Agências - mau serviço

Tópico em 'Agências de Viagens e Operadores Turísticos' iniciado por Car_lota a 16 Abr 2008.

  1. Car_lota

    Car_lota Membro

    336
    6
    18
    Olá. Não sei se isto devia ficar nesta secção, mas gostava de relatar aqui a minha má experiência com agências de viagens. Será normal que, de cada vez que me dirijo a uma agência e procuro informações acerca de destinos que não estão em promoção e deixo contacto, NUNCA sou contactada pelas agências?! Eu sei que deve dar mais trabalho andar à procura de uma viagem personalizada para um cliente, mas que chateia muito, chateia e já me aconteceu n vezes. O resultado foi ter desistido de viajar por intermedio de agências. Isto já aconteceu a mais alguém?
     
  2. Car_lota

    Car_lota Membro

    336
    6
    18
    No caso de ter sido pouco explícita... já me aconteceu pedir ao agente que me visse se existia algum pacote turístico para um determinado destino e se eu podia escolher o hotel tal... nestes casos dizem que sim, que vão ver e depois nunca telefonam de volta, nem sequer para dizer que não há.
     
  3. Nuno

    Nuno Administrador Membro do Staff

    5.127
    1.960
    323
    Reconheço o que referes mas julgo não ser propriamente um problema da agência, mas sim da pessoa.
    Além disso, é frequente acontecer-me o mesmo noutros serviços, principalmente se te tornas exigente ou pretendes algo diferente do habitual.
    Dou-te um exemplo recente com uma (ex)seguradora à qual liguei 3x com o objectivo de negociar o valor do seguro e até hoje ... nada.
     
  4. Car_lota

    Car_lota Membro

    336
    6
    18
    Sim, mas quem presta o serviço são as pessoas. Logo, são elas que dão reputação à agência. Mas de facto não é situação única. Isso confirmo. Se fosse, era bom sinal. :)
     
  5. Susana M D P

    Susana M D P Membro

    132
    2
    18
    Olá Carlota,
    A mim também já me aconteceu exactamente a mesma situação e por diversas vezes. Afinal não sou caso único, pensei que o problema fosse mesmo meu.
    Não sei se foi o teu caso, o meu acontece precisamente com agências de viagens de shopping ou as "grandes" agências.
    Sinceramente se estivesse à espera dessas respostas nunca tinha viajado.
    Daí a minha solução foi recorrer a agências de rua, quase sempre perto de casa. Posso-te dizer que tenho conseguido um excelente atendimento, quer para pequenas ou grandes viagens e com preços mais baixos que muitas agências.
    Pensa nesta solução e dá noticias!
    Susana
     
  6. Célia Reis

    Célia Reis Membro Novo

    719
    1
    0
    Não há como ter amigos em agencias;)
    Ou então marcar via net!
    Essa situação já me aconteceu também:devil:
     
  7. Car_lota

    Car_lota Membro

    336
    6
    18
    Olá Célia

    Pois... eu só viajo com recurso à net. E há muita gente que tem receios nesse sentido e até hoje nunca apanhei nenhuma decepção nem me foi vendido gato por lebre.
     
  8. Car_lota

    Car_lota Membro

    336
    6
    18

    Olá Susana. A mim tem acontecido o oposto. É nas agências de rua que me têm prestado mau serviço. A única de que tenho excelente opinião é uma do aeroporto de Lisboa. Mas tb o pacote que escolhi aí era fácil... República Dominicana. No entanto escolhi um resort para onde não costuma ir muita gente portuguesa e o serviço foi impecável. Foram investigar e disseram que se era lá que queria ficar, pois então era lá que ia ficar mesmo. Estiveram sempre em contacto por telefone e email e foram irrepreensíveis. Nunca tive um serviço desses da parte de nenhuma outra agência.
     
  9. tecox

    tecox Membro Novo

    6
    0
    0
    Viva,

    Infelismente isso realmente acontece vezes demais.
    Eu trabalho na area comercial, embora noutro ramo (automovel), e faz-me muita confusão quando vejo isso acontecer, pois o mercado em si está muito complicado, mas o que é certo é que há mais gente a queixar-se que a fazer algo por mudar a sua situação.
    Posso dizer-te que passei o ultimo ano a montar a minha casa e esse cenario de ficar a aguardar um contacto sem qualquer resposta aconteceu-me varias vezes e em varios ramos de actividade... enfim é triste, principalmente quando há tanta gente a querer trabalhar e por falta de oportunidade não o consegue fazer.

    No que diz respeito ás agencias de viagens, consultei algumas para abrir uma lista de casamento, e também encontrei muita gente com muita "falta de vontade". acabei por optar pela agencia onde fui mais bem atendido. Neste mercado em que todos se regem mais ou menos pelas mesmas tabelas, deve ser "premiado" quem trabalha melhor.


    Cumprimentos,
    Pedro
     
  10. Nuno

    Nuno Administrador Membro do Staff

    5.127
    1.960
    323
    tecox ... não posso deixar de concordar contigo.

    Disse anteriormente e repito, as "pessoas fazem as casas". As organizações de hoje são as pessoas e no meu entender, como disses-te e muito bem, essa atitude é transversal e demonstra a falta de zelo por parte de quem tem uma obrigação, quer para com o cliente quer para quem lhe paga o ordenado no final do mês, de prestar o melhor serviço.

    As agências proliferam em todo o lado e os preços/operadores são praticamente os mesmos, daí que a minha opção também tem sido pelos mais prestáveis e simpáticos.
     
  11. Rita V

    Rita V Membro Novo

    10
    0
    0
    Estou neste momento a passar pela mesma situação.

    Ando há mais de duas semanas a tentar marcar ferias para a 2ªquinzena de Agosto (caraibas ou Brasil), mas quero uma estadia superior a 7 noites. Contactei já 5 agencias e até agora tenho ZERO orçamentos... algumas nem respondem e as que o fizeram deram-me preços para estadias de 7 noites quando eu tinha frisado bem que queria mais...

    Já nem sei o que fazer... no ultimo ano marquei as ferias sem ser por agencia (marquei separadamente avião, hotel, transfer) e imaginem ainda saiu mais barato que o preço que tinha da agencia... mas este ano para as Caraibas não consigo, porque os voos são quase todos charters e(ou as linhas regulares são muito caras...
     
  12. luisito

    luisito Membro Novo

    105
    0
    0
    Também já tive a minha dose de maus serviços de Agências de Viagens.

    Tive, há uns anos, 1 problema com a ACP viagens numa viagem ao Brasil, 1 com a Abreu numa viagem à Tunísia e outro com a Abreu numa viagem a Cuba. Nos 3 casos exigi (e obtive) uma indemnização pelo mau serviço prestado.

    Recentemente, tive uma má experiência com a Grantour (que é um operador, não uma agência), mas, como tinha feito a marcação através da agência de um amigo, optei por não reclamar.

    É possível que o problema seja da pessoa que nos atende e não necessariamente da agência, mas a verdade é que quem escolhe os funcionários é a agência e não os clientes. De qq forma, a sensação que eu tenho é que o problema está MESMO na Agência, na cultura que passam para os seus funcionários e na forma como lidam com as reclamações e os problemas que vão surgindo.

    Em muitos casos, os problemas surgem com o operador que vende os serviços à agência ou mesmo com o representante desse operador no destino. Mas, mais uma vez, o passageiro não tem culpa de quem escolheu o operador, de quem o operador escolheu como representante no destino, etc.

    A minha sugestão é que se reclame SEMPRE e que, quando for o caso, se exija indemnização pelos serviços não prestados ou por aqueles que tiverem sido mal prestados e tenham prejudicado as férias.
     
  13. Karne

    Karne Membro Novo

    37
    0
    0
    Olá,
    E uma queixita no famoso livro amarelo, por vezes dá vontade, não dá??
    Eu tenho duas agências que frequento e onde sou bem atendido, por isso não pretendo mudar.
    O ano passado mudei, e digo já o nome para que fiquem de aviso "Palmeviagens" em Leiria - Terraços do Marachão e digo-vos (não uma asneira que me apetecia), só se a vida da minha filha dependesse deles para eu lá voltar, poque se fosse a minha, matava-me primeiro.
    Boas viagens.
     
  14. luisito

    luisito Membro Novo

    105
    0
    0
    Karne, apesar de eu não tencionar ir do Porto a Leiria p/ contratar alguma viagem, seria talvez útil sabermos qual foi o problema que tiveste, até porque o problema pode ter sido do operador (e não especificamente daquela agência) e assim ficaríamos de sobreaviso em relação a esse operador.

    No caso da Agência Abreu, como eles trabalham sempre com o operador deles, basta referir a agência... É assim, Cats?
     
  15. JoãoM

    JoãoM Membro

    89
    5
    8
    Também concordo com o que disse o tecox, mas....

    Quanto aos orçamentos pedidos e que nunca chegam, temos de pensar na coisa em termos de empresa.

    Desde há um tempo para cá generalizou-se a moda de pedir orçamentos e, regra geral, as pessoas ligam para 5 ou 10 agências. Conheço muitos agentes que fazem umas dezenas ou mesmo centenas de orçamentos e vendem 2 ou 3 desses pacotes.
    Conclusão: queimam uma data de horas de trabalho e a rentabilidade é negativa.

    Também regra geral, as pessoas pedem os orçamentos com pouca antecedência (um mês antes ou menos) e normalmente durante os meses do verão.
    Ora nesta altura, a menos que seja uma loja escondida num buraco qualquer, as horas do dia são poucas para se tratar do expediente normal.

    Coloquemo-nos agora nos "sapatos" do funcionário e do empregador: a quem deve ser dada prioridade? A quem vai à loja e compra qualquer coisa, ou ao hipotético cliente?
    Não esqueçamos que nos dias de hoje a maioria das empresas trabalha por objectivos e para obter uma coisa chamada RENTABILIDADE.

    Além disso, todos nós gostamos de ir para casa e estar com a nossa família depois de um dia de trabalho. Poucas são as pessoas que vão ficar a trabalhar "ad eternum" para preparar as dezenas ou centenas de orçamentos pedidos.
    Na maioria dos casos estes são relegados para segundo lugar, para serem apresentados QUANDO houver tempo.

    Por último, não podemos esquecer-nos que o turismo não é a "galinha dos ovos de ouro", mas sim o "negócio de milhões que gera tostões".
    Como tal, o tempo tem de ser rentabilizado de modo a poder-se pagar a renda, electricidade, salários, etc...

    Por isso, como aqui foi dito e muito bem, é escolher a agência que melhor nos atender, sem esquecer que, como diz o nosso caro Nuno, as empresas são feitas por quem nelas trabalha.
    Uma agência de uma marca qualquer pode ser excelente, mas outra na mesma cidade poderá ser péssima.
    Não tem a ver com operadores, nem com agências (lojas), mas sim com pessoas.


    Já no que respeita às reclamações sobre serviços, não concordo com o luisito.

    Seja a agência de um amigo ou não, devemos SEMPRE apresentar a reclamação, não esquecendo algumas premissas:

    1. Reclamar apenas aquilo que é justo. (Se p. ex. deixamos a bolsa com documentos nas costas da cadeira ao pequeno almoço e ela desparece, a responsabilidade é nossa. Nenhum hotel aceita reclamações sobre isso.)

    2. Ter em conta que o agente que vendeu a viagem/pacote tem uma responsabilidade limitada. Ele irá falar com o operador, que por sua vez falará com o fornecedor de serviços. Tudo isso leva o seu tempo e por vezes é bastante demorado.

    3. Em última análise, podemos recorrer ao Provedor do Cliente no prazo máximo de 20 dias a contar do final da viagem ([SIZE=-1]Provedor do Cliente, R Duque de Palmela 2 1ºD, 1250-098 Lisboa, tel 213553010, fax 213145080, [/SIZE]provedor@apavtnet.pt[SIZE=-1])

    Boas viagens !!
    [/SIZE]
     
  16. Cravo

    Cravo Membro

    379
    1
    18
    quando o site travelonline.pt estiver a funcionar, não vão existir mais destes problemas :D

    PALAVRA DE RONWELTY ;)
     
  17. JoãoM

    JoãoM Membro

    89
    5
    8
    Não deites já os foguetes amigo... :D
     
  18. Cravo

    Cravo Membro

    379
    1
    18
    Temos que ter slogans apelativos lol. Alem disso o site não vai ser nenhuma agência de viagens, mas sim algo para as pessoas se guiarem. Não sofremos as pressões dos operadores turisticos! É por isso que eu adoro o meio UNDERGROUND :D "so free".
     
  19. p2mb2

    p2mb2 Membro Novo

    27
    0
    1
    Bem pessoal...

    Eu tenho a visão dos dois lados, de cliente e de funcionário... apesar de o meu ramo ser mais a parte informática....

    A realidade do mercado turistico é algo ingrata para as agencias... isto porque é bastante dificil conseguir gente qualificada para vender viagens... não estou a falar da venda de pacotes turisticos que isso até eu vendo, mas no atendimento personalizado... pessoas que conheçam e que saibam aconselhar um cliente... é preciso um conhecimento geral e uma cultura muito grande e isso leva anos a desenvolver. Por outro lado, existe um pico de trabalho durante 6 meses e os outros 6 meses estão às moscas (comparando) por isso nem sempre é facil conseguir conciliar estes dois aspectos com uma equipa eficaz de responder a todos os pedidos... e claro os mais personalizados e demorados vão ficando para ultimo lugar...

    Não quero com isto justificar os casos em que os clientes ficam sem resposta, só mostrar o outro lado da coisa :D

    E depois também temos aquele pessoal que não sabendo para onde quer ir... faz pedidos do género: Brasil, Canárias e África do Norte :S e um vendedor passa uma manha a fazer e enviar orçamentos para cima dos 800 euros e a pessoa desde o inicio está a pensar gastar 400... também acontece muito.
     
  20. JoãoM

    JoãoM Membro

    89
    5
    8
    Não é difícil, essas pessoas têm é de ser bem pagas...

    Então esse agente tem é de ir para casa, porque não perguntou ao cliente qto queria gastar e esteve a perder tempo desnecessariamente...
    :D