver.
Situada no centro leste do país, na confluência dos rios Rhone e Saône, fica a escassas 2 horas de voo de Porto!

Muito já foi mostrado neste fantástico report do @Paulo Leite. ;) Vou tentar apenas completar a informação com alguns detalhes. :)

A viagem foi programada com 6 meses de antecedência, por isso conseguimos voos pela Easyjet a menos de 40€ ida e volta.

O alojamento foi mais complicado, pois já nessa altura não era grande a oferta a preços razoáveis e precisávamos de cinco quartos, o que dificultou ainda mais a escolha.
Optamos por reservar um hotel (Première Class) fora do centro, na zona sul de Pierre Bénite, a cerca de meia hora de autocarro do centro (bus nº 15 à porta do hotel).
Foi a opção mais em conta de todas as procuradas, com 3 noites em duplo com pequeno almoço a cerca de 130€/pp. O Hotel era modesto, e o pequeno-almoço fraquinho, mas serviu para dormir e tomar banho. Apesar de pequenos, os quartos eram confortáveis (imenso calor, chagamos a dormir de janela aberta :D ) e a roupa da cama e as toalhas eram limpas. O facto de o hotel não ficar no centro acaba por impossibilitar uma saltada a qualquer hora do dia, para descansar um pouco ou trocar de roupa ou calçado. Foi a primeira vez que me alojei num hotel menos central e confesso que não fiquei fã.

Apesar de haver comboio do aeroporto ao centro da cidade, como o hotel ficava afastado optamos por contratar transfer, que foi reservado através da France Transfers - 32,50€ por pessoa ida e volta, com um serviço pontual em carros confortáveis. Nada a apontar!

Compramos um bilhete integrado de transportes para 48h (11€), que permitiu utilizar todos os transportes disponíveis na cidade - bus, tram, metro e funicular. No dia 8 de Dezembro, por ser o dia principal das festas, a partir das 16h todos os transportes eram gratuitos, mas ainda assim compensou muito a escolha! A cidade tem uma excelente rede de metro e foi muito fácil chegar a todo o lado.
 
Última edição:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
Chegamos numa quinta-feira à noite e começamos cedinho na sexta-feira a explorar a cidade.
Descemos do bus na Place Bellecour, ao lado da roda gigante.
A primeira visão dos Anookis...
Atravessamos o rio Saône pela ponte Bonaparte.
Apanhamos o funicular na direcção St Just e saímos nas Ruínas Romanas, visitando o anfiteatro (como é impressionante a acústica deste local!) e caminhando a pé até à catedral de Notre Dame de Fourvière.
Entramos na catedral que àquela hora da manhã já tinha imensos turistas, e muitos mais chegaram entretanto.
Saímos da catedral e apreciamos a vista do alto sobre a cidade.
Descemos então até à parte velha (Vieux Lyon) e descobrimos os recantos secretos dos traboules (são passagens entre prédios, originalmente usados por fabricantes de seda e outros comerciantes para transportar seus produtos).
 
Última edição:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
Aproveitamos para almoçar pelo caminho e saborear as iguarias locais.
E para deambularmos no meio dos locais e turistas, em ruas plenas de vida e agitação, apreciando as lojas e todos os pormenores arquitectónicos que nos rodeavam.
A velha Lyon, apesar de mesmo velha, é encantadora! Adorei! :)
Depois fomos até à margem do Rio Saône e atravessamos a Passerelle de la Justice.
Voltamos para trás, novamente para a zona da Vieux Lyon e perdemos algum tempo a ver os pormenores do Palácio da Justiça (estava aberto mas não nos foi permitida a entrada para fotografar).
Continuamos em direcção à Catedral St Jean, não sem antes dar de caras com algo estranho... :oops:
(será para iluminar o buraco da fechadura? :eek:)
Na praça St Jean, existe no centro uma imagem de São João Baptista a baptizar Cristo..
Decidimos entrar na catedral.
Tem um relógio astronómico fabuloso e uns vitrais de cortar a respiração....
 
Última edição:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
Continuamos na zona velha da cidade em direcção à Igreja de S. Jorge, e a arte urbana vai surgindo em cada esquina.
Entramos num prédio antigo, daqueles com escadaria em caracol e clarabóia. :D
E prosseguimos..
Chegamos à igreja de S. Jorge e fizemos uma rápida visita ao seu interior.
Depois, atravessamos a Passerelle St Georges e regressamos à Praça Bellecour, onde apanhamos o metro até Perrache (linha vermelha) e daqui o bus 15 até à zona das Confluências.
Fomos visitar o edifício mais espectacular que já vi - o Museu das Confluências! :)
 
Última edição:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
O Museu das Confluências, dedicado às ciências e sociedades humanas, reúne mais de dois milhões de objectos, e é uma obra de arte em vidro e aço! Esteticamente é um assombro! :eek:
Também o seu interior é futurista!
(apeteceu-me metê-lo na mala e trazê-lo para o Porto:rolleyes:)

Tem este nome porque está situado num local onde confluem e se unem os rios Rhone e Saône que dividem a cidade em três, e onde podemos encontrar a famosa ONLYLYON com o símbolo de Lyon.

Nesta zona, e já com o sol a pôr-se, não podíamos deixar (apesar do frio) de ver alguns dos edifícios ícones de Lyon (incluindo o verde, da Euronews) e as duas famosas pontes ali mesmo ao lado - A Raymond Barre e a Mulatière.
 
Última edição:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
Entretanto começou a chover e decidimos ir jantar, a ver se a chuva passava - optamos por um restaurante bem conhecido em Lyon (com um enorme salão para centenas de pessoas), a Brasserie Georges (Brasserie Georges – Fine Food and Beer in Lyon since 1836), famosa pelas suas cervejas (blhaccc:oops:). Mas a carne estava boa! :D
Depois de jantar e já sem pingos, fomos até à Praça Bellecour, o coração da cidade, ver as projecções. Adorei os Anookis! :p
Daqui seguimos para as margens do Rio Saône, para ver as projecções na colina Fourvière.
A projecção completa!
Daqui ainda demos um salto à Praça des Celestins, onde as projecções tinham lugar na fachada do Teatro.
E acabamos a noite na Praça des Jacobins (não coloco a gravação porque ficou sem som :()
Chegamos ao final do dia estafados! :rolleyes:
Apanhamos o metro em direcção a Perrache (linha vermelha) e aí o bus 15 para o hotel.
 
Última edição:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
No dia seguinte (sábado, o dia principal das festas) amanheceu muito cinzento e o primeiro destino foi a Croix Rousse. Esta zona de Lyon é conhecida pelos vários murais e pinturas em edifícios.
Saímos do bus na Praça Bellecour e aí apanhamos o metro até à estação Henon (linha laranja).
Poucos metros após a saída da estação, demos logo de frente com o Mural des Canuts, o mais famoso de Lyon, colocado numa enorme fachada de um prédio.

Regressamos à estação e apanhamos o metro até à estação Croix Rousse, onde saímos para ir conhecer um outro traboule, o Cour des Voraces.
(pormenores das caixas de correio no piso subterrâneo do Cour des Voraces)

Esta zona constitui uma parte alta da cidade, pelo que daqui fomos descendo até chegarmos às Escaliers Colorés.
Depois de algumas paragens para fotos e alguma chuva depois, chegamos ao último mural (La Fresque des Lyonnais), já bem perto do rio Saône.
 
Última edição:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
Daqui demos um salto à Praça des Terreaux, com os seus belos edifícios - o Hotel de Ville e o Museu das Belas Artes (onde visitamos os jardins, cheios de estátuas) - e a famosa fonte Bartholdi.
Apesar da praça estar em obras, as inovações eram visíveis...:rolleyes:
Fomos almoçar ao Mc Donald´s :oops: e vimos passar a manif dos coletes amarelos, com a qual nos cruzaríamos mais tarde...
Já com o estômago forrado (quer dizer....:confused:), saímos em direcção à Ópera e daí à Praça des Jacobins.

Prosseguimos até ao Centro Comercial Grand Hotel Dieu, em cuja saída encontramos novamente a manifestação, ainda pacífica (embora muitas lojas estivessem já a fechar, à cautela, não fosse o diabo tecê-las....).

Para evitar "contacto" com pouco mais de uma centena de manifestantes, fomos até à Praça des Celestins.
O objectivo era ver o parque de estacionamento subterrâneo, conhecido por telescópio misterioso, dada a sua configuração e materiais utilizados. É um parque em espiral, em cujo centro se encontram vários espelhos que dão um efeito caleidoscópico do local (esse é o motivo pelo qual duas fotos tiradas do mesmo sítio ficam com aspecto diferente).
 
Última edição:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
Regressamos então à Praça Bellecour para apanhar o metro em direcção a Part-Dieu, que fica já do outro lado da cidade, após atravessar o rio Rhone.
Foi então que ouvimos burburinho, fumos e morteiros a rebentar, e um enorme contingente policial a chegar e a correr desenfreadamente na direcção dos manifestantes, que estariam a pouco mais de 300 metros da praça!
Prontamente entramos no metro, por cá não gostamos de confusões!:oops:
Seguimos na linha verde em direcção a Saxe-Gambetta, e aqui apanhamos a linha azul até Part-Dieu.
Da estação sai-se directamente para um centro comercial, que àquela hora da tarde estava repleto! Ainda nos queixamos.... :(
Saímos e dirigimos-nos ao hotel Radisson Blue (sim, era aqui que nos devíamos ter alojado:rolleyes:), na Torre Part-Dieu, e subimos ao 32º andar, onde existe um bar panorâmico, para fotografar o interior do edifício.

Nas traseiras do hotel, ainda conseguimos fotografar o Auditorium de Lyon, local de vários espectáculos.

Regressamos à estação Part-Dieu para apanhar o bus em direcção ao Parc Tête D´Or, onde vimos talvez as melhores projecções de todo o festival!
Voltamos ao centro a pé, pela marginal do rio Rhone. Após o jantar, tentamos ver as projecções nas arcadas do jardim do Museu das Belas Artes, mas como era a principal noite das festas, foi completamente impossível aceder ao local. Aliás, momentos houve em que não se conseguia andar na rua, tal o ajuntamento de pessoas. Era um autêntico S. João, com o povo todo na rua:mad:, e já cansados de tanto andar, acabamos por rumar ao hotel.
 
Última edição:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
No último dia, o voo estava agendado para a parte da tarde, pelo que decidimos não ir para a cidade (o título de transporte também já não tinha validade), e fomos fotografar o Aeroporto Saint-Exupéry, uma obra de arte de Santiago Calatrava.
Já tínhamos visto fotos do interior da gare e do edifício por fora, mas ao vivo é outra história! :D
Entramos pela zona do chekin e fomos pelo interior do aeroporto até à zona da gare do comboio.
O átrio é imponente, todo envidraçado, e com uma amplitude extraordinária.
Descemos as escadas rolantes em direcção às zonas de passagem dos comboios.
Depois, a perspectiva do exterior é fabulosa!:cool:
E foi com esta maravilhosa vista que nos despedimos de Lyon!
Vale pela cidade em si, vale pelo aeroporto! O Festival das Luzes é mais um bónus e um pretexto para conhecer uma cidade que ainda não está nos roteiros mais conhecidos e recomendados!
Por mim, recomendo a visita! :)
 
Última edição:

Antonia.M.S.

Membro Conhecido
Que report fantástico! :eek:A nossa @Cristina Sousa não brinca em serviço e nunca deixa os créditos fotográficos em mãos alheias!! :rolleyes::D;)
As fotos estão lindas, como sempre, e é bom perceber que quase “ali ao lado” há lugares encantadores para descobrir. A cidade é muito bonita!
Obrigada pela excelente partilha.:)
 

Ricardo_7

Membro Conhecido
Olá Cris,

Muito obrigado por mais uma fantástica partilha :D
Sem dúvida um local muito fotogénico que merece ser conhecido e nada melhor que apanhar muita informação que por aqui dizes :)

Boas viagens ;)
 

rmonteiro

Membro Conhecido
Como sempre, os teus reports é com cada foto de encher o olho :eek::)
Uma cidade menos visitada mas por vezes são nestas cidades que vemos uma beleza mais genuína e uma cultura própria
Obrigado pela partilha, sempre um prazer ler os teus reports.
 

Paulo Leite

Coordenador
Staff
Hello!!!

Não vou ver o report, porque:

1º já é do ano passado ... (ATRASO de quase 2 meses a fazer 1 report)
2º se tivesse vinda mais cedo.. evitava fazer o meu...
3º quem por acaso for ler o meu... venha a este ler as legendas e tirar duvidas que a Cris , responde...
4º Parabéns pelo Report :p (mas continuo chateado pois evitava de fazer o meu)

Vou cuscar melhor as fotos :p
 

PauloNev

Moderador Sénior
Staff
Muito obrigado pela partilha.
Mais um report carregado de belas fotos como habitual.
Realmente já vem um ano atrasado o_O
Boas viagens ;)
 
Top