[Report] Boas "Dicas" para Férias Inesquecíveis em Porto Seguro e Região - Conclusão

Tópico em 'Reports de Brasil' iniciado por Carol Moretti a 17 Jan 2007.

  1. Carol Moretti

    Carol Moretti Membro Novo

    4
    0
    0
    Boas "Dicas" para Férias Inesquecíveis em Porto Seguro e Região - Conclusão

    PASSEIO de ESCUNA para COROA ALTA ( sai de Santa Cruz Cabralia)
    Do Cais das Escunas sai diariamente às 10 da manhã o passeio de escuna mais bonito e completo que vocês poderão fazer na "Costa": para COROA ALTA, um Parque Marinho c/ piscinas naturais e uma "coroa" de corais que forma uma ilha, destacada durante a maré baixa.

    Uma dica: se você não alugar carro faça este passeio usando os ônibus regulares que fazem a linha Porto Seguro/Cabralia e v.v., do tipo "circular". Cada trecho custa R$ 2,50 (aprox. 1 euro) e a maioria deles tem ar-condicionado e andam pouco lotados.

    Este passeio custa apenas 16 reais (se vocês comprarem os ingressos diretamente nos guichês das Empresas que mantém Pontos de Venda na praça do Cais das Escunas - caso contrário as Operadoras vendem ele a 66 reais!!!) e mais 5 ref. taxa embarque/preservação ambiental. Sai todos os dias às 10 da manhã, retornando por volta das 15h30, fazendo navegação rio acima até à Ilha do Sol (o paraíso dos Doces) e depois até um Manguezal onde quase todos decidem participam de um divertido "banho medicinal" (na lama do Mangue), prosseguindo então para o Parque Marinho, onde dão uns 45 minutos livres para snorkel, banho de mar ou de sol, fotos, etc.

    Outra dica: Tem uns garotos que filmam todo o passeio, e depois vendem o DVD por 45/50 reais, um preço bastante justo (aprox. 17/18 euros). É uma ótima recordação porque tem duração de 1 hora, sendo 2/3 dedicados a Porto Seguro, Arraial, Trancoso, Coroa Vermelha e Santa Cruz Cabralia e o resto ao próprio passeio, desde o momento do embarque até ao desembarque. Portanto... sorria e não esqueça de usar um protetor solar mais forte, porque lá é "sol de mar aberto"...

    Após a saída, a escuna segue para o atracadouro do vilarejo de Sto André, no outro lado do rio, para o almoço. Lá as empresas que fazem este passeio trabalham exclusivamente com s/ restaurantes, oferecendo um almoço-buffet c/ preço fixo em torno de 22/24 reais p/ pessoa.
    obs: muita gente aproveita aquela parada para passear pela praia de Sto André, retornando em seguida para Cabralia com a escuna, que deixa todo o mundo no mesmo Cais onde ficaram os carros, seguindo então de lá, de carro, para almoçarem em outros lugares, fazendo um econômico "almoço-jantar"...

    Não deixe de conhecer em Cabralia:
    - o centro histórico e a bela vista para o lado norte da baía Cabralia

    - a exposição-permanente de Mapas e Cartas Náuticas (um deles tem a Rota de Cabral) que se encontram no Arquivo Público Municipal, o prêdio que outrora abrigou a 1ª Intendência do Brasil na antiga Casa de Câmara e Cadeia da Vila de Santa Cruz

    - a vista maravilhosa que temos do alto do Mirante Panorâmico de Coroa Alta (ao lado do morro do Centro Histórico), de onde conseguimos tirar belíssimas fotografias

    - a Praça do Coração (na entrada da cidade) onde se encontra a Cruz da 2ª Missa, a "Missa de Posse"

    - a praia dos Lençóis e o rio Mutari (onde Cabral reabasteceu sua Frota)

    - o restaurante "Tropical", uma das melhores opções de alimentação econômica com qualidade da Costa do Descobrimento, com um belo cardápio e maravilhosa localização no Mirante Panorâmico

    É no "Tropical" que eu, m/ família e m/ amigos vamos com mais freqüência para nos deliciarmos com "o melhor peixe da região": o Filé de "Não Digo" Assado ("Não Digo" porque "Seu" José, o carismático proprietário, sempre se recusou a identificar este peixe delicioso, carnudo e branquinho...).

    Além disto, eles têm 3 Entradas que por si só já justificariam a visita: o maravilhoso "Escondidinho de Lagosta", as deliciosas "Casquinhas de Siri-Mole" e o gostoso "Petisco do Sertanejo": o Queijo do Sertão (assado levemente na chapa) c/ Mel da Cana-de-Açucar. Eu e m/ marido não resistimos ao contraste do agri-dôce, e sempre acabamos repetindo esta entradinha...

    Peço me desculpem por ter alongado os comentários sobre o Tropical mas, acreditem, só o fiz porque é um lugar realmente muito especial (m/ filhos nos cobram idas e mais idas até lá só p/ conta do "Spaghetti com Frutos do Mar" e das deliciosas sobremesas caseiras como o "Quindim do Céu", o "Pavê de Cacau" e a "Torta de Maçã à Alentejana". Garanto a vocês: vale a pena agendarem um encontro com um almoço especial, certamente inesquecível.

    Sto André
    Este Distrito de Cabralia vocês irão conhecer durante o Passeio de Escuna, oportunidade em que poderão avaliar se valerá ou não uma nova visita, mais demorada.

    Sto Antônio e a maior estátua do mundo de Santo Antônio
    12 km depois de Sto André fica o povoado de Sto Antônio (não tem restaurantes mas tem praias bastante primitivas, de águas rasas). Próximo à foz do rio Sto Antônio fica a Fazenda do Santuário. No alto da colina está a "maior estátua do mundo" de SANTO ANTÕNIO, e ao lado a interessante Capelinha de Santo Antônio que não tem ângulos retos (é toda em curvas). O ingresso não é barato (5 reais) mas vale a pena até porque a vista lá de cima é muito bonita, proporcionando belas fotografias.

    O "Prefeito Bahiano" e a Fazenda Santuário
    O proprietário da Fazenda Santuário é o atual prefeito da cidade de Santa Cruz Cabralia (ex-prefeito de Porto Seguro por 2 vezes), extremo devoto deste Santo: o tão corpulento quanto simpático "Prefeito Bahiano", como é popularmente chamado. Com sorte vocês conhecerão esta "figura" maravilhosa, porque logo ao lado da Estátua e da Capela fica a Casa-Sede da sua gigantesca Fazenda (tem a maior criação de cavalos de raça do Sul da Bahia), que abriga sua imensa residência, toda avarandada e com vista para o rio Sto Antônio e para o pequenino povoado de Sto Antônio.

    Belmonte (seu nome é uma homenagem à terra-natal de Cabral)
    Fica na foz do rio Jequitinhonha, 50 km ao norte de Santa Cruz Cabralia, seguindo p/ mesma "Rodovia do Descobrimento". É o 3º dos municípios da Costa do Descobrimento, o menos privilegiado de todos, mas que ainda mantém muitas casas (em bom estado de conservação) da época áurea do Cacau, a maior riqueza do sul da Bahia até poucas décadas atrás.

    Destaques: o belo prédio da Prefeitura (pintado de um "Verde-Abacate" tão medonho... que vocês não irão esquecer o resto da vida!!!...), o belíssimo Chafariz do Coronel, feito na Escócia em ferro forjado e com projeto do celebrado arquiteto francês Gustave Eiffel e, finalmente, o Guaiamúm, "ex-libris" da cidade (será que não tinham nada melhor para usarem como "cartão de visita" da cidade???)

    O guiamúm é o caranguejo-azul dos Manguezais sendo muito apreciado pela população nativa. Pessoalmente acho horrível, insonso (eca...). Prefiro uma bela Moqueca (um tipo de Ensopado c/ Azeite de Dendê e Leite de Coco) feita com Pitú, o camarão grande de água doce, que é muito mais carnudo e saboroso que o similar de água salgada e que ninguém mais vê de perto porque as empresas que o pescam mandam tudo para Exportação!!!

    Dica: desfrute esta "Moqueca de Pitú" nos restaurantes "A Adega" ou "do Pedro", que é servida por ambos com muito capricho e qualidade. Não é um prato barato, reconheço, mas que é saboroso demais... é.

    O que vocês devem evitar quando estiverem por aqui:

    - voltar a pé tarde da noite para as pousadas ou hotéis (usem um taxi)

    - comprar passeios das Operadoras e Agências

    - comprar passeios de vendedores ambulantes (normalmente são vendidos mais caros e vocês só descobrem isso mais tarde...)

    - os lugares "da moda" (onde os guias dizem que "todo o mundo vai") - dificilmente alguma coisa mais "comercial" será realmente boa e barata...

    - as travessias de balsa entre Porto Seguro e Arraial e v.v. (melhor escolherem em qual lado do rio vocês pretendem passar mais tempo; assim terão menos aborrecimentos com as filas intermináveis...)

    - os ambientes e lugares pouco ventilados, mais fechados (os mosquitos adoram fazer banquete em nossas pernas... sendo tão sutis, que só percebemos o "estrago" depois que eles já nos "almoçaram"). E mosquitos (ou "pernilongos" como são chamados por aqui) existem em toda a Costa do Brasil, em maior quantidade onde a Mata Atlântica for mais exuberante, claro, como acontece em Arraial e Trancoso.

    - dar atenção aos chatos e pegajosos "vendedores de tudo", que são figurinhas obrigatórias da Passarela do Álcool e das praias mais movimentadas (Taípe, Mundaí, Taperapuã, Mutá e Coroa Vermelha). São terríveis, porque insistem até vocês se aborrecerem, querendo "impingir-lhes" de tudo... um muito: passeios, luaus, shows, casas noturnas, restaurantes, pizzarias, tatuagens temporárias ou definitivas, capetas (a bebida da cidade de Porto seguro feita normalmente com pouquíssima higiene), buggies e motos de aluguel, brincos e colares, camisetas, redes de descanso, quadros, artesanato variado, bonequinhos e bonequinhas de pano, madeira ou corda, etc, etc, etc...

    - não "revidar" ("contestar") aos policiais da cidade (muitos deles, especialmente os que fazem o policiamento ostensivo em motos, são bem grosseiros, todo o mundo sabe... e não têm muita instrução ou paciência... me entenderam, certo?)

    Por razões óbvias não poderia usar o m/ próprio nome, até porque trabalho em um Hotel (que não inclui nas recomendações apenas por ser do tipo "Resort", com programas do tipo "packages all included") e porque ao sugerir tudo o que indiquei aqui a vocês, sei que irei deixar muita gente aborrecida por não ter sido incluída nesta lista de sugestões.

    Entretanto procurei ser sensata e justa, levando até vocês dicas corretas (não "comerciais", interesseiras...) daquilo que acho que Porto Seguro tem de MELHOR para quem vem passar suas férias na Costa do Descobrimento.

    Um abraço e BOAS Férias !