Portugueses e as férias

Cravo

Membro
Gostava de ver as vossas opiniões sobre como, mesmo em tempo de crise, uma grande fatia da nossa sociedade continua a fazer férias 1 ou 2 vezes por ano, principalmente para o estrangeiro. Sinceramente, "escandalizou-me" a noticia de como as viagens para as ilhas paradisiacas e EUA estavam todas esgotadas estas férias, e que as viagens do verão já estão a ser marcadas a bom ritmo.
 

foxtrot_2001

Membro Novo
ferias

penso que será porque fica mais barato ir para fora do que ir 15 dias para o Algarve, parece mentira mas é verdade, eu nesta época vi viagens com tudo incluído para islas balneares 7 dias por 290 euros pessoa, no Algarve pagaria muito mais.
 

Cravo

Membro
foxtrot_2001 disse:
penso que será porque fica mais barato ir para fora do que ir 15 dias para o Algarve, parece mentira mas é verdade, eu nesta época vi viagens com tudo incluído para islas balneares 7 dias por 290 euros pessoa, no Algarve pagaria muito mais.
sim, mas a minha intenção era saber as vossas opiniões sobre como num periodo de crise, uma grande parte das familias Portuguesas faz férias para sitios +- já de algum custo monetário pelo menos 2 vezes por ano.(eu conheço casos de 4 a 5 vezes)
 

Nuno

Administrador
Staff
Ron, apesar de concordar com a teoria do foxtrot, considero que a questão é mais profunda.

Se deres uma vista de olhos no Eurostat vais verificar que o fosso entre os pobres e os ricos era em 2006 de 6,8 e em 2007, segundo alguns artigos que li, o valor superava já os 8.
Recordo que a média dos 25 eram em 2006 de 4,5 e que os países desenvolvidos da união tinham valores médios abaixo dos 4.

Na prática isto significa que no mínimo 20% da população tem mais poder de compra, o que lhe permite fazer mais férias e naturalmente cada vez mais caras.

Além disso, os bancos, cartões, agências e demais instituições fomentam o crédito fácil que permite a qualquer pessoa viajar com a família e ficar endividada durante um ano ou mais.

Mas a história da crise tem contornos ainda mais obscuros que na minha opinião estão muito mal contados, mas isso dava quase para escrever um livro :)
 

foxtrot_2001

Membro Novo
ferias

Concordo com o Nuno, e como tu dizes e muito bem não compreendes o porque de alguns fazerem ferias mais de uma vez por ano para fora, não sei se sabes de casos mas eu sei de alguns amigos meus que trabalham apenas para ferias e no máximo para um carro isto porque porque o pai ou a mãe lhe ofereceu um apartamento, coisa que a maioria de nos tem de pagar, tenho varios amigos com essa situação e não me importaria nada de estar nessa situação então vê a prestação de uma casa estamos a falar de 400 por ex mês X 12 meses = 4800 agora diz-me se fosses um destes privilegiados e olha que não são tão poucos a crise é só para alguns, e falo por mim se tivesse a minha casa paga eu fazia uma duas viagens por ano na boa, agora imagina duas pessoas a trabalhar sem filhos com ordenados soma dois de 1000 euros com prestação não consegues ir de ferias certamente as vezes que pretendes, mas imagina ordenado de 1000 euros, sem qualquer encargo mesmo que gastes 400 entre luz agua, gás cabo e roupa e comida e tires 200 para extravagancias ainda te sobram 400 para amealhar, isto é o que eu penso a crise como o nuno diz ou esta muito bem mascarada ou então isto tem outros contornos.

um abraço

Mário
 

_Cats_

Membro Novo
Pois é Nuno,

Ah efectivamente uma grande parte de pessoas que fincancia as férias, eu sei bem disso...e os cartões de crédito são uma mais valia para quem tem o vicio de viajar...
É como dizes ou lhe chamas "crise tem contornos ainda mais obscuros"...A vida não está fácil, mas as pessoas não querem viver só para trabalhar e querem aproveitar um pouco mais da vida...é pena ter de ser da forma que é!!!
As pessoas viajam por: ou necessidade, ou em lazer, ou em negocios, até mesmo as viagens religiosas podemos incluir aqui...

Nunca se deve olhar simplesmente para as viagens de lazer...porque no mundo das viagens as vertentes variam...:)



Nuno disse:
Além disso, os bancos, cartões, agências e demais instituições fomentam o crédito fácil que permite a qualquer pessoa viajar com a família e ficar endividada durante um ano ou mais.

Mas a história da crise tem contornos ainda mais obscuros que na minha opinião estão muito mal contados, mas isso dava quase para escrever um livro :(
 

Nuno

Administrador
Staff
Não olhem as minhas palavras como uma crítica mas sim a uma constatação de um facto que está à frente de todos.
Cada um tem que ser responsável pelos seus actos e gerir a sua vida da forma como mais lhe convêm.

Concordo com o que a _Cats_ diz em relação às viagens, mas neste speríodos a grande parte é férias e não negócios.

A questão da "crise tem contornos ainda mais obscuros" fica para um tópico mais virado para a política :)

Mas deixo aqui a minha sugestão ... Divirtam-se e façam Férias!
Nesta também estou com a _Cats_
 

Cravo

Membro
Mas não acham que num periodo de crise como este, isto não será em demasia? uma transportação ainda para mais perto do precipicio?

Não falo por mim, felizmente, mas preocupa-me este estado deste país...
 

_Cats_

Membro Novo
Podiamos ficar aqui uma série de dias a falar sobre o assunto Ron.

Mas hoje em dia também já não se paga assim tanto para fazer uma viagem como antigamente, o certo é que o "bichinho de viajar" vai crescendo viagem após viagem e depois pensar em parar é complicado...mas ai há que saber definir quais as prioridades da vida...

A crise existe...mas o que é certo é que vai se vendendo e bem dentro do nosso país!


RonWelty disse:
Mas não acham que num periodo de crise como este, isto não será em demasia? uma transportação ainda para mais perto do precipicio?

Não falo por mim, felizmente, mas preocupa-me este estado deste país...
 

Elisabete Melo

Membro Novo
Olá,

A minha opinião é que hoje em dia a mentalidade das pessoas é um pouco diferente, felizmente. Hoje em dia não se trabalha apens para comprar casa, carro e amealhar dinheiro. As pessoas querem conhecer o mundo, culturas e o problema é que depois de começar com estas coisas das viagens, o bichinho fica para sempre. Eu falo por mim, prefiro passar mais dias em casa duranto o ano, comprar menos uma peça de roupa, ir menos vezes ao cinema e poder fazer pelo menos 1 viagem por ano e viver durante 1 semana ou duas à grande. Desde que fiz a minha primeira viagem em 98 nunca mais consegui de deixar de 'cuscar' os sites das agências de viagens, ver as ofertas e comparar preços. Eu prefiro fazer um pouco mais de sacríficio durante o ano, pagar um pouco mais e ir de férias para o Brasil ou Caraíbas do que passar 15 dias no Algarve.

Esta é a minha opinião.:)
 
Caro Ron,
Eu não fiquei minimamente escandalizada com o seu comentário. Acho que hoje as pessoas começam a não viver só para a casa, mas também a gozar a vida... à que aproveitar enquanto cá estamos, depois não há nada a fazer e não levamos os €€€€ connosco.
Concordo perfeitamente com a Elisabete, Quando se começa a viajar fica um bichinho dentro de nós. Eu tb comecei em 98 e desde aí nunca mais parei.Tb prefiro não passear durante o ano, comprar menos roupa ou roupa de marca e usufruir uma semana de férias fora. Mas há pessoas que não pensam assim, preferem ter boas casas, onde nos dias de hoje poucas horas passamos em casa, trocarem de carro com frequencia, etc e não gozarem férias. Realmente o dinheiro não pode dar para tudo, terá que se tomar opções ….
 

_Cats_

Membro Novo
Elisabete_Melo

Clap Clap (os meus aplausos) faço das tuas palavras as minhas...15 dias no Algarve...hummmm nem pensar dispenso!!!

Boas Vacaciones

Elisabete Melo disse:
Olá,

A minha opinião é que hoje em dia a mentalidade das pessoas é um pouco diferente, felizmente. Hoje em dia não se trabalha apens para comprar casa, carro e amealhar dinheiro. As pessoas querem conhecer o mundo, culturas e o problema é que depois de começar com estas coisas das viagens, o bichinho fica para sempre. Eu falo por mim, prefiro passar mais dias em casa duranto o ano, comprar menos uma peça de roupa, ir menos vezes ao cinema e poder fazer pelo menos 1 viagem por ano e viver durante 1 semana ou duas à grande. Desde que fiz a minha primeira viagem em 98 nunca mais consegui de deixar de 'cuscar' os sites das agências de viagens, ver as ofertas e comparar preços. Eu prefiro fazer um pouco mais de sacríficio durante o ano, pagar um pouco mais e ir de férias para o Brasil ou Caraíbas do que passar 15 dias no Algarve.

Esta é a minha opinião.:)
 

Solitária

Membro Ativo
ron,
Eu sou da opinião das pessoas que responderam a este tópico, eu também sou apologista de passar uma semana fora do país com qualidade, conhecer novas culturas, novos países, do que ir 15 dias para o algarve onde é tudo carissimo e sem qualidade, e ainda por cima em certos sitios nos sentimos estrangeiros no nosso próprio país =((.
EU adoro viajar e não me importo de durante o ano, não ir almoçar ou jantar fora mais vezes, de não comprar aquela peça de roupa ou trocar de carro mais vezes.
 

Car_lota

Membro
Há uma fatia da população que consegue fazer férias várias vezes por ano. Afinal não somos um país apenas de ordenados mínimos. De qualquer forma tb há muita gente que recorre ao crédito e depois junta as férias à prestação da casa, do carro e mais um rol de coisas. Acho que isso é uma ilusão. Por menos que se pague, está-se a pagar juros e o que parece facilitar-nos a vida vai custar-nos na carteira mais tarde. Acho que em Portugal há muita gente a dar o passo maior que a perna e a levar um tipo de vida muito acima das suas possibilidades e a prova disso são as dividas monumentais ao fisco, as penhoras e o que mais nos lembrarmos. Conheço vários casais que começam a vida de casados com uma brutal vivenda (eu com mais dinheiro só me estou a meter nisso apíós 7 anos num apartamento) e acabaram em casa dos pais e/ou dos sogros. De qualquer forma, já devo estar a fugir ao tópico.
 

roller

Membro Conhecido
Eu pessoalmente acho que nao conseguia gozar tranquilamente uma viagem so de pensar que ainda tinha que a pagar durante nao sei quantos meses... Eu faço sempre um mealheiro anual para viajar. ;)
 

Célia Reis

Membro Novo
Eu cá tb vou poupando, nada de carrões, nada de luxos, para mim o verdadeiro luxo é dar umas escapadelas de vez em quando e viajar, é uma questão de prioridades ...
 

Nuno

Administrador
Staff
Considero um absurdo as pessoas pedirem empréstimos para férias ... se pouparem durante o ano acabam por fazer muito melhor negócio.
Eu normalmente utilizo um dos subsídios de férias mais algum do "mealheiro" para fazer as minhas férias.

É por as pessoas pedirem dinheiro ao banco por tudo e por nada, que se vêm em apuros quando a meio do mês já não têm dinheiro na conta.

A lógica está ao contrário ... se durante algum tempo pouparem um determinado valor, ao fim de 1/2 dúzia de meses já tem algum para viajar.
Se pedirem ao banco, pagam esse algum + juros.
 

pcs7

Membro Novo
um grande problema das viagens é que á medida que vamos viajando tambem vamos ficando mais exigentes quer com os lugares quer com os hoteis.E concordo quando vocês dizem que se torna um vicio
 

Travel Spirit

Membro Novo
Relativamente a este tópico, entendo que tudo se prende com a gestão que cada qual faz com o seu dinheiro. Uns têm uma óptima capacidade de gerir os seus fundos, outros preferem individarem-se e adarem sempre com a corda ao pescoço. Existe porém uma realidade por seu lado positiva, em que cada vez mais as pessoas sentem a necessidade de "explorar" o mundo como possível tentativa de "fuga" do país de residência em que quanto mais longe tanto melhor, outros porque, tal como já foi referido, preferem "apertar o cerco" durante o ano para passar 15 dias de ferias em locais paradisiacos, e outros porque simplesmente o têm para gastar. Relativamente à crise essa impõe-se cada vez com mais ênfase, daí que a maioria das pessoas aproveitam ainda a "oportunidade" de viajar antes que a crise os isole de vez em suas casas. Tudo se prende com uma questão de mentalidade e inovação de vida. A crise é grande mas ainda está ao alcance de poder-mos retirar certos prazeres de vida em troca de outros mais aliciantes! Por enquanto...:)
 
Top