[Report] Austrália e Nova Zelândia

Hintry

Membro
Para lua-de-mel o destino foi das decisões mais fáceis no que à organização de um casamento diz respeito. A oportunidade de juntar licença de casamento e uns dias de férias permitia fazer esta viagem que de outra forma seria quase impossível. Acresce que o tipo de paisagem e atividades possíveis de visitar na Austrália/NZ é tão variável que quanto mais pesquisava mais sentido fazia para nós. Destinos típicos de praia não são a nossa “praia”.

Inicialmente ainda pedi alguns orçamentos a agências, mas tal como em viagens anteriores, concluí que com algum (muito) trabalho de pesquisa conseguíamos por preços mais em conta e uma viagem mais ao nosso modo.

Conclusão o roteiro foi: Melbourne; Cairns; Ayers Rock; Sydney; Queenstown; Auckland;

Distribuição por tempo (de salientar que somos pessoas de caminhar bastante, relativamente rápido, mas disfrutando dos ambientes; geralmente não visitamos muitos museus, apenas os clássicos/mais conhecidos.

1 (28Maio): Porto 6:40 –> Londres 8:50 12:35 Londres ->HK
2 (29Maio): 7:20 HK; HK 10:40-> Melbourne Melbourne (21:55)
3 (30 Maio) Melbourne
4 (31 Maio) Great Ocean Road
5 (1 Junho) 10:50 Melbourne -> 14:15 Cairns – Port Douglas
6 (2 Junho) Grande Barreira de Coral
7 (3 Junho)
Port Douglas
8 (4 Junho) 6:45 Cairns -> 9:10 Ayers Rock; início tour Ayers Rock
9 (5 Junho) Ayers Rock
10 (6 Junho) Ayers Rock - Alice Spring
11 (7 Junho) A13:00 Alice Spring -> 16:15 Sidney
12 (8 Junho) Sidney
13 (9 Junho) Sidney
14 (10 Junho) 9:40 Sidney ->14:40 Queenstown
15 (11 Junho) Tour Milford sound
16 (12 Junho) 10:55 Queenstown -> 12:45 Auckland
17 (13 Junho) 8:00 Tour Hobbit e Waitomo Caves
18 (14 Junho) Auckland; Auckland 16:30 - HK 23:55 HK / 00:55HK-Londres
19 (15 Junho) chegada às 6:40 Londres; saída para o Porto às 20:50

Dias 1 e 2 : Portugal – Londres - Melbourne
Transfer para o hotel com a Skybus
Chegada à segunda cidade mais importante da Austrália e capital do desporto e da cultura. Famosa pela sua mistura de arquitetura vitoriana e contemporânea, a sua extensa rede de elétricos, jardins e parques vitorianos, bem como a sua vasta e multicultural sociedade.
Alojamento: Apartments Of Melbourne Northbank - Flinders St

Dia 3: Melbourne
Pela manhã e tarde passeio a pé pela cidade, ao final da tarde utilizámos o elétrico que circula de forma gratuita pelo centro da cidade, e fomos até à zona do porto.
upload_2018-7-13_23-20-12.png

upload_2018-7-13_23-23-48.png

upload_2018-7-13_23-22-19.png


Dia 4: Melbourne
Carro alugado pela Hertz de Melbourne, com a vantagem de o poder entregar fora do horário de funcionamento do balcão.
Com algum receio da condução (à esquerda, com volante à direita) seguimos viagem. Sem incidentes nem acidentes fizemos a Grande Estrada dos Oceanos (Great Ocean Road) de Torquay a Port Campbel,

Parámos em “Bells Beach”, Almoçamos em Lorne. Quando retomámos o caminho, a surpresa negativa do dia, a estrada estava fechada para obras pelo que tivemos de fazer um desvio pela floresta (cerca de 150km...). Parámos depois em Apollo Bay. Continuação até aos “Doze Apóstolos”, Port Campbell e depois regressámos.

upload_2018-7-13_23-22-30.png


upload_2018-7-13_23-23-35.png


upload_2018-7-13_23-23-25.png


Dia 5: Melbourne - Cairns

Transfer para o Aeroporto via Skybus
Chegada a Cairns, a cidade mais importante do norte tropical de Queensland. Considerada um dos destinos preferidos para a prática do mergulho e snorkeling, em grande parte devido à Grande Barreira de Coral, o único organismo vivo que pode ser visto do espaço.
Transfer para o hotel programado pelo hotel, By The sea Portdouglas.

upload_2018-7-13_23-28-43.png


Dia 6: Port Douglas

Excursão à Grande barreira de Coral com a Wavelength: Aquela entrada no mar causa mesmo náuseas, portanto é aconselhável tomar os comprimidos (eles disponibilizam lá, mas se quiserem levar um equivalente de Portugal é o Nausefe).

Foi a nossa primeira vez a fazer snorkeling e gostámos bastante. Via-se bastante bem o fundo, vimos 2 tartarugas, imensos peixinhos, peixes-palhaço.... A equipa é bastante simpática e prestável no apoio e tem sempre disponível chá, bolo, fruta e o almoço.

Dia 7: Port Douglas
Como tínhamos toda a programação de 3 semanas sem dias livres decidimos abdicar de visitar a floresta de Daintree para ficar por Port Douglas. Descansámos, visitámos o mercado semanal (domingo) e caminhámos à beira-mar.

upload_2018-7-13_23-28-53.png
 
Última edição por um moderador:

Hintry

Membro
Dia 8: Cairns - Ayers Rock
Ayers Rock, o coração e lugar sagrado das culturas nativas australianas.
Tinhamos feito reserva com a Wayoutback Tour para um tour de 3 dias/2 noites. A verdadeira aventura de toda a viagem...
À hora marcada chegaram e seguimos viagem. Eramos cerca de 15 pessoas (maioria jovens)
Dirigimo-nos ao Parque Nacional Uluṟu-Kata Tjuṯa, caminhámos pela base de Uluru e visitámos o centro cultural. Depois observámos o pôr-do-sol e montámos acampamento num acampamento privado (onde várias empresas de tours têm os seus espaços já estabelecidos. Fizemos o jantar (grelhadores elétricos) e dormimos nos nossos sacos-cama e swag que eles disponibilizavam. Estava frio (~2ºC) mas com os devidos agasalhos suportou-se.

upload_2018-7-13_23-30-43.png



upload_2018-7-13_23-30-50.png



upload_2018-7-13_23-30-58.png

Dia 9: Ayers Rock

Começar a manhã pelas 5h para observar o nascer do sol do deserto e depois viagem de carro para Kata Tjuta. Continuação até às 36 “cúpulas rochosas” de Kata Tjuta, uma maravilha geológica envolta em misticismo.
No caminho para o desfiladeiro de Walpa Gorge, vista panorâmica do lado sul de Kata Tjuta. Ouvimos o assobio do vento que dá nome ao desfiladeiro (Walpa significa assobio no idioma aborígene), e cainhámos pelas formações rochosas. Pausa para o almoço no campismo onde tínhamos dormido e depois deixámos o Parque Nacional Uluṟu-Kata Tjuṯa para nos dirigirmos a Kings Canyon. Noite novamente em campismo. Jantar confecionado nas brasas da lareira acendida por nós, com lenha apanhada e cortada por nós no caminho até Kings Canyon

upload_2018-7-13_23-31-16.png


upload_2018-7-13_23-31-23.png

upload_2018-7-13_23-31-53.png

Dia 10: Ayers rock – Alice Springs

Último dia do tour no Parque Nacional Watarrka, lar de Kings Canyon. Caminhada de cerca de 7km ao longo do canion, e visita também à Cidade Perdida e Jardim do Éden. Almoço no campismo e continuação de viagem até Alice Spring. Paragem num parque com vários animais (cangurus, Emus, camelos). À noite jantar de grupo num restaurante de Alice Spring.
upload_2018-7-13_23-35-2.png

upload_2018-7-13_23-35-59.png

upload_2018-7-13_23-35-35.png

Alojamento no Diplomat Motel

Dia 11: Alice Springs - Sidney
De manhã caminhada rápida pelo centro de Alice Spring, almoço e transfer para o Aeroporto.
Chegada a Sidney. Transfer para o hotel – Liv Apartments Haymarket, com a uber.

Dia 12: Sidney


Como ameaçava chover no 2º dia que tínhamos dedicado a Sidney, decidimos fazer um passeio panorâmico no primeiro dia e deixar alguns museus para visitar no segundo dia.

Assim, no primeiro dia descemos pela Elizabeth st, andámos pelo Jardim Botânico, almoçamos num centro comercial e depois fomos caminhar por the Rocks.

Ao final da tarde visitámos a Opera House (online há desconto de 20%).

Tivemos a sorte de ver as atividades do Vivid 2018, em que a partir das 18h vários edifícios das áreas mais centrais apresentavam luzes e decorações com luzes. Espetacular!!

upload_2018-7-13_23-36-9.png


upload_2018-7-13_23-37-10.png



upload_2018-7-13_23-36-25.png


upload_2018-7-13_23-36-30.png


upload_2018-7-13_23-36-36.png



Dia 13: Sidney

Como estava a chover aproveitámos para visitar o World Press photo, a Art Gallery de Sydney e o Museu marítimo (todos de entrada gratuita).
 

Hintry

Membro
Dia 14 / 10 Junho: Sidney – Queenstown

Viagem para Queenstown. Primeiro imprevisto... desvio do voo para Christchurch por problemas técnicos (?) após pausa de cerca de 1h30, viagem para Queenstown.

Com isso o tempo que tínhamos previsto dedicar à cidade desapareceu. Visitámos a cidade à noite, vimos o lago e o centro, bem catita cheio de luzinhas que faziam lembrar iluminações de Natal.

Transfer para o HOTEL (Copthorne Hotel and Resort Queenstown Lakefront) com Supershuttle


Dia 15: Milfourd Sound

Viagem inesquecível ao Milford Sound. Partida: de Queenstown diariamente às 8:00 no inverno (maio-setembro). Fiz a reserva no site Bookme New Zealand - deals and discounts on attractions, tours and activities onde encontrei uma promoção com a companhia Jucy (a que já estava a pensar reservar!!). Fomos num autocarro com vidro panorâmico mas, sinceramente, não lhe achei grande utilidade. Optámos por incluir almoço (havia umas 5 opções, todas de comida tipo sandwich/tarte/pita). O percurso é longo mas vamos parando em vários pontos de interesse para pequenas caminhas e fotografias. Ao chegar em Milford Sound, embarcamos no catamaran e foi lá o almoço.
Vimos as focas (mas não os golfinhos )
upload_2018-7-13_23-45-6.png

upload_2018-7-13_23-44-20.png


upload_2018-7-13_23-44-26.png


upload_2018-7-13_23-44-32.png


upload_2018-7-13_23-45-24.png


upload_2018-7-13_23-45-45.png








Dia 16: Queenstown – Auckland

Transfer para o HOTEL com a skybus (Waldorf stadium apartments)

Passeámos pela cidade. Trata-se de uma cidade moderna, com uma avenida principal bastante comercial (incluindo lojas de alta costura), zona portuária e alguns parques. Na verdade não ficámos fascinados com Auckland e achámos que uma tarde foi o suficiente para a percorrer.


Albert Park;
upload_2018-7-13_23-45-59.png




Dia 17: Auckland, Hobbiton, Waitomo Caves

Duas das atrações mais populares da Nova Zelândia podem ser encontradas na Ilha Central do Norte: o Hobbiton Movie Set e as incríveis Caves Waitomo.

Comprámos este tour pela InterCity® | Bus Tickets From $1 | NZ’s National Network (foi dos melhoras relações preço/visitas incluídas que encontrei). À chegada ao ponto de partida verificámos que íamos fazer a visita com a Gray Line Tours (penso ser uma parceria que têm).

O nosso guia era 5*, como condutor impecável, e foi viagem de ida sempre a falar sobre a Nova Zelândia (história, desenvolvimento, ambiente, plantas, animais....) um conhecedor e admirador nato do próprio país

Chegada e visita guiada ao Hobbiton Movie Set onde nos contam "segredos" e curiosidades das filmagens por trás dos bastidores. Almoçar no Green Dragon Inn (incluído na excursão) - almoço tipo buffet com várias (e muito boas) opções.

Após o almoço seguimos viagem para Waitomo para visitar as Waitomo Glowworm Caves - túneis subterrâneos e vastas cavernas feitas de incríveis formações de calcário. e passeio de barco subterrâneo pela Gruta do Pirilampo enquanto as pequenas larvas brilham.
upload_2018-7-13_23-46-25.png

upload_2018-7-13_23-46-10.png

upload_2018-7-13_23-46-17.png


upload_2018-7-13_23-47-13.png


upload_2018-7-13_23-47-20.png

upload_2018-7-13_23-47-26.png




Das Waitomo Caves não temos grandes fotos porque não são permitidas (o barulho e as luzes fazem com que as larvas se apaguem!!!)


Dia 18: Auckland – HK

Dia 19: HK - Londres

Visita rápida a Londres
upload_2018-7-13_23-47-35.png


upload_2018-7-13_23-48-8.png
 
Última edição por um moderador:

rum

Moderador
Staff
@Hintry que viagem para lua de mel e para te estreares com um report. Obrigado pela partilha.
 
Última edição:

Ricardo_7

Membro Conhecido
Olá,

Muito obrigado pela partilha :D Um report recheado de fotos, como se quer :D A Austrália é só aquele sítio que quero tanto conhecer e um dia vai acontecer! Continuação de boas viagens ;)
 

Pedro85

Membro Ativo
Antes de mais nada, obrigado pela partilha e pela partilha de informação. :)

Um destino bem incomum para Lua de Mel, mas acho que optaram muito bem!

Foi bom rever alguns sítios nas tuas fotos... Estive na parte SudEste da Austrália em Fevereiro deste ano (tenho de fazer o report ainda) e adorei. Fui no verão, um pouco diferente de ti que, pelo que sei, apanhaste o final do Outono / início do Inverno. Também gostei imenso de Melbourne, via-me a viver lá! :D Infelizmente não tive tempo para Ayers Rock , Alice Spring, Queensland e muito menos para Nova Zelândia... Mas é sempre um excelente motivo para voltar para aquelas bandas. ;)
 

PauloNev

Moderador Sénior
Staff
Muito obrigado pela partilha.
Essa é uma das nossas viagens de sonho, um dia esperamos fazer algo semelhante.
Belas fotos.
Boas viagens ;)
 

Cristina Sousa

Membro Conhecido
Muitos parabéns pelo report! Que grande viagem. :)
Para uns mais, para outros menos, mas acho que a Austrália está no imaginário de todos nós. Felizes os que conseguem concretizar esse sonho!
Obrigada pela partilha! ;)
 

Hintry

Membro
Obrigada!
Achei que na Austrália conseguimos juntar os vários tipos de paisagem à distância de "pequenos" voos. Vamos da cidade (e que cidades!!) Sydney/Melbourne, para a praia/costa (Grande Barreira de Coral, ) e para o deserto do outback australiano. Acresce dizer que o país é mesmo desenvolvido, ficámos impressionados com a higiene/limpeza de tudo (dos shoppings às estações de serviço no deserto) e com a segurança - (a contrastar com a viagem à Índia do ano anterior o_O)
Sim, fomos no Outono/Inverno deles, o que talvez tenha permitido até uns preços mais em conta no alojamento/voos, mas sem ter grande impacto no nosso percurso (faltou-nos a praia de Bondi porque como chovia preferimos ficar pelos museus); com uns casacos andávamos bem e nem sofremos as terríveis temperaturas/desidratações do verão no deserto.
 

pikaxu

Membro
Obrigada Hinti. Estamos a pensar em fazer o mesmo para a nossa lua de mel em Novembro e o teu report vai nos ajudar bastante.

Importas te que pergunte quanto mais ou menos gastaram na viagem? as coisas la sao caras?

Obrigada
 

SilverArrow

Membro Ativo
A Hintry pode dar mais info.
Mas eu posso ir ajudando. O mais caro são sem sobra de dúvidas os voos. Mínimo 1.500€ só ida e vinda sem os voos "internos".
Os hoteis como em qualquer lado, há para todos os preços, mas para o nível equivalente, são mais baratos que na Europa.
Restaurantes idem.
O que achei caro foram as excursões e alguns taxis.
 

Hintry

Membro
Enviei msg a especificar alguns pormenores mas para outras pessoas terem uma ideia:

O Voo maior comprámos a partir de Londres (ficava bem mais em conta) - (Londres - HK- Melbourne // Auckland - HK - Londres) --> 767€ pela cathay pacific (foi numa promoção de voos para a Ásia que surgiu). Voos internos foram mais 820€
os Tour são caros, mas valem a pena (Milfourd sound, hobbiton + waitomo caves); o do outback (Uluru, Kata Tjuka...) nem achámos que ficasse caro (os hotéis lá são caríssimos) mas é preciso espírito de aventura para dormir ao relento ;)
Transfers fizemos sobretudo em bus ou uber.
De entradas em museus e tal aproveitámos várias entradas gratuitas.
Os hoteis e restaurantes depende muito do que se pretende, a oferta é grande!
 
Top