Passar pela alfândega na Portela com compras?

pcg2001

Membro
Olá a todos,
Regresso em Agosto de NY via Amsterdam e gostaria de saber se é comum os fiscais mandarem parar as pessoas que vêm dos EUA mesmo com escala na Europa. (No ano passado viajei da California para Londres e não fomos parados - aliás já sabia que em Londres normalmente estão mais preocupados com terrorismo do que com compras.)

Preferia estar preparada e ter os recibos direitinhos para justificar as compras que vou fazer. Não convem nada desleixar-me e exceder o limite de compras e apanhar uma surpresa desagradável à chegada a Portugal.

Qualquer comentário é bem vindo. Obrigada.
 

Eva

Membro Novo
Olá,

Não sei como será na Portela, mas suponho que não será muito diferente do aeroporto do Porto. Em 2007 fizeram-me 'desviar' para a alfândega no aeroporto de Sá Carneiro. Regressava de NY via Madrid. Lembro-me perfeitamente de um agente me perguntar de onde vinha e de eu ter respondido com o ar mais inocente: 'Madrid'. E o senhor agente perguntou-me com um sorrisinho: 'Pois eu sei, mas antes vem de NY, certo?'. ;) Tive que abrir as malas. Não tinha nada a esconder, pois não trazia mais do que alguns 'regalos' para a família.

Este é um procedimento habitual para voos provenientes dos EUA, ainda que tenham feito escala noutra cidade europeia. O melhor é ter os recibos em ordem.
Espero ter ajudado.


 

costaalves

Membro Novo
se levas valores de Portugal declara-os na ida, para que na vinda e aquando de inspecção da alfandega, não possam ser consideradas compras no estrangeiros, implicando pagamento de IVA + Taxas de importação.
 

costaalves

Membro Novo
sls disse:
olá

Pelo que sei a informação do costaalves é correcta e eles são particularmente esquisitos com voos de certos países e isso inclui EUA.

O teu caso é especifico e diferente, acho que não te serve de muita ajuda mas neste tópico: https://www.portaldasviagens.com/forum/f9/alfandega-em-portugal-4475/ começou-se a falar sobre situações/dúvidas sobre a Alfandega em Portugal.
espreita também este post https://www.portaldasviagens.com/forum/f19/nada-a-declarar-ou-devo-declarar-aeroportos-alfandegas-3932/
 

costaalves

Membro Novo
sls disse:
Obrigada. Esse defacto é muito mais do interesse dela:)
como apontamento fica a minha experiência pessoal.

vim à cerca de um mês de NY e não tive qq problema na alfandega em LX. Apesar de ter os papeis com o material fotografico que levei de Portugal, nem foi preciso mostrar nada.

é tranquilo e pelo que sei os Srs até têm bom senso, pois tenho historias de amigos que viajaram comigo e que foram revistados com imneso tabaco que a alfandega mandou parar e que acabaram por mandar seguir.

eu qd venho do Brasil trago sempre imenso tabacop (e vem bem à vista na bagagem de mão, para provar a minha boa féw) e nunca tive problemas.

No que toca a material electronico é que tenho mais medo, comprei uma lente p/ maquina fotografica e pela lei teria de pagar mais de 1000 euros de impostos só por essa lente.

se quiseres comprar algo em especifico electronico lá, posso ajudar por Mensagem pessoal
 

pcg2001

Membro
costaalves, obrigada pela oferta de ajuda para material electrónico. Confesso que já me senti tentada em comprar alguma coisa pelos EUA, mas não consigo justificar a despesa. Além disso vou regularmente a inglaterra, e com a libra barata não vejo grandes diferenças de preço face aos EUA, os últimos com a agravante de só poder trazer coisas até €430 com isenção.

Vocês confirmam que a isenção é até €430 / 0.75 = USD 573? Ou seja não preciso declarar com compras abaixo disso? E se revistarem as minhas malas e apresentar recibos abaixo disso, não sou penalizada, pois não? Obrigada.
 

costaalves

Membro Novo
pcg2001 disse:
Vocês confirmam que a isenção é até €430 / 0.75 = USD 573? Ou seja não preciso declarar com compras abaixo disso? E se revistarem as minhas malas e apresentar recibos abaixo disso, não sou penalizada, pois não? Obrigada.
Eu não confirmo!

e pelo que sei (meramente teorico) é que terias de declarar tudo!

430 euros levas tu só em roupa de corpo e em meia duzia de perfumes desodorizantes e shampoos...

Boa viagem!!!
 

Dalilah

Membro Novo
O que geralmente faço quando venho dos EUA é retirar as etiquetas ou caixas a tudo o que compro. Se forem coisas habituais em quem viaja, como roupa ou máquinas fotográficas ou material para estas, passa bem como coisas de uso pessoal que já trazia de Portugal. O que não dá para fazer é tipo comprar uma TV e querer que ela passa por uso pessoa ehehe mas com tudo o resto nunca tive problemas... e da última vez que fui lá ia com uma mala e voltei com 4 malas cheias... :)
 

costaalves

Membro Novo
Dalilah disse:
Se forem coisas habituais em quem viaja, como ... ou máquinas fotográficas ou material para estas, passa bem como coisas de uso pessoal que já trazia de Portugal.

pois... se tiveres mais de 5000 Euros em Material fotográfico concerteza que na alfandega não acharão que é material de uso dito pessoal.
 

Dalilah

Membro Novo
Eles sabem lá quanto vale o material se não estiver dentro das caixas a eles parece- lhes tudo igual. Claro que se tiveres muita quantidade de material tipo 5 máquinas, dá nas vistas mas se for uma só máquina com lentes e tal, mesmo que sejam muita caras eles não sabem ver a diferença. :)
 

costaalves

Membro Novo
Dalilah disse:
Eles sabem lá quanto vale o material se não estiver dentro das caixas a eles parece- lhes tudo igual. Claro que se tiveres muita quantidade de material tipo 5 máquinas, dá nas vistas mas se for uma só máquina com lentes e tal, mesmo que sejam muita caras eles não sabem ver a diferença. :)
Dalilah

enganaste!

é óbvio que têm ideia do material caro e do que é barato!

só para te dar uma ideia, o meu irmão quando veio de Hong Kong levou (e declarou) e trouxe um corpo de 1D e apesar de não pagar nada na vinda foi verificada a bagagem de mão e o agente começou logo por dizer o preço da máquina cá. ele tinha os papéis e foi só seguir!

é óbvio que sabem. é o trabalho deles. Se não sabem vão Às tabelas que têm lá no gabinete. Na dúvida apreendem até o importador em Portugal ou Europeu lhes dar resposta.


sinceramente, acho que o teu post demonstra pouco conhecimento do funcionamento de uma alfandega... mesmo que a máquina esteja toda riscada não há prova que esta tenha sido comprada cá (se não te fizeres acompanhar de docs.)

pela tua lógica de raciocinio, se não forem 5 ou se não tiverem caixa... é trazer à vontade...

gosto de relembrar que isto é um fórum e não uma conversa de café e que todas as nossas informações colocadas podem influenciar comportamentos de outros users. Na dúvida prefiro não escrever nada!
 

costaalves

Membro Novo
Dalilah disse:
e da última vez que fui lá ia com uma mala e voltei com 4 malas cheias... :)
Dalilah, podes-me explicar como trouxeste 4 malas no avião? independentemente do valor pago por excesso de bagagem?
 

Dalilah

Membro Novo
Costaalves, eu estou a falar da experiência que tenho... estou a dizer que quando não há exageros, não costuma haver chatices, é só isso. Já comprei nos EUA máquinas fotográficas, câmaras de vídeo, várias coisas do género e nunca tive problemas nem na alfândega de lá nem na de cá.

Mas já agora tira-me uma dúvida:
Se eu comprar uma máquina fotográfica em Portugal e 3 anos depois a levar numa viagem, tenho de levar o recibo dela para provar que a comprei em Portugal de modo a não haver problemas na alfândega?

Nessas 4 malas trazia essencialmente roupa e sapatos, mas também perfumes, um IPod, coisas desse género, tudo novo.
 

Hugo Gamboa

Membro Novo
Ja regressei de muitos destinos nomeadamente varias vezes da Asia, Oceania e America e nunca fui mandado parar no aeroporto da portela.
Mais facilmente és mandada parar no aeroporto de Amesterdao.
Falo por experiencia propria.
 

costaalves

Membro Novo
Dalilah disse:
Se eu comprar uma máquina fotográfica em Portugal e 3 anos depois a levar numa viagem, tenho de levar o recibo dela para provar que a comprei em Portugal de modo a não haver problemas na alfândega?
teoricamente tens! mas no meio de leis e da aplicação destas há sempre o bom senso das pessoas e confiamos nesse bom senso. se a máquina for p ex: uma compacta que vale +- 500 euros cá e está toda riscada ninguém te irá chatear pois é óbvio que não a trazes nova do sítio donde vens.

e é aí mesmo que quero chegar! teoricamente tens declarar o que levas, se for material passível de ser inspeccionado na vinda.

apelo ao bom senso... nem tanto ao mar nem tanto À terra. a lei não é cumprida à risca, mas pode ser se assim o quiserem e é acerca desta que eu quero advertir os users. Já devem ter passado na alfandega toneladas de Kilos de droga que não foram detectados... no entanto se tivessem sido, os transportadores iam presos (desculpa a analogia).

ROUPA é mais complicado, é um bem de "1ª necessidade" e dificilmente haverá matéria para te interpelarem... se vier sem etiquetas... e mesmo a cheirar a novo dificilmente te poderão dizer alguma coisa.

para não parecer que estou a inventar algo lê pff o que está no site da alfandega: (É BASTANTE CLARO)

http://www.dgaiec.min-financas.pt/pt/informacao_aduaneira/viajantes/bagagem_pterceiro_2009/faq_iva_iec_08.htm

tiram-me só uma dúvida, quando passaste na alfandega com todo esse material, foste mandada parar ou passaste sem ser mandada parar?
 
Top