[REPORT] 31 dias por 7 capitais (Grécia, Roménia, Bulgária, Macedónia, Kosovo, Montenegro e Albânia)

joseleiria

Membro Conhecido
De forma a puder ajudar futuros viajantes seque aqui mais um pequeno contributo

Esta viagem ocorreu no verão de 2016, contudo só agora tive tempo para fazer um pequeno report

Países:
Grécia, Roménia, Bulgária, Macedónia, Kosovo, Montenegro e Albânia

Roteiro de viagem:
Atenas
Bucareste
Sinais
Brasov
Sighishoara
Bran
Bucareste
Sofia
Escopia
Pristina
Podgorica
Kotor
Budva
Tirana
Sarande
Ksamil
Corfu

Visto:
Não é preciso visto, nem passaporte. Foi tudo feito apenas com o cartão de cidadão

Seguro:
Visto que a maioria dos países são no espaço europeu, fiz o cartão da segurança social para o cartão europeu de seguro de doença

Dinheiro:
Na Grécia, Montenegro, Kosovo, usam-se euros. Nos restantes, é a moeda local. Na Grécia, Roménia, Bulgária, pode-se utilizar o cartão de multibanco para pagar que não são cobradas taxas em Portugal. Nos restantes países, optei por levantar dinheiro do multibanco ou trocar em casa de câmbio euros pela moeda local.

Voo:
Lisboa – (escala em Istambul) Atenas – Lisboa Turkish airline
Atenas – Bucarest pela Ryannair
Corfu – Atenas pela Ryannair

Dica importante:
Fazer o download dos mapas off line do Google maps, que permiti consultar sem ter de ligar a Internet.


Dia 1
Aterrei por volta das 21:00 e apanhei o autocarro para a cidade.
O autocarro para na praça do parlamento, onde há um mc donalds.
O resto da noite foi utilizado dar uma pequena volta perto do hotel


Dia 2
Como gosto de andar fiz o meu tour por Atenas sempre a pé.
Entre todos os monumentos que vi, quero apenas dar evidência ao símbolo de Atenas – Acrópole
Considero que é uma Atração sublime, mesmo única. O simples fato de ter resistido aos estragos do tempo e aos conquistadores, transporta os sinais história de vários séculos, tornar a Acrópole uma atração imperdível em Atenas.
A vista dentro da Acrópole sobre a cidade é espetacular, pois permite ver todos os monumentos em volta da mesma. Para quem pretende tirar a melhor foto da acrópole aconselho a não ir muito cedo, porque a melhor foto é tirada de uma rocha perto da bilheteira, e de manhã o sol fica mesmo de frente o que não permite tirar uma foto de qualidade.

 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 3

Continuação do tour por Atenas e apanhei voo ao final do dia para Bucareste.
O aeroporto é longe da cidade. Optei por ir de comboio para o centro da mesma. Antes de chegar a estação ainda tive de apanhar uns transfere numa carrinha de 9 lugares (já incluído no preço do comboio) com um pessoa que não falava inglês, que me deixou na estação.
A estação parecia quase abandonada. Não é muito fácil perceber qual é o comboio que devemos apanhar para ir para a cidade. Felizmente, que no transfere ia também um casal de locais e um deles falava um pouco de inglês e ajudou-me com o comboio para apanhar…
O resto da noite foi utilizado dar uma pequena volta perto do hotel.
É de referir que a durante o passeio nunca me senti inseguro.

Dia 4
Mais uma vez visitei toda a cidade a pé. Contudo como algumas distâncias são longas, e aconselhado um bicicleta.
Destaco entre os principiais monumentos a visitar: Herastrau Park , Parlamento, Cismigiu Gardens, Patriarchal Cathedral, Cidade velha, Carol Park (Liberty Park) e Igreja de Stavropoleos
Igreja de Stavropoleos- Localizada na parte antiga da cidade, está entre mais bonitas igrejas de menores dimensões ortodoxa nos Balcãs. Permite uma agradável visita que vale apena ser visitada mesmo a quem não é religioso.
Parlamento - É um lugar espetacular. Infelizmente apenas se pode ver cerca de 20 salas de um total de cerca de 3000. Contudo pela sua dimensão imponente e pela história comunista deve ser visitado.
Cismigiu Gardens - perfeito para uma caminhada, para correr ou para um passeio romaico. Tem um lago onde é possível andar de barco a remos
Patriarchal Cathedral - Está localizado numa colina, juntamente co outros edifícios com um arquitetura muito interessante. O seu interior é impressionante, possui uma atmosfera incrível. A visitar para quem gosta dos estilos de igrejas ortodoxas. Infelizmente não estão autorizados a tirar fotografias no seu interior

Dia 5
Nota importante:
Existem vários tipos de comboios, que variam no preço e duração da viagem. Praticamente utilizamos quase sempre os mais baratos, onde a diferença de tempo era pouco significativa.

Na estação existem algumas pessoas a tentar “ajudar” os turistas a comprar os bilhetes (depois pedem uma pequena ajuda…..). Aconselho a ver antecipadamente na internet para ver os preços dos bilhetes e qual a sua classe, porque a maioria das pessoas não fala inglês.
De manha cedo apanhamos o comboio para Sinaia com o objectivo de visitar os palácios Peles e Pelisor Castle (ter atenção ao horário de funcionamento e também porque existe um dia que está fechado, penso que é na 2ª feira)
Para variar fui a pé da estação até ao castelo, apesar de ser sempre a subir, faz-se bem. Demora cerca de 15 minutos.
No caminho ainda se pode ver o Sinaia Monastery. Tem uma igreja interessante, que pelas suas pinturas no interior vale apena pagar a entrada. Contudo só aconselho a quem tiver tempo disponível.
Aconselho, a quem quer visitar os dois palácios, a primeiro visitar Pelisor. Porque não é tão impressionante como o Peles, mas é bastante agradável de se visitar. Possui uma sala de com as paredes de ouro impressionante.
Fiquei muito impressionado com o castelo Peles. Impressiona tanto por fora como por dentro. Era a residência de verão do primeiro rei da Roménia. Considero que este castelo é superior ao famoso castelo do Drácula…..
No final do dia apanhamos o comboio para Brasov
Aproveitei para fazer uma visita á cidade durante a noite. Mais uma vez não senti qualquer insegurança
A parte antiga da cidade está muito bem conservada, com rua pitorescas. Não deixe de visitar a igreja negra e a praça maior onde existem restaurante muito agradáveis.
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 7

Já em Sighishoara, de manhã cedo apanhei o comboio parar Bran e depois o autocarro para visitar o Castle Bran (castelo do Drácula)

Nota: ter atenção ao horário de funcionamento, existe um dia que está fechado

Na área circundante do castelo existem diversas lojas a vender artigos alusivos ao Drácula, bem como alguns restaurantes engraçados. Convém ir com algum tempo, porque no meu caso fiquei 1 hora na fila para entrar. Depois de entrar, uma hora e meia chega perfeitamente para ver todo o castelo.

Definitivamente vale a pena uma visita ao castelo que ajudou a inspirar a lenda de Drácula de Bram da historia de Hollywood. Por dentro o castelo é interessante e retrata bem a vida 1900, mas realmente foi pensava que fosse mais interessante do que o castelo Peles, mas não o é….







No final da tarde apanhei o comboio de volta para bucareste.
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 8

Aproveitei para dar mais uma volta pela cidade e visitar o Carol Park (parque da liberdade) que se localiza perto da estação de autocarros.
















O autocarro é da companhia Grup plus e parte às 16:00 (26 euros) de Bucareste para Sofia. A duração da viagem é de 7 horas. Recomendo a deslocarem-se umas horas antes (ou mesmo no dia antes) para comprar o bilhete, pq não existem muitas opções para fazer esta deslocação.

Já chegamos de noite e fomos logo para o hotel
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 9
Sofia - Mais uma capital do leste europeu. A cidade surpreendeu bastante. É uma cidade bonita, limpa, segura, barata e onde a maioria das atrações concentra-se no centro da cidade, de forma que é possível fazer tudo a pé.
Aqui destaco como principais atrações a não perder o Parque Yuzhen, Parlamento Búlgaro, Catedral de Alexander Nevski, igreja São Nicolau, Palacio da presidência, Museu de Arte Socialista, igreja de São Jorge e Vitosha Boulevard (ruas das lojas…)
Dia 10
Este dia foi aproveitado para continuar a visitar a cidade e para apanhar o transporte (custo 17 euros) durante a noite para o próximo destino. Escopia, capital da Macedónia.
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 11, 12
Nota: é possível trocar dinheiro na estação de autocarros.
Escopia ou Skopje é a capital da República da Macedónia, a cidade que encontra-se no coração da Península Balcânica, onde se mistura uma tradição de 2000 anos de idade com o modernismo. A cidade é dividida pelo rio "Vardar". O que torna tão especial esta capital são as ruas estreitas no Bazar Antigo que é o maior bazar preservado nos Balças, e é internacionalmente famosa por ser o local de nascimento de Madre Teresa.

Esta tem como principais atrações: Old Bazaar, The stone Bridge, Macedonia Square, Millenium Cross, Memorial da Madre Teresa, Fortaleza, igreja St Clement of Ohrid e museu arqueológico
Para mim foi a maior surpresa desta viagem, porque apenas era para ser uma cidade de passagem, mais fiquei estupefacto com a dimensão das estátuas e monumentos, parece uma cidade de um filme….

 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 13
Este dia fui utilizado para apanhar o autocarro para o nosso próximo destino, Pristina, capital do Kosovo.
Mais uma vez ao passar a fronteira apenas com o cartão de cidadão, criou sempre uma pequena adrenalina, visto que eramos os únicos que não tínhamos passaportes sem ser os locais…

Dia 14
Convém recordar que no Kosovo utiliza-se euros.
A estação de autocarros situação fora do centro da cidade.
Deixamos as malas na estação de autocarro e fomos passear pela cidade.
Esta foi a única cidade em que o Google maps não funciona, contudo na estação vendem mapas.
Não sabia o que esperar sobre pristina, com uma guerra tão recente, mas fiquei surpreendido ao encontrar uma cidade moderna, com ruas com alguns turistas e alguns locais, mas sempre com movimento.
É uma cidade interessante que em um dia, ou em 6 horas mais a pressa é possível de ser tudo visto.
Aconselho a não perder o bazar onde é possível ver algumas coisas impressionantes, mas também o museu etnográfico, biblioteca nacional, Newborn momument,, catedral da Madre Teresa, estatua do Bill Clinton, e a torre do relógio.
No final do dia apanhamos o autocarro para outra capital…. Podgorica, capital do Montenegro.
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Mais uma vez deixamos as malas na estação de autocarro e fomos passear pela cidade.
A cidade não é grande e em meio-dia é possível de se ver tudo.
É uma cidade agradável, mas se não tiver tempo, não aconselho a ser visitada, pois não tem nada de espetacular.
No final da tarde apanhamos o autocarro para Kotor (7 euros)
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Aproveitamos para passear pela parte velha da cidade durante a noite
De todas as cidades que vi nesta viagem, esta possui uma magia especial. Localiza-se entre as montanhas e o mar adriático, com uma vista indescritível para ambos os lados. A fortaleza a contornar a parte antiga até ao cimo da montanha e o estado de conservação da parte velha falam por si…
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 16
De manha para aproveitar a sobra fomos fazer a subida da montanha, onde a vista sobre a cidade é indescritível…. A não perder…
É importante levar agua e um chapéu porque a subida é demorada….
O resto do dia foi aproveitado para relaxar e perder-me nas ruas da parte velha.
A noite existem diversos djs a por música pelas diversas ruelas da cidade velha.
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 17
De volta as deslocações de autocarro (4 euros), agora para descansar nas praias de Budva
É considerada a capital do turismo no Montenegro, por ter grandes festas noturnas e praias deslumbrantes. Como qualquer local turístico, o que não falta são cafés, restaurantes, bares e discotecas….
Aqui podemos descansar e aproveitar o verão, em todo o seu esplendor.
O mar do adriático tem um azul cristalino, contudo poucas são as praias com areia, por isso convém comprar um ténis para andar em cima das pedras…. E talvez um colchão para colocar debaixo da toalha…., caso não alugue uma cama.
Na principal praia da cidade de Budva, pode-se utilizar as camas e o guarda sol sem pagar por isso, porém tem de se consumir….. o espaço entre as camas é quase inexistente.
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 18, 19,20
Nesta zona existem diversas praias para todos os gostos, umas só com rochas, outras com alguma areia e umas com um pouco de tudo…
Existem diversos autocarros públicos (mediterran express) para nos levar para as diversas praias que ficam longe da cidade. Convém ter atenção que estes autocarros não se apanham na estação de autocarro, mas sim, pelas ruas da cidades, onde existem placa a indicar a paragem do autocarro.
Para mim, as praias fora da cidade são mais bonitas e tem menos pessoas do que as da cidade.
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 21
Deslocação para a próxima capital, tirana
Autocarro partiu às 8:30 e chegou às 14:30 (24 euros)
A nossa ideia era mais uma vez deixar as malas na estação de autocarro e visitar a cidade no resto do dia. Contudo a estação principal estava em obras e o autocarro deixou nos numa avenida principal e tivemos de visitar a cidade com as malas. Nesta avenida existe diversas casas de câmbio.
Como seria de esperar, Tirana é uma cidade relativamente barata.
A cidade também não tem muito para ver e em algumas horas é possível ver o principal.
Talvez pela cidade ser menos turística, aqui fui o único local onde me senti observado pelos locais, mas nunca me senti inseguro.
No final do dia voltamos a apanhar o autocarro, para a zona de praia que pretendíamos, Sarande.
É importante informar que a estação de autocarros encontra-se fora do centro da cidade.
Existe dois autocarros que diferem no preço, na qualidade e na duração da viagem.
Optamos pelo melhor que partiu as 22:00, o mais barato partiu as 21:00
A estação de autocarros é um parque de estacionamento grande, é possível passar ao lado e nem reparar nela…
O bilhete de autocarro da qualidade superior compra-se num prédio ao lado da estação, na loja da companhia de autocarros (Tisatravel), o mais barato e mesmo com o motorista.
A viagem demorou 7 horas e paramos 2 vezes num café/restaurante.
 
Última edição por um moderador:

joseleiria

Membro Conhecido
Dia 22
Em Sarande não existe estação de autocarro, apenas uma paragem na rua.
Continua a ser uma zona barata para nós, porém é zona mais cara da Albânia por ser a maior zona turística do país.
Aguardamos pelo primeiro transporte para nos levar até a zona das melhores praias, Ksamil
O mais prudente é não apanhar o primeiro autocarro da manhã, porque vai completamente cheio de locais e vendedores que vão para a praia, mal dá para entrar no autocarro…..
Aqui podemos novamente descansar e aproveitar o verão….
Foi curioso de observar na rua principal, os locais com chaves na não e placas a alugar quartos.
Ksamil, penso que para a maioria dos portugueses é um autêntico paraíso por descobrir….As praias são espetaculares, mas aos fins-de-semana ficam completamente cheia, mal dá para mexer os olhos…..
Aqui, praticamente todas as praias são concessionadas e é obrigatória alugar um guarda-sol e camas, com um custo diário de 8 euros….
É o lugar perfeito para relaxar, contudo é Albânia. Vê-se algum lixo no chão, e a não existe ordenação urbana….
 
Última edição por um moderador:
Top