Change background image

Como funciona a cobrança de portagens em Portugal?

Tópico em 'Europa' iniciado por PauloBR a 21 Abr 2010.

  1. PauloBR

    PauloBR Membro

    Olá,

    Como é feita a cobrança de portagens em Portugal? Eu me refiro à cobrança manual, para quem não tem chip receptor instalado no carro.

    Os sistemas de portagens que eu conheço são os do Brasil, Uruguai e Chile.

    No Brasil e no Uruguai funciona da mesma maneira: o condutor para o carro na cabina do pórtico de cobrança, paga o pédágio em dinheiro, recebe o ticket, vai embora. No Brasil só são aceitos pagamentos em Real. No Uruguai são aceitos pagamentos em Pesos Uruguaios, Pesos Argentinos, Dólar ou Real. Diversas estradas e auto-estradas do Brasil tem sistema eletrônico de cobrança, que exige a instalação de chip receptor no automóvel. No Uruguai eu nunca vi este sistema eletrônico.

    No Chile é um pouco diferente: o condutor paga o pedágio (em dinheiro, em Peso Chileno) e nas saídas da auto-estrada sempre tem de mostrar o ticket num pórtico. Conforme a distância desde o pórtico onde foi pago o pedágio inicial, deve-se pagar (ou não) um "pedágio de saída", que é um valor menor. A auto-estrada e as vias rápidas que circundam e atravessam a capital, Santiago, tem sistema eletrônico de cobrança.

    Abraços!
     
  2. Nuno

    Nuno Administrador Membro do Staff

    Paulo,

    Em Portugal é simples ... quando entras na auto-estrada tiras o "ticket" e só pagas quando sais.
    Podes saber mais aqui:

    Site: Brisa Website
    Preços: Calculadora-Brisa Website
    Cartões Aceites: Portagens-Brisa Website

    De salientar que a Brisa é a empresa que detém a maioria das concessões de auto-estradas, mas todas as restantes funcionam de igual forma.
     
  3. PauloBR

    PauloBR Membro

    Obrigado Nuno!

    Este sistema é diferente do que existe no Brasil. Aqui não é necessário tirar o ticket ao entrar nas auto-estradas e o pagamento é feito diretamente no pórtico de pedágio (portagem). O sistema português me parece mais justo, pois o preço pago tem relação direta com a distância percorrida. No sistema brasileiro, por exemplo, se um carro entrar na auto-estrada 10 Km antes da praça de pedágio, vai pagar o mesmo valor do que o carro que entrou na auto-estrada 100 Km atrás.

    Um abraço!
     
  4. PauloBR

    PauloBR Membro

    No site da Brisa descobri que a empresa é acionista da CCR Rodovias, um dos grandes grupos de concessionários do Brasil: Concessões-Brisa Website
     
  5. LIGIA

    LIGIA Membro Novo

    Existem algumas auto-estradas recentes como a da Figueira da foz em que não existem portageiros pagam-se numas máquinas.
    Na maioria tira-se o ticket e na saída paga-se em Euros ou com Visa.
    Atenção que nas entradas com a sinalização de Via Verde só quem é aderente é que pode passar. A via Verde corresponde a um pequeno dispositivo colado no vidro que desconta automaticamente o valor da portagem permitindo ao condutor continuar a viagem sem parar nas portagens. Essas entradas e saídas estão bem sinalizadas.
     
  6. nunoreis

    nunoreis Membro Novo

    Nalgumas autoestradas irá ser aplicado o sistema de leitura de chip, mas por enquanto prevalece o pagamento nas portagens
     
  7. Flecha

    Flecha Membro Conhecido

    atenção...VISA não é cartão de crédito. não é permitido pagar portagens com cartão de crédito, A NÃO SER que o mesmo dê para Débito.

    Visa é a rede de pagamentos.

    Ja disseram tudo, entras na AE, tiras o "papel" e pagas no fim em euros apenas ou c/ cartão de débito. Nas máquinas, aconselho pagamento com o pagamento de Cartão é mais rápido. Ter atenção que na A8/A17 (lisboa » Leiria » Aveiro) por exemplo, tens de ir com antenção porque aquilo tem um pequeno desvio para os "corredores da direita" para se ir as máquinas....se fores em frente passas na via verde e depois pagas uma bela multa. Basta ires com atenção.