Chile +/- Argentina em 2018

Tópico em 'América Central e do Sul' iniciado por Adob a 1 Dez 2017.

  1. Adob

    Adob Membro Novo

    2
    0
    1
    Olá a todos.

    Tenho em plano finalmente conhecer o Chile no final do próximo ano (primavera/início do verão por lá) e gostaria de começar a planear, nomeadamente, no que a voos diz respeito.

    A minha primeira grande dúvida é qual é o "bom preço" (haverá?) para uma i/v para Santiago a partir de Lisboa. Sempre que pesquiso (de forma errática provavelmente) é difícil arranjar algo por menos de 900€ (e sem grande variação ao longo dos diferentes dias da semana ou mês) o que me parece manifestamente caro e ainda não consegui perceber quais as companhias que oferecem as melhores soluções em termos de escalas/tempo de viagem (Iberia? AF?). I/v para buenos Aires aparece-me ligeiramente menos na casa dos 800€. E multidestinos a combinar os dois atira-se para lá dos 1000-1100€. Será realista conseguir algo mais barato? Há sequer promoções habituais?

    No meu plano (que não tem nada definitivo) o trajecto ideal seria uma ida para Santiago, visitar diversas partes do Chile numa lógica Norte---Sul combinando voos internos e preferencialmente algum roadtrip/rent-a-car pelo meio, terminar na patagónia (chilena e argentina) e regressar por Buenos Aires. Para um total de 2-3 semanas.

    Mas posso dispensar Buenos Aires caso o i/v por santiago seja irrecusável em termos de preço, entendem? O objectivo primordial é mesmo o Chile (eu sei, completamente fora do que a maioria faria...). Principalmente a natureza do Chile tanto deserto como lagos e montanhas (interessa-me pouco turismo de cidade, Santiago é para ver no menor tempo possível e partir para o Atacama por exemplo).

    Obrigado pela ajuda e sugestões que possam eventualmente ter!
     
    Última edição: 1 Dez 2017
  2. Leonorb

    Leonorb Membro Conhecido

    861
    558
    133
    Olá

    Estás com um projecto muito ambicioso. 2/3 semanas para Chile de Norte a Sul e Buenos Aires, não sei...
    Estive no Chile - Patagonia em 2012, Março, 10 dias total da viagem e achei pouco. Só para a viagem de avião são 2 dias (um para lá e outro para cá) com sorte nas escalas
    Entre a Patagónia Argentina e a Chilena, preferi a Chilena por ser menos frequentada, logo menos "enlatada" e organizei eu a viagem. Mas isto pode não ser a melhor opção.
    Para a Argentina há muitos pacotes de viagem o que torna a viagem um pouco mais barata. Para o Chile-Patagónia não havia grande coisa.
    Deves ter em consideração (isto só constatei lá) que na Patagónia, pelo menos do lado Chileno, a maioria das estradas são de gravilha grossa (cascalho), logo precisas de um todo o terreno; e muito importante: não há postos de combustível com frequência, logo tens de organizar muito bem os percursos principalmente na Terra do Fogo. Acresce que o que vês no mapa e pensas que são localidades, não são. São estâncias - quintas.... ou seja quanto mais para sul, mais por tua conta ficas.
    Do lado da Argentina, como é mais procurado, é mais tranquilo penso eu, e também há mais excursões organizadas.
    É uma viagem um pouco cara, a começar pelos voos. Eu fiz Lisboa - São Paulo - Santiago - Punta Arenas; é impossível ser "barato". No regresso fiz o contrário, mas ainda parei no Rio 3 dias.
    Fiquei num hotel em Punta Arenas e aluguei o todo o terreno.
    Excursões, comprei as dos passeios de barco. Mas há outras...
    Pelo tempo e imprevistos (clima, tipo de estradas, gestão do combustível, alimentação...) o ideal seria ter ficado lá 10 dias full
    Espero ter ajudado com o que conheço.
    Boa viagem!
     
    Editado por um moderador: 4 Dez 2017
    broka gosta disto.
  3. Viajante Fora da Curva

    Viajante Fora da Curva Membro Novo

    11
    9
    3
    Olá,
    Já estive tanto no Chile como na Argentina e gostei muito de ambos os países.
    Não posso opinar quanto às passagens porque fiz essas viagens saindo do Brasil. E fiz roteiros mais limitados porque eu tinha poucos dias (concordo com o colega acima quanto à infinidade de lugares incríveis para se conhecer no Chile).
    Eu só conheci Santiago, Algarrobo, Isla Negra e a estação de esqui Valle Nevado. Sei que isso não cobre exatamente o que você deseja conhecer, mas se tiver interesse, tenho uma sugestão de roteiro de 1 semana nessa região do Chile (www.viajanteforadacurva.com/o-que-fazer-no-chile/). Esse roteiro pode ser encurtado para se adaptar ao que você deseja conhecer. Não é exatamente o que você está buscando, mas espero que ajude!
     
  4. Adob

    Adob Membro Novo

    2
    0
    1
    Olá Leonor, obrigado pela tua resposta. Mais que 3 semanas fica-me profissionalmente impossível tirar, portanto ficamos com um plano a 3 semanas :D

    Relativamente à Argentina, Buenos Aires seria mesmo opcional dependendo de um bom negócio multidestinos. De resto gostaria de incluir bariloche, el calafate e a patagónia argentina mas não sei mesmo se dá...

    A norte de Santiago, o deserto do Atacama é um must go. Portanto estou a pensar voar de Santiago para lá (Calama?).
    Outro local (ainda mais a norte) que gostaria de conhecer é o lago Chungará/Parinacota/Parque Nacional de Lauca, cujo aeroporto mais lógico será Arica acho eu.
    Põe-se o problema que acho que terei sempre que regressar a Santiago pois não haverá ligações directas.

    Abaixo do Atacama há a Laguna Verde e Parque Nevado Três Cruces mas logisticamente já fica demasiado complicado (se for ao Lauca e Atacama).

    Abaixo de Santiago gostava de ir a Villarica e depois toda aquela zona mais para a Sul dos diversos lagos e aí começam as dúvidas mais substanciais.
    Uma das grandes é se é exequível "alternar" entre o Chile e Argentina (além da patagónia propriamente dita onde já percebi que há cruzeiros inclusive que começam no lado chileno e acabam no argentino). Por exemplo, zona do Parque Puyehue é próxima a Bariloche e há um sem número de lagos que me parecem fantásticos naquela zona.
    Por sua vez, a zona do lago Pehoé parece-me algo inacessível por estrada...estando Calafate não muito longe. E olhando para o mapa acho que não consigo chegar por via terrestre a Torres del Paine sem ser vindo da Argentina?! E por ar tem que ser via Punta Arenas, estou a ver bem?

    Em relação às estradas de gravilha e teres que ter cuidado com o combustível e falta de civilização é algo que não me assusta e percebo o que dizes. Imagino que seja semelhante à logística que tive na ilha Sul da Nova Zelândia. Se me pudesses dar mais detalhes do que percurso que fizeste, agradecia!

    Punta Arenas-Ushuaia recomendas fazer cruzeiro?

    Outra coisa relativamente ao momento da viagem. Foste em Março, pleno Verão, recomendas?

    Já ouvi dizer que até Maio é razoável -veja-se ainda se consegue visitar a maior parte dos sítios- e ainda ganhas as cores do Outuno.

    Obrigado pelas sugestões!
     
    Editado por um moderador: 4 Dez 2017
  5. Leonorb

    Leonorb Membro Conhecido

    861
    558
    133
    @Adob Olá
    Em relação ao tempo disponível que tens, o que te sugeria, por se tratar de uma viagem cara, seria fazeres opções. Ou seja, ou visitas o Norte e centro Norte ou vais mais para Sul. Isto para não correres o risco de não visitares tudo o que há de melhor ou que gostavas.
    Para visitar as Torres del Paine tens de ir a Puerto Natales. Ou antes, para visitar a Patagónia Chilena deverias ficar em Punta Arenas e de lá vais a vários lugares, inclusive Puerto Natales e depois as Torres. Eu fui de carro. Mas como já referi, o tempo pode não ajudar. No dia em que fui estava péssimo... ou seja podia ter sido melhor ou ter repetido o passeio. Claro que aproveitamos sempre, mas... E quando regressei a Punta Arenas tinha havido uma enchente. O rio transbordou e zona baixa da cidade ficou completamente inundada, com muita gente em sérios apuros e desalojada. Se tivesse saído duas horas mais tarde, já nem do hotel saia. Se fores com o tempo contado e acontecer algo deste género, ficas sem visitar o que gostavas.
    Podes chegar às Torres pela Argentina, sim. Mas penso que devias escolher: ou vais para a Argentina e organizas a visita à Patagónia a partir da lá ou ficas pelo Chile e se calhar tens de prescindir de algumas coisas para puderes organizar uma visita às Torres e depois seguir para o El Calafate.
    Eu fiquei em Punta Arenas e fiz visitas pendulares. Saía cedo e chegava tarde. Por exemplo, fiz PA, ferry até Porvenir e estrada fora na Terra do Fogo... Fui à ilha dos Pinguins, a Magdalena; fui ao Fuerte Bulnes...
    Quanto à melhor altura, Março já é o limite. O ideal seria o nosso Inverno. Pleno n/ Verão, deve ser muito bonito mas com muito frio, neve e poucas horas de sol
    Quanto "à falta de civilização" isso não existe por lá.... apenas não têm todas as estradas alcatroadas. Aliás, os Chilenos, pelo menos a sul, são muito educados e algo conservadores...
     
    Editado por um moderador: 4 Dez 2017