Novidades

[Informação] Informações uteis sobre Cabo Verde

Estado
Não está aberto para novas respostas.

Paulo Leite

Coordenador
Staff
Informações uteis sobre Cabo Verde

DOCUMENTOS

Todos os passageiros devem ser portadores de passaporte válido (mínimo 6 meses) e de visto de entrada em Cabo Verde, emitido por um representação diplomática da República de Cabo Verde.
Para facilitar esta exigência é permitido aos Operadores Turísticos Cabo Verdianos e aos próprios hotéis, fazer chegar aos serviços de fronteira um «Pedido de Visto à Chegada». Para se poder efectuar este pedido, é necessário que os seguintes elementos estejam em poder do Operador Turístico, com um mínimo de 10 dias úteis, antes da chegada dos clientes a Cabo Verde: Nome completo dos clientes; Nacionalidade; Data e local de nascimento; Número de passaporte: Local e data de emissão e Data de validade.

O facto do Operador Turístico fazer chegar aos serviços de fronteira o “Pedido de Visto à Chegada”, não significa que poderá ser responsabilizado, se na altura da chegada a Cabo Verde, for recusada a atribuição do visto pedido. Como tal, o Operador Turístico não será responsável por qualquer despesa resultante da expulsão de um passageiro pelas autoridades de Cabo Verde, e somente reembolsará o valor pago pelo serviço de “Pedido de Visto à Chegada”.

SAÚDE
Não é necessário nenhuma vacina para viajar para Cabo Verde. Em Cabo Verde não existem doenças endémicas nem tropicais. Todas as ilhas dispõem de centros de saúde e farmácias e alguns hotéis de posto médico. Convém levar os seus próprios medicamentos para eventuais inexistências pontuais. Aconselha-se o consumo de água engarrafada.

CLIMA
Tropical seco, com uma estação húmida de Agosto a Outubro durante a qual se registam chuvas escassas. A temperatura média anual do ar ronda os 25ºC e da água os 23ºC.

IDIOMA
O Português é a língua oficial, embora o Crioulo seja a língua corrente.

GASTRONOMIA
A alimentação baseia-se em larga medida nos produtos de um mar rico em peixe e mariscos. O prato típico cabo-verdiano é a cachupa, um cozido de milho, com feijão, hortaliças e carnes ou peixe. Nas bebidas destaca-se a famosa aguardente grogue, de cana-de-açúcar.

MOEDA
A moeda local é o Escudo Cabo-verdiano (CVE). O câmbio de divisas pode ser feito nos bancos , de 2ª a 6ª feira, das 08h00 às 15h00, ou nos hotéis. Cartões de crédito somente aceites em alguns hotéis ou para levantamento de divisas nos bancos. Multibanco praticamente limitado às caixas existentes no Aeroporto da Ilha do Sal, mas mesmo estas na maior parte das vezes não funcionam.
1 EUR = 110 CVE

CORRENTE ELÉCTRICA
220 V, tomadas europeias.

SERVIÇO TELEFÓNICO
Ligações telefónicas directas com Portugal (00351...) são excelentes. Cabinas telefónicas disponíveis em todas as ilhas É possível a utilização de telefone celular em roaming.

LIGAÇÕES AÉREAS
LISBOA/SAL: voos TACV – Cabo Verde Airlines ou TAP Air Portugal. Duração 03h30; SAL/BOAVISTA: 15 minutos; SAL/PRAIA: 40 minutos; SAL/S.VICENTE: 40 minutos; PRAIA/S.VICENTE: 40 minutos; PRAIA/BOAVISTA: 35 minutos. As ligações internas de voos regulares da companhia TACV são efectuados por aparelhos do tipo ATR com 46 lugares ou Twin Otter com 18 lugares. A diferença horária entre Portugal e Cabo Verde no Outono/Inverno é de menos uma hora e na Primavera/Verão menos duas horas.

Taxa-turística
Recentemente, à semelhança de outros países, foi introduzida em Cabo Verde, uma taxa que visa contribuir para o desenvolvimento turístico e cultural do país. Assim, cada turista, com mais de 16 anos, paga 2€/noite/pessoa, até um máximo de 10 noites. Este valor deve ser pago no hotel até dois dias antes da saída.

** BOAVISTA ** (Paraíso de praias selvagens)

De um encontro entre o fado português e os ritmos africanos, aqui nasceu a “morna”, expressão fiel do amor, sofrimento e nostalgia do povo cabo-verdiano. As extensas praias virgens como a de Curralinho, mais conhecida por Santa Mónica, o paraíso ao nosso alcance ou as bonitas praias de Chave e Estoril, mais acessíveis e perto de Sal Rei, principal vila da ilha, levam a viver momentos que desejamos não ter fim.
Pequenos oásis verdejantes de coqueiros e tamareiras contrastam com imensas dunas de areia de impressionante brancura como as do “deserto de Viana” ou zonas secas e áridas que se assemelham a uma paisagem lunar.

** SÃO VICENTE ** (Ilha da cultura)

“Segundo o poeta,... ao sangue dos habitantes da ilha, o Criador deitou algumas gotas de música...”.
Bana, Chico Serra, Luís Morais ou Bau contribuem para que a música de Cabo Verde se afirme como principal embaixador do país. A sublime Cesária Évora, nascida na cidade do Mindelo, com uma voz doce e timbrada pela nostalgia das ilhas seduz o mundo interpretando mornas e coladeiras nos mais prestigiosos cenários internacionais.
Junte-se à celebração do Carnaval num ambiente de sonho, fantasia e alegria colectiva. Assista no mês de Agosto ao Festival de Baía das Gatas, evento musical de reconhecimento internacional ou viva o frenesim da vida nocturna da cidade onde nas discotecas a música moderna se combina com a sensualidade de um baile crioulo ao ritmo de uma morna, uma mazurca, coladeira ou funaná.
A cidade do Mindelo é um centro cultural onde o desenvolvimento artístico e a intelectualidade mereceram sempre destaque.

** SANTO ANTÃO ** (O verde perto das nuvens)

Apenas a uma hora de barco, desde São Vicente, numa viagem interessante apreciando o intercâmbio existente entre as gentes das duas ilhas vizinhas e unidas por simples olhar e quando se chega ao porto um mar de gente nos espera com vontade de mostrar os autênticos modos de vida e costumes cabo-verdianos. Ultrapassando as altas montanhas, que tocam as nuvens, para o lado norte onde o clima é mais húmido, ficamos deslumbrados pelo verde da natureza: bosques de ciprestes e eucaliptos ou encostas e vales cultivados com cana de açúcar, milho e banana. As festas celebradas todo o ano, de cariz religioso, revestem-se de muito colorido e animam-se pelo ritmo frenético de tambores e sons de apitos. Participe... viva a festa... aprecie o grogue, a aguardente típica e de fabrico artesanal, fermentada em pipas abertas após a cana ter sido esmagada para ser extraído o suco no trapiche movido pela força de mulas.

** SAL ** (Um ano de sol)

O encanto da ilha encontra-se nos 8 km de fina areia branca da praia de Santa Maria, com todo um horizonte de mar azul turquesa. O sol suave, clima ameno, águas mornas e os hotéis à beira-mar proporcionam o ambiente perfeito para umas óptimas férias.
Visite a vila de Espargos, capital da ilha e principal centro urbano, próximo do aeroporto Internacional Amílcar Cabral e a 17 km da zona balnear. Relativamente perto a antiga mina de sal de Pedra de Lume ocupando o fundo da cratera de um vulcão onde por infiltração chega ao seu interior a água do mar. Dar um escapada à piscina natural que se forma em Buracona com as marés, oportuna para um banho refrescante ou para os mais experimentados efectuarem mergulho. Para os amantes da pesca ou praticantes de windsurf, a ilha do Sal é um lugar ideal, onde os clubes existentes junto à praia dispõem de material para todas as exigências.
Os hotéis à beira-mar proporcionam aos turistas todo o conforto e actividades de lazer. Termine o dia na esplanada de um restaurante ou bar envolvido por uma brisa suave e refrescante e deixe-se contagiar pelo som da música cabo-verdiana, expressão máxima dos sentimentos do seu povo.

** SANTIAGO ** (África no meio do Atlântico)

Na maior e mais populosa e africana das ilhas do arquipélago se encontra a capital de Cabo Verde, a Cidade da Praia, sede administrativa, económica, social e política do país. É o ponto de estada aconselhável para visita do Platô, com os seus edifícios de arquitectura colonial, da Prainha ou dos mercados Municipal e Sucupira. É, também o ponto de partida para a descoberta de cidades e vilas cheias de encanto, como a Cidade Velha, antiga capital, que representa o encontro com o passado histórico, ou a Assomada, com o seu mercado municipal, importante centro comercial de produtos agrícolas da região. Ou ainda, atravessando a ilha pelo interior montanhoso, com vales sinuosos e profundos de vegetação exuberante, até ao norte onde se encontra o Tarrafal, que surpreende pela natureza exótica da sua baía com uma aconchegante praia de abundantes coqueiros.
 
Estado
Não está aberto para novas respostas.
Top