Conhecer cabo verde para além do resort

Tópico em 'Cabo Verde' iniciado por zelia a 15 Jun 2009.

  1. zelia

    zelia Membro Novo

    9
    0
    0
    Olá!

    Acabo de chegar de Cabo Verde e venho louca! Adorei!
    Estive 1 semana - o suficiente para conhecer o Sal de uma ponta a outra.
    Ficamos no RIU, gostei muito, não faltou nada, mas não consigo ficar fechada numa redoma de fachada de 5 estrelas -gosto de saber a realidade dos residentes e por isso saltei as fronteiras do palácio de esbanjamento, meti-me num táxi e pedi que me levasse ao sítio mais pobre da ilha. De Portugal já levava na mala umas dezenas de coisas para oferecer às crianças de lá. O táxi levou-me ao alto de Stª Cruz, mal o táxi parou (ainda pensava eu que seria necessário escolher um sítio para entregar as coisinhas) fomos logo logo logo inundados de crianças com um enorme sorriso nos lábios para receberem um presente. Eu levei peluches, canetas, livros e outras coisas tão básicas e insignificantes para nós e tão importantes para eles - fizeram uma festa!
    Vim embora com o coração cheio, apetecia-me trazer aqueles pequeninos todos comigo!
    Por isso, deixo esta mensagem aqui: antes de sairem ponham na mala o mais que consigam, reduzam à vossa mala o supérfulo porque lá o necessário são mesmo as coisas simples. Os 20KG de mala que os aviões permitem são mais do que suficiente para as nossas "trenguices". Estas crianças precisam tanto!!! Levem canetas, marcadores, t-shirts, livros o que quiserem mas LEVEM O MAIS POSSÍVEL!
    Recomendo a toda a gente que tenha este lado aventureiro que dê um saltinho à realidade de um povo que não tem escolha... deixem o luxo para trás e vão conhecer a realidade de um país cujo o povo um sorriso LINDO!!!
    Hei-de voltar (um dia)...e farei o mesmo mas melhor!
    Das actividades todas radicais que fiz esta foi mesmo a que me deu mais adrenalina! ;)
     
  2. tezita

    tezita Membro

    989
    4
    18
    ;) Um bem haja para ti Zélia!!
     
  3. Asae

    Asae Membro Conhecido

    1.338
    457
    123
    se alguém lá for e partir de lisboa (para Cabo Verde ou para algum outro país onde as crianças precisem de sorrisos) eu estou aberta para contribuir com alguma coisa, é só combinar
     
  4. carls

    carls Membro Novo

    3
    0
    0
    ola estive em abril na ilha da boavista e tal como tu tb estive em missao humanitaria.....adorei as crinças e os seus sorrisos maravilhosos . fiz 9000 fotos ......nunca estive no sal mas quero ir la o mais breve possibel , se nao for pedir muito fala-me dessa ilha. carls
     
  5. feluriti

    feluriti Membro

    369
    1
    18
    Olá.

    Vou para Cabo Verde em finais de Julho.

    Obrigado pela sugestão ! ;)

    Fernando
    ;)
     
  6. carls

    carls Membro Novo

    3
    0
    0
    se alguem for para a boavista e preçisar de algumas dicas .. ;)
     
  7. zelia

    zelia Membro Novo

    9
    0
    0
    Olá!

    Quanto à descrição que me colocaram sobre a ilha do Sal não posso dizer muito (porque não há muito para dizer :)
    é uma ilha muito árida, a vegetação é zero - não há 1 único campo para semear uma couve!, meia dúzia de estradas em alcatrão que vão dar aos sitios básicos: hoteis, aeroporto e vilas e ao redor dela um magnifico mar para tomar banho...
    Se dividirmos a ilha em três partes definiria assim: uma parte da ilha é turistica (com os hóteis), outra da população e depois é o deserto - nada! comparei essa parte da ilha à superficie lunar- não há nada só paisagem amarela e o enorme monte grande...
    Recomendo o que todo o turista faz: ir às salinas, ir à buracona e tomar banho na "piscina", ver a miragem e ir ao mercado do peixe. Para passar o tempo e conhecer a ilha na totalidade recomendo alugar um jipe (atenção que na parte deserta da ilha assusta os mais sensiveis porque além de não haver estradas também não há rede de telemóvel) e alugar um buggie ou moto 4. Façam mergulho e tomem o banho das vossas vidas! :D
    As pessoas são espectaculares - os únicos chatos são os vendedores de artesanato.
    Protector 50 para todos porque é um ambiente "falso" - parece que não faz calor por causa do vento e do nevoeiro normal mas para queimar nem vos digo nem vos conto e eu sou morena!)
    Não bebam água que não seja engarrafada porque não ha água potável e a que existe é racionada.
    Se quiserem ir às outras ilhas terão de ir no "teco teco" - eu preferi não ir porque já me faz confusão as alturas no avião grande imaginem o que é meter-me num "teco teco" que levanta e aterra de lado! ;)
    Cabo verde - é preciso ter espirito e quem o tiver adora quem tiver mais manias: ou não vai ou o melhor é ficar no resort.
    Outro pormenor: no Sal nada é barato!
    Quando entreguei as lembranças às crianças fui de táxi e é o que recomendo fazerem, eu fui ao alto de S.joão e ao bairro de St.a Cruz (acho que é assim que se chama). Levem é muita coisa para oferecer porque as crianças são muitas a correr para vós e se levarem pouco saíem tristes e com a sensação que não levaram nada! Eu levei 3 sacos cheios e só queria poder ter levado outros tantos!
    Eu ADOREI!
     
  8. Carlos Silva

    Carlos Silva Membro

    82
    9
    8
    Por acaso não és a Zélia do Montijo, que trabalha (ou trabalhou) numa instituição para apoio às crianças africanas ?
     
  9. CarpeDiemMan

    CarpeDiemMan Membro Conhecido

    2.663
    754
    183
    Ia publicar aqui a minha aventura na Ilha do Sal mas depois de ler a da Zelia, ficou tudo dito, é exactamente como ela diz, eu não diria melhor :).
    So faltou um pormenor, para além da Buracona também há a Regona que também tem uma piscina natural como na Buracona so não tem o "Olho azul".
    Eu fiquei no Hotel DjadSal Holliday Club. Bem melhor que o Novo Horizonte e o Belo Horizonte e mais barato, e sei disso porque no ultimo dia era para vir embora mas não chegamos a descolar devido a uma avaria no avião e fui jantar ao Novo Horizonte e dormir ao Belo Horizonte(ou ao contrário) e não gostei nada. Aconselho o hotel onde eu fui não so pela qualidade/preço e tem menos gente ou então paguem um pouco mais e vão para os Hoteis Riu.

    Boa viagem.
     
  10. 5BS

    5BS Membro Novo

    9
    2
    3
    Que saudades do djadsal :D Não o trocava pelo Riu...
     
  11. CarpeDiemMan

    CarpeDiemMan Membro Conhecido

    2.663
    754
    183
    Também gostei bastante.
    O Riu deve ser muito bom, mas neste caso não compensa pagar mais 400 euros por pessoa.

    Boa viagens.
     
  12. Lbras

    Lbras Membro Novo

    1
    1
    0
    Uma correcção - não é verdade que no Sal nada se cultive.
    De facto o Sa é uma uma ilha com um clima quase desértico. Chouve muito pouco, e mesmo isso acontece com muito pouca frequência. Não é pois raro que passem vários anos até que volte achover. Quando estive no Sal, em 2008, já não chovia há 3 ou 4 anos. Felizmente, nesse ano choveu, em Agosto. Resultado, a pouca terra arável que existe na ilha, que fica localizada na zona norte, e justamente chamada de Tera Boa, foi inundada de culturas agrícolas típicas - feijão, milho, mandioca..


    A não perder no Sal - na minha opinião...

    A praia - Não tem os coqueiros das Caraíbas, mas é muito bonita - a areia é um pouco mais quente, mas a água é deliciosa e por vezes de um azul turquesa de fazer inveza ao Caibe. A mas conhecida é do Ponta do Sinó/Santa Maria, no sul, onde estão localizados a maioria dos hoteís da ilha, mas existm outras preciosidades para dscobrir...


    As salinas - Como é bom de ver, foi a exploração de Sal que deu o nome a ilha. Inicia pelos portugueses, e continuada pelos italianos, a extracção de sal chegou a ser a principal actividade da ilha, mas viria a cair em declínio. Activas permanecem as antigas salinas de Santa Maria, localizadas perto de cidade, que podem ser visitada à partir daquela localidade usando um buggy, e as fantásticas salinas da Pedra do Lume. Estas últimas ocupam a caldeira de um antigo vulcão, e são acedidas através de um abertura na parede. No interior o visitante pode ver como água salgada aflora no interior da caldeira, onde a água evapora então e se transforma em sal. A densidade da água é aqui muto elevada, o que faz com que alguém que se banhe nestas águas nada profundas simplesmente simplesmente... flutua. A não perder.


    A Buracona - Local curioso, onde se pode ver um curioso fenómeno óptíco, e onde se pode desfrutar de uns belos mergulhos. Também é possível visitar alguns lcais de mergulho e outros onde as tartarugas vem fazer a sua postura.


    As miragens - Não é preciso ir ao Saara para ver estas curiosas ilusões ópticas. Na zona mais árida da ilha, em dias quentes, é possível vislumbra um mar de água onde ela não existe. Por vezes, a esta curiosidade junta-se a coincidência de ver um outro carro a passar nessa zona, completando a miragem.

    As gentes - Apesar de Cabo Verde ser um país muito pobre, e a grande maioria da população viver com dificuldades, a alegria e simpatia das gentes das ilhas é contagiante. Sendo que é impossível ficar indiferente a tamanha alegria, também o é perante as dificuldades que as pessoas aqui vivem todos os dias, pelo que a melhor forma de lhes agradecer é deixar algum do nosso dinheiros fora dos resorts, contribuido para animar a economia local e melhor vida das gentes de Cabo Verde.




     
    Delicia do Mar gosta disto.
  13. Bogolha

    Bogolha Membro

    33
    1
    8
    Olá Zélia, vou seguir a tua dica e fazer o mesmo.
    Não custa nada e dá uma alegria do catano ver todas aquelas crianças alegres. Fiz o mesmo na República Dominicana e foi muito gratificante.
    Tudo de bom!
     
  14. Frederico99

    Frederico99 Membro

    50
    9
    8