Novidades

[Report] Basileia numa tarde (cinzenta)

Cristina Sousa

Membro Conhecido
O passeio fotográfico de Maio à Alsácia, cuja história já AQUI foi contada, terminou em Basileia, a terceira maior cidade da Suíça a seguir a Zurique e Genebra.
Ao Euro Airport chegamos, daqui partimos em direcção ao Porto - esta aeroporto dista uns escassos 6 kms de Basileia.
O tempo disponível em Basel não era muito, pois vínhamos de uma manhã/início de tarde passada na Floresta Negra, com tempo cinzento e morrinhento (sim, eu sei, ainda falta contar essa parte :confused:).
O objectivo era dar uma volta pela cidade e ver os principais pontos turísticos, fotografando o que houvesse pelo caminho. À excepção de um local, que ia previamente "marcado" como sendo obrigatório. Estacionamos os carros num parque na zona mais moderna da cidade (norte), mesmo ao lado da Messe.
A chamada Messe Basel (Baselworld)
Um moderno centro de exposições, com vários edifícios de estilo moderno, uns altos, outros mais baixos e um com um "buraco" no exterior, com vista para o céu. :p
O edifício da Messe Basel foi desenhado por Herzog & de Meuron, e é um arrojado projecto de arquitectura moderna.
Para quem gosta de fotografia, foi muito bom passar ali largos minutos de cabeça no ar..
Depois foi percorrer uma longa avenida (Clarastrasse) com várias lojas, muitas das quais de duvidosa qualidade, com bancas, cabides e cestos no exterior, com roupa e/ou sapatos, quase tipo feira. Foi o meu primeiro impacto com a realidade de Basileia, cidade que associava ao luxo relojoeiro e às lojas de marca! Afinal, também me deparei com muitas "lojas dos trezentos"!! Fiquei chocada! o_O A cidade natal do meu ídolo Federer não é afinal o supra sumo do luxo.:oops:
O vento era forte e as nuvens acompanharam toda a visita, mas o seu efeito fazia-se sentir com mais intensidade junto ao rio Reno!
A travessia da Ponte Mittlere (Mittlere Brucke), que é a mais conhecida das 14 pontes que atravessam o Reno e também a mais antiga - data de 1226, é demorada, pois no centro não podia deixar de ver os famosos cadeados. Já são um ex-líbris em qualquer ponte que se preze por esse mundo fora, e Basileia não é excepção. Novidade foi a forma e o local onde são colocados - nas grades duma "capela/santuário" no meio da ponte! :D
O outro lado (sul) é a zona mais histórica de Basileia e onde se concentram quer os monumentos mais conhecidos, quer a maior parte dos museus da cidade.
É claro que não íamos visitar nenhum, mas fica a dica. Basileia é conhecida por ser uma cidade de museus. Mas, uma tarde não dá para muita coisa e não podíamos descuidar-nos com as horas, pois ainda tínhamos de entregar as viaturas no aeroporto.
Seguimos em direcção à zona histórica, Marktplatz, e aproveitei para comprar o íman da praxe - talvez o mais pequeno e mais o caro da minha colecção (5€, não tinha francos suíços, mas aceitaram euros). :mad:
A próxima paragem foi para apreciar o belo edifício da
Rathaus (prefeitura/câmara municipal), um edifício em arenito vermelho. A torre não fazia parte do edifício original, foi acrescentada nos finais do séc. XIX.
A praça alberga inúmeras construções com fachadas trabalhadas, e é bem servida por transportes públicos - o eléctrico parece ser um dos transportes preferidos na cidade, está por todo o lado.
Daqui entramos na Freie Str, que é a rua comercial mais movimentada da "baixa" de Basileia, uma espécie de Santa Catarina lá do sítio... :rolleyes:
É claro que esta é a rua que eu esperava ver em Basileia....
:D :D (lindos e caros..)
Seguimos em direcção à Basel Minster (Catedral de Basileia), um dos principais marcos históricos e uma das atracções da cidade.

Também em arenito vermelho, azulejos coloridos e duas torres, foi originalmente uma catedral gótica e hoje em dia é uma igreja protestante.
Fica num local alto de Basileia e numa ampla praça onde existem também alguns museus.
 
Última edição por um moderador:

Cristina Sousa

Membro Conhecido
Daqui começamos a descer em direcção ao Reno, percorrendo calmamente as ruas históricas, onde prédios com belas fachadas e lojas pitorescas vão aparecendo pelo caminho.
(um sinal, no mínimo, enigmático :D)
Passamos pela Martinskirchplatz, uma bonita praça com fantásticos edifícios e onde fica a igreja de St Martin.
Na praça podemos também ver uma fonte octogonal, onde dizem estar representado Sevogel Brunnen, um guerreiro famoso, que se encontra em cima de uma coluna com uma alabarda (arma antiga com uma longa hasta, rematada com uma peça pontiaguda) na mão.
A vista rio...
Continuamos a admirar a arte que nos aparecia pelo caminho.
E algumas lojas especializadas.... :rolleyes:
Até que chegamos novamente ao rio.
Atravessamos novamente a ponte e deambulamos por algumas ruas mais interiores, com recantos bem interessantes.
Já na margem norte, deparamo-nos com a maqueta da cidade.
E ainda junto ao rio, mais alguns pormenores...
(porta de um wc masculino, em pleno passeio da marginal :D )
Mas como já iam sendo horas, tratamos de regressar à base, percorrendo novamente a longa avenida até à Messe.
Aqui chegados, foi altura de nos despedirmos de uma cidade que, apesar de não deslumbrar (nem de perto nem de longe), é interessante para uma rápida visita.
Como era final da tarde, apanhamos muito transito em direcção ao aeroporto que, apesar de ficar a escassos quilómetros, requer muita atenção no caminho, principalmente para quem pretende entrar pelo lado francês - é necessário passar a "fronteira" e é recomendável o uso de GPS para evitar enganos. Isto porque se entrarem no Euroairport pelo lado suíço não conseguem aceder ao lado francês, sendo necessário sair do aeroporto, vir à estrada e passar a tal fronteira.
Uma última nota que me parece importante: com o comprovativo de uma reserva em hotel, o transporte aeroporto-centro da cidade é gratuito. Os hotéis também facultam passes para os turistas utilizarem nos transportes públicos, gratuitamente, pelo nº de dias/noites da reserva. Tendo em conta que a Suiça é um país caro, este sistema é uma preciosa ajuda. :)
E assim terminou mais um passeio por uma cidade europeia. Espero que tenham gostado. :cool:
 

rmonteiro

Membro Conhecido
Mais umas excelentes fotos e uma amostra de como passar uma tarde numa cidade !
Obrigado pela partilha e como já tinha dito, venham mais passeios desses para nos deslumbrares com as fotos ;)
 

sicpaiva

Membro Conhecido
Nunca desiludem os teus reports @Cristina Sousa. Boa descrição, fotos ainda melhores. ;)

Agora faxavor de lançar o que está em falta sobre a Floresta Negra. No dia 30 estou de saída para fazer um roteiro +/- parecido com o teu. Mas com mercados de Natal à mistura. :rolleyes:
 

d3ci0

Membro Conhecido
Obrigado pela partilha!
Conheci algumas cidades a Suiça, mas ainda não tive o prazer de visitar Basileia, gostava muito de conhecer.
Excelentes fotos!
 

Antonia.M.S.

Membro Conhecido
@Cristina Sousa, as fotos estão...como sempre :eek::eek::D
Basileia, pelo que nos mostras, merece bem a visita. Gostei especialmente de alguns pormenores. E a arquitetura, lá mais para norte, seja pela diferença ou pelo colorido, encanta sempre!
Obrigada pela partilha, pelas fotos lindas, sempre irrepreensíveis. Não conheço a Suíça mas aquelas montanhas há muito que me chamam. ;):)
 

PauloNev

Moderador Sénior
Staff
Muito obrigado pela partilha.
Mais um passeio ilustrado com belas fotos.
Boas viagens ;)
 
Top